25/04/2011

NOVA AQUISIÇÃO: Coleção As Brumas de Avalon - Marion Zimmer Bradley

Olá pessoal! Passando pelo site do Submarino esses dias vi em oferta a coleção completa de As Brumas de Avalon, de Marion Zimmer Bradley, e não resisti. Mesmo já tendo lido, só que em e-book, resolvi comprar, reler novamente e postar as resenhas para vocês em breve!


Conheçam um pouco mais a respeito da obra:


VOLUME 1 - A SENHORA DA MAGIA

 


"Neste romance, a lenda do rei Artur é contada pela primeira vez através das vidas, das visões e da percepção das mulheres que nela tiveram um papel central. Pela primeira vez, o mundo arturiano de Avalon e Camelot, com todas as suas paixões e aventuras - o mundo que, através dos séculos, cada geração recriou em incontáveis obras de ficção, poesia, drama - é revelado, como se poderia esperar, pelas suas heroínas - pela rainha Guinevere, mulher de Artur; por Igraine, mãe de Artur; por Viviane, a impressionante Senhora do Lago, Grande Sacerdotisa de Avalon; e principalmente pela irmã de Artur, Morgana, também conhecida como Morgana das Fadas, como a Fada Morgana - como feiticeira, como bruxa - e que nesta épica versão da lenda desempenha um papel crucial, tanto na coroação como na destruição de Artur. Trata-se, acima de tudo, da história de um profundo conflito entre o cristianismo e a velha religião de Avalon."

VOLUME 2 - A GRANDE RAINHA

"A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore são os quatro volumes que compõem As Brumas de Avalon - a grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas.

Guinevere se casou com Artur por determinação do pai, mas era apaixonada por Lancelote. Ela não conseguiu dar um filho e herdeiro para o marido, o que gera sérias conseqüências políticas para o reino de Camelot. Sua dedicação ao cristianismo acaba colocando Artur, e com ele toda a Bretanha, sob a influência dos padres cristãos, apesar de ser juramento de respeitar a velha religião de Avalon.

Além da mãe de Artur, Igraine e de Viviane, a Senhora do Lago que é a Grande Sacerdotisa de Avalon, uma outra mulher é fundamental na trama: Morgana, a irmã de Artur.

Ela é vibrante, ardente em seus amores e em suas fidelidades, e polariza a história com Guinevere, constituindo-se em a sua grande rival. Sendo uma sacerdotisa de Avalon, ela tem a Visão, o que a transforma em uma mulher atormentada.

Trata-se, acima de tudo, da história do conflito entre o cristianismo, representado por Guinevere, e da velha religião de Avalon, representada por Morgana.

Ao acompanhar a evolução da história de Guinevere e de Morgana, assim como dos numerosos personagens que as cercam, acompanhamos também o destino das terras que mais tarde seriam conhecidas com Grã-Bretanha.

As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo tempo real e lendária - desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada.

Igraine, Viviane, Guinevere e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original".


VOLUME 3 - O GAMO-REI

"A saga do Rei Artur e dos Cavaleiros da Távola Redonda foi contada e recontada inúmeras vezes, principalmente como uma história de aventuras sem maior densidade. Marion Zimmer Bradley, escolheu um ponto de vista mais original e perspicaz para narrar esta história. Tomando o do ponto de vista feminino, principalmente de Morgana, irmã de Artur, sua amante e sacerdotisa de Avalon, a ilha sagrada onde se refugiam os remanescentes da antiga religião bretã. O foco da trama é justamente a luta pela preservação da velha seita, carregada de mistérios, onde a deusa impõe ao mundo uma sociedade de domínio feminino, contra a implantação do cristianismo.

A lenda do Rei Artur chega ao seu clímax e a luta aqui é entre os celtas e os cristãos. Artur terá que decidir entre a tradição de Morgana e a de sua amada, Guineverre, além de enfrentar as intrigas múltiplas em sua corte".

VOLUME 4 - O PRISIONEIRO DA ÁRVORE

A saga do Rei Artur e dos Cavaleiros da Távola Redonda foi contada e recontada inúmeras vezes, principalmente como uma história de aventuras sem maior densidade. Marion Zimmer Bradley, escolheu um ponto de vista mais original e perspicaz para narrar esta história. Tomando o do ponto de vista feminino, principalmente de Morgana, irmã de Artur, sua amante e sacerdotisa de Avalon, a ilha sagrada onde se refugiam os remanescentes da antiga religião bretã. O foco da trama é justamente a luta pela preservação da velha seita, carregada de mistérios, onde a deusa impõe ao mundo uma sociedade de domínio feminino, contra a implantação do cristianismo.

A saga chega ao final. Os destinos de Merlin, Arthur, Morgana, Guineverre e Lancelot chegam ao fim e nasce uma lenda feita para aquecer o coração e a imaginação.


Um comentário:

  1. Ai eu só li o primeiro volume, mas ja comprei a minha coleção também, agora é por em prática a leitura!

    Beijos

    ResponderExcluir