13/10/2019

Resenha: O Sári Vermelho - Javier Moro

Título original: El sari rojo
Gênero: Romance histórico
Páginas: 448
Editora: Planeta
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro O Sári Vermelho, do espanhol Javier Moro, nos traz a história da família Gandhi, mais precisamente de Sonia Gandhi, a italiana que abandonou tudo por amor. Com um rico panorama histórico e um romance forte e pungente que vai se descortinando pouco a pouco, acompanhamos a saga de uma família pela Índia, lutando por igualdade para todos e, acima de tudo, por aquilo que julgam ser o correto.

Em 1965, Sonia Maino, uma jovem estudante italiana de dezenove anos, conhece em Cabridge o indiano Rajiv Gandhi. Ela é filha de uma família simples que mora em Turim; já ele provém de uma linhagem poderosa da Índia. Ali, se inicia uma história de amor que nem a morte é capaz de quebrar, fazendo com que a italiana abandone seu mundo e sua cultura e mergulhe em um país completamente diferente, que adora milhares de divindades, fala trocentos idiomas e tem uma visão política bem heterogênea. Sua coragem, determinação e entrega a tornam uma espécie de deusa para a população, que corresponde a um sexto da humanidade.

01/10/2019

Resenha: Uma Mulher no Escuro - Raphael Montes

Edição: 1
Ano: 2019
Gênero: Thriller/Suspense
Páginas: 256
Editora: Companhia das Letras
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Uma Mulher no Escuro, do carioca Raphael Montes, nos traz um thriller psicológico permeado de perigo, suspense e emoção. Contando a história da sobrevivente de uma grande chacina, acompanhamos toda a sua trajetória desde o fatídico dia até os tempos atuais, com todas as consequências que isso acarretou para a sua vida. O terror que até então Victoria julgava estar enterrado no passado, ressurge com força total, ceifando sua paz, sua sanidade e colocando novamente sua vida em perigo. Raphael Montes consegue prender a atenção do leitor mais uma vez, em uma trama repleta de camadas, facetas e tenebrosas reviravoltas, esbanjando todo o talento que o consagrou como um dos maiores autores do gênero no Brasil.

Victoria Bravo tinha apenas quatro anos de idade quando um homem invadiu sua casa e matou toda a sua família, pichando o rosto de cada um deles de preto após o assassinato. Na mesma noite, o delinquente de dezessete anos, Santiago, se entregou para a polícia e confessou o crime, sem nunca explicar porque poupou a caçula da família ou o que o fez cometer o crime.

29/09/2019

Resenha: Paixão, Drogas e Rock N Roll - Daniela Niziotek

Edição: 1
Ano: 2010
Gênero: Romance
Páginas: 192
Editora: Maquinária
Classificação: 2,5/5
Comprar: Livraria Cultura
O livro Paixão, Drogas e Rock N' Roll, romance de estreia de Daniela Niziotek, nos traz uma história de amor conturbada entre dois jovens, regada de sexo, bebida, drogas e claro, o rock n' roll. A temática proposta pela autora foi bem interessante e ela discorreu sobre o assunto com propriedade, entretanto, o relacionamento de Brian e Vicky não me causou empatia devido a inúmeros fatores, especialmente por ser abusivo e norteado por muita violência. Vick, mesmo sendo uma garota inteligente e cosmopolita, carece de amor próprio e personalidade e esse tipo de comportamento me irritou bastante ao longo da história.

Brian Blue é vocalista de uma das maiores bandas de hard rock dos anos 90 e Vick, uma adolescente brasileira, que se apaixona pelo astro do rock durante uma viagem para o exterior. Deste encontro improvável, nasce um amor intenso e avassalador, que passa por uma trágica provação que irá mudar as suas vidas para sempre.

22/09/2019

Resenha: Os Vestígios do Dia - Kazuo Ishiguro

Título original: The Remains of the Day
Gênero: Romance
Páginas: 285
Editora: Companhia das Letras
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Os Vestígios do Dia - vencedor do prêmio Booker Prizer -, do japonês Kazuo Ishiguro, nos traz uma história que se passa na década de 20 a respeito de remorso, culpa e arrependimento. O protagonista, Stevens, nos narra as suas memórias, sobretudo detalhes sobre a sua profissão de mordomo, a qual sempre desempenhou com muito louvor e honra. Em meios aos seus devaneios, Stevens nos demonstra arrependimento sobre alguns fatos, especialmente por não ter aproveitado os presentes que o tempo lhe ofertou, o que torna a sua narrativa interessante e intrigante.

