08/12/2011

Resenha: Oldar - Rondinelli Fortalesa Borges

O livro Oldar, de Rondinelli Fortalesa Borges, nos conta a estória da criação de um mundo chamado Oldar, por Ádalo, o Grande Espírito. Após a criação de Oldar, Ádalo cria  os Enzoleios, seres imortais que são uma espécie de anjos, e o reino de Edammael, governado por dois irmãos que se amam muito, Gormom e Dormom. Devido a uma traição, ocorre uma profunda separação no reino e os dois irmãos, que eram amigos e cúmplices, se tornam rivais ao extremo. Dormom vai embora de Edammael com muito ódio no coração e jura vingança contra o seu irmão.


Anos se passam e Gormom constitui a sua família, tendo vários filhos. Dentre eles, podemos destacar Kormom, que nasceu com um dom enviado por Ádalo de visualizar o futuro. Mais tarde, Kormom também constitui família, e tem um filho chamado Lormon, que possui o mesmo dom do seu pai. 

Dormom não esqueceu a sua vingança, e passa todos os dias arquitetando o seu plano macabro. A aparente paz que reina em Edammael não permanecerá por muito tempo...Muito sangue será derramado...


Logo de início, a estória não estava conseguindo me cativar. Mas ao decorrer dos capítulos, fiquei um pouco mais animada com o enredo, que faz alusões ao livro de Gênesis e é bem criativo. Só achei que faltou um pouco mais de desenvolvimento na trama e na construção dos personagens.


O livro de Rondinelli traz uma estória medieval bem interessante e é o primeiro volume de uma trilogia. Imagino que algumas coisas que não ficaram tão bem estabelecidas nesse volume sejam esclarecidas no restante da série. A diagramação deixou um pouquinho a desejar, com alguns erros de português e digitação, mas não chega a prejudicar a leitura. Recomendo!

10 comentários:

  1. Oi Nessa!
    Há quanto tempo não?
    O livro deve ser interessante!
    Nunca ouvi falar. A resenha ficou ótima apesar de eu não gostar desse tipo de livro!
    Um Beijo*

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito da resenha. O livro Oldar Guerra não tem foco em nenhum dos personagens e como as pessoas eram muito ingênuas naquela época não havia muito a desenvolver nelas, contudo, depois da guerra as coisas mudam, as pessoas tornam-se mais marcantes e o foco da história melhora bastante. Aguarde, 2012 vem o segundo livro.

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro mas gostei muito da proposta do autor.Adoro estórias épicas,medievais e que envolvem esse tipo de confronto relatado por você na resenha.Fiquei muito curiosa e com uma vontade imensa de conhecer o livro.
    Ótima resenha!
    Bjs...
    Zilda Mara
    Cachola Literária

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, Nessa!
    Beijos =)

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia este livro, Nessa. Adoro histórias medievais e acho que ia adorar ler este livro. Bju

    ResponderExcluir
  6. Adoro história que dá citações da Bíblia e se inspira dela, acho que a maioria dos livros tem início chato, concordo, mas estou curioso pelo resto do livro, parece ser muito interessante. Adorei a resenha! Beijos!

    Rafael Fernandes
    Blogueiro do Leituras Vivas

    ResponderExcluir
  7. Gostei da resenha, o livro parece ser interessante. É uma pena que não tenham tido tanto cuidado na hora da revisão.


    outroladodocanal.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Não sei se esse livro faz o meu estilo mas de uma coisa estou certa: tenho que ler mais livros nacionais.

    xoxo,
    thay
    http://thaypriscilla.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Olá, como vai?
    Eu não conhecia o livro
    Mas essa estória meio épica da criação de um mundo e tudo mais me pareceram ser muito boa.
    Gostei bastante e fiquei curiosa
    Beijos e bom final de semana
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir