25/01/2012

Resenha: A Filha da Minha Melhor Amiga - Dorothy Koomson

O livro A Filha da Minha Melhor Amiga, de Dorothy Koomson, nos conta a estória de Kamryn Matika, uma executiva bem-sucedida e independente. Apesar de sua vida profissional ser um verdadeiro sucesso, ela carrega uma profunda mágoa no peito: a dor de ter sido traída pelo seu ex-noivo, Nate, e sua melhor amiga, Adele.

Adele Brannon sempre teve grande consideração e carinho por Kam, mas em uma noite tempestuosa, acabou se envolvendo com Nate. O relacionamento deles não passou de uma noite, mas rendeu frutos: Adele teve uma filha, a doce Tegan.

Quando Kam ficou sabendo da traição pela própria Adele, tempos depois, rompeu o noivado e se afastou da amiga e de sua filha. Foi muito difícil e doloroso ser traída pelas duas pessoas que ela mais amava nesta vida, e ficar longe de Tegan, por quem ela nutria um afeto muito especial. Mas descobrir quem era o verdadeiro pai de Tegan foi um golpe cruel em seu coração.


Passam-se os anos e Kam canaliza toda a sua dor e solidão no trabalho, passando mais tempo no escritório do que em sua própria casa. Isso serve como válvula de escape para que ela não se veja presa ao passado. A sua surpresa é imensa quando recebe um recado urgente de Adele, a quem ela ignora por anos.

Por mais que ela fique relutante, resolve atender o pedido e visitar Adele. Adele está com leucemia, e tenta a todo custo o perdão de Kam. Ela não quer apenas se reconciliar com sua amiga, ela também precisa de um grande favor de Kam: que ela adote Tegan quando ela vier a falecer. Adele está conformada com a sua situação, mas o seu único temor é como será a vida de Tegan após a sua morte.

Ao contrário de Kam, que sempre recebeu amor e carinho de forma incondicional de sua família, Adele teve uma infância triste e frustrada ao lado de seu pai e madrasta, sofrendo violência física e emocional. Ela também nunca revelou a Nate que Tegan era sua filha, para não causar ainda mais transtornos para ele.

Ela pede, ou melhor, suplica, que Kam adote Tegan quando ela vier a falecer. Mas será que Kam conseguirá realmente perdoar Adele e assumir tão grande responsabilidade? Será que a amizade, o afeto e o bem-estar de uma inocente criança serão mais fortes do que a dor e a mágoa arraigados em seu peito? E os fantasmas do passado que insistem em assolar a sua mente?

Esse é o enredo de A Filha da Minha Melhor Amiga, um livro intrigante e repleto de sentimentos. A estória por si só, é polêmica e repleta de mágoa, dor, amizade, amor, e sobretudo, compaixão e perdão. Vislumbramos o ponto de vista tanto de Adele quanto o de Kam, entendendo os motivos e o dia-a-dia de cada uma das personagens.

Kam é perfeccionista e sempre que algo dá errado, culpa a si mesma. Esse tipo de comportamento não a ajuda e alimenta um complexo de inferioridade cada vez maior nela.

A tutela de Tegan não será fácil: a menina é loira de olhos claros e Kam é negra. Só o fato dela estar perto da garota já gera comentários maldosos e atitudes impensadas por parte de diversas pessoas. Achei essa parte muito bem trabalhada pela autora, abordando o preconceito e como as pessoas são hipócritas e egoístas quando querem assim o ser.

Um triângulo amoroso mexe ainda mais com a protagonista, que se vê presa em um turbilhão de sentimentos. Um livro sensível, tocante, com cenas dramáticas e de profunda reflexão. Vale a pena conferir!




11 comentários:

  1. Nossa, não queria estar na pele dela...
    Pelo que li de sua resenha é um livro forte, onde aprederemos a lidar com as difuculdades e amizade.
    Valeu pela dica, ótima resenha!
    Bjim
    Ni
    ciadoleitor.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa.. O livro tem uma história bem trabalhada, e uns acontecimentos que, realmente, se fosse na realidade não saberia oq fazer!! =/

    A resenha ficou ótima, tá de parabens!! =D
    E a dica já tá mais q anootada!! ^^

    Mega Beijos,
    Gabii !!
    meumundo-aqui.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia o livro, mas parece uma estória e tanto. Parece bem intenso... Gostei :D
    Bjão!


    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir
  4. Amei, Amei, Amei...
    Este livro parece ser excelente!
    Parabéns pela resenha!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Deve ser um livro lindo. Otima resenha nessa ")

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro, nem a autora!
    Parece uma excelente leitura!

    Beijos
    Gabi - Romances e Leituras

    ResponderExcluir
  7. Oi, Vanessa! Seu blog cresceu bastante, hein!? Parabéns! Gosto muito de histórias como a desse livro. Além de trazer um bom enredo dramático, parece tratar de questões sociais, como o preconceito. Se tiver oportunidade, vou lê-lo com certeza!
    Bjs.
    Sergio Carmach
    http://sergiocarmach.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Nossa que resenha legal... amei... agr vc me deixou curioso para ler...
    Bjks Luh do blog
    http://escondidosnolivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. caramba, me arrepiei lendo sua resenha! pior q esse tipo de situação acontece... eu tenho uma amiga que se envolveu com o pai da afilhada, marido de sua melhor amiga! um rolo só!

    vou procurar depois esse livro! acho que vale como exemplo de amizade, amor e superação!

    um beijo,
    Nica

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, me deixou intrigada para ler.Como sempre, ótima resenha Nessa.

    ResponderExcluir
  11. Nossa que enredo forte. Adorei a dica. Bjs

    ResponderExcluir