No verão de 1956, após mais de três décadas de trabalho em uma aclamada mansão inglesa, o mordomo Stevens tira uma semana de férias e decide viajar para o oeste no carro emprestado pelo novo patrão, Mr. Lewis. Ele tem planos de encontrar com Miss Kenton, antiga governanta da casa e que acaba de se separar do marido. Durante a viagem, ele vai meditando sobre os estratagemas que regem a profissão de mordomo, ao mesmo tempo em que se recorda de seu antigo patrão, Lord Darlington.

18/09/2019

Resenha: Antes da Tempestade - Dinah Jefferies

Título original: Before the Rains
Gênero: Romance histórico
Páginas: 344
Editora: Paralela
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Antes da Tempestade, da malasiana Dinah Jefferies, nos traz um romance histórico envolvente e rico em detalhes, que se passa na Índia colonial da década de 30.  Repleto de história, costumes e tradições e com um romance muito bem orquestrado e delicado, a autora conseguiu me ganhar mais uma vez, assim como fez em O Perfume da Folha de Chá. 

Após perder o marido, a jovem inglesa Eliza Fraser tem como única companheira sua câmera fotográfica. Determinada a se tornar uma fotógrafa profissional, ela aceita o convite do governo britânico para se hospedar no castelo da família real indiana pelo período de um ano, com o objetivo de retratar a vida do Estado principesco de Juraipore para o acervo da Coroa.

15/09/2019

Resenha: Doce Lar - Tillie Cole

Título original: Sweet Home
Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 320
Editora: Essência
Classificação: 3,5/5
Comprar: Saraiva
O livro Doce Lar, primeiro volume da série Sweet, da norte-americana Tillie Cole, nos traz um new adult bem tradicional, formado por um quarterback bad boy e uma mocinha nerd, protagonizando cenas bem sensuais e apimentadas. Ao contrário do livro anterior da autora - Mil Beijos de Garoto - não fui fisgada por esse romance, que me passou a sensação de mais do mesmo e a personalidade dos personagens também não conseguiu me cativar.

Molly Shakeaspeare tem vinte anos e uma bagagem de conhecimento invejável. Além de ser uma leitora voraz, ela também estudou em Oxford e aprendeu com a vida que as pessoas que nos amam também podem nos deixar.

09/09/2019

Resenha: Fraude Legítima - E. Lockhart

Título original: Genuine Fraud
Gênero: Suspense
Páginas: 280
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Fraude Legítima, da americana E. Lockhart, nos traz um suspense repleto de facetas, mistérios e desdobramentos. Com personagens que são verdadeiros anti-heróis mas que ainda assim conseguem causar empatia no leitor, o enredo segue um ritmo quase que cinematográfico e tem um desfecho pra lá de surpreendente.

Jules West Williams não é uma garota nada comum. Tanto no começo quanto no final do livro, ela está hospedada em um hotel de luxo no México, comendo porcarias, praticando atividades físicas e claro, ostentando a sua maior arte: o dom de mentir. Desde que sua melhor amiga, Imogen Sokoloff, se jogou de uma ponte com os bolsos cheios de pedras, ela desconfia de tudo e de todos e prefere se manter afastada. Na verdade, o que ela mais quer é se tornar uma garota diferente, mas o suicídio de Immie insiste em atormentá-la, por onde quer que vá.

07/09/2019

Resenha: Sangue por Sangue - Ryan Graudin

Título original: Blood for Blood
Gênero: Segunda Guerra Mundial
Páginas: 472
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
Em Sangue por Sangue, segundo volume da duologia Lobo por Lobo, da norte-americana Ryan Graudin, temos uma história repleta de adrenalina, perigos e com um desfecho estarrecedor. Os personagens continuam fortes e determinados, em especial Yael e a trama se mostra cada vez mais sombria, ardilosa e intrigante.

Yael não se sagrou a campeã do Tour do Eixo graças ao genioso corredor Luka Löwe, mas cumpriu a promessa que fez para a resistência, ou seja, atirar em Adolf Hitler durante o Baile da Vitória, fazendo com que o mundo inteiro assistisse a morte do Führer por meio das câmeras. O problema é que, logo após o disparo, ela percebeu que o alvo de seus tiros era um metamorfo assim como ela e que Hitler ainda continuava vivo em algum lugar da Germânia.