21/07/2012

Entrevista: Ricardo Costac, autor de O Círculo de Pedra

Boa noite pessoal! O escritor Ricardo Costac, autor de O Círculo de Pedra, concedeu uma entrevista exclusiva ao Nessa News. Confiram!


SOBRE O AUTOR:


R. Costac nasceu na cidade do Rio de Janeiro no verão de 1961. É formado em História e Geografia; e por alguns anos, lecionou em cursos de pós-graduação que lhes foram particularmente gratificantes. Atua profissionalmente na indústria farmacêutica onde conheceu muitos amigos e pessoas interessantes. Desde muito jovem é apaixonado pelas questões de Astronomia, Arqueologia e Geologia.  Sempre foi um dedicado frequentador de museus de diferentes áreas do conhecimento e por toda a sua vida esteve rodeado de livros que o inspiraram a escrever a  sua primeira obra. Casado e com dois filhos, mora atualmente em Curitiba no Paraná. O Círculo de Pedra é o primeiro de dois volumes de uma grande aventura que atravessa quatro séculos.

ENTREVISTA:


Como surgiu a ideia de se tornar escritor?

A ideia surgiu após eu criar centenas de histórias para entreter meus filhos quando eles ainda eram pequenos. A maioria dessas histórias eu até esqueci, mas algumas ficaram boas e foram tão aprimoradas em detalhes que eu acabei tendo que dividi-las em capítulos para serem contadas por vários dias. Daí para nascer a ideia do livro não faltou muito. Além disso, até hoje faço um exercício para embalar o meu próprio sono, ou seja, quando vou dormir conto histórias para mim mesmo; mergulho quase todos os dias nas aventuras criadas por mim. Viajo por lugares fantásticos cheios de vida. Considero que é um ótimo exercício para a criatividade.

Qual foi a sua inspiração para escrever O Círculo de Pedra?

Desde criança fui fascinado por assuntos que envolviam História, Geografia, Arqueologia, Mitologia, Geologia e Astronomia. Devorava livros e mais livros sobre estes temas. Com o passar do tempo, a minha mente ficou impregnada com tais conhecimentos e o resultado final foi um enorme campo fértil para a criação das muitas aventuras que surgiram e que ainda estão por vir. O Círculo de Pedra é um bom exemplo de como eu aplico esses conhecimentos diversificados para escrever as minhas histórias. 

Você enfrentou muitas dificuldades para publicar o seu livro?

 Muitas. As editoras demoravam meses para responder, isso quando respondiam, quase sempre alegando que a minha obra era demasiadamente grande, o que tornaria a publicação de um autor estreante um grande risco. Levei mais de um ano atrás de alguma editora que se dispusesse a editar O Círculo de Pedra sem obter sucesso. Por outro lado, eu não queria dividir O Círculo de Pedra em mais volumes por acreditar que esse primeiro volume deveria ser assim, bem grande, para introduzir o leitor em uma emocionante aventura, sem interrupções, até porque a aventura não termina aí. Então a minha paciência se esgotou e eu decidi bancar o meu sonho, e ele finalmente virou realidade. Acredito que quem gostou do primeiro terá grandes surpresas com o desfecho dessa grande jornada.
Quais são os seus autores favoritos?

Gosto muito dos famosos Arthur Clarke, Howard P. Lovecraft, Tolkien, Isaac Asimov, Edgar Allan Poe e mais recentemente de Patrick Rothfuss e Joseph Delaney. Cada um deles, ao seu modo, contribuiu um pouco com meu estilo de escrever. 

Quais são os seus livros prediletos?

Bem, espero não cometer nenhuma injustiça esquecendo algum (acho que isso vai acontecer). A trilogia O Senhor dos Anéis me influencia até hoje; gosto muito também de Encontro com Rama, Cem Anos de Solidão, Guerra dos Tronos, O Nome do Vento, Decifrando a Terra, Cosmos, Os Melhores Contos Fantásticos, Trilogia Fronteiras do Universo, Odisseia, O Vale dos Reis, Contos vol. 1, 2 e 3 de Ernest Hemingway, Os Pilares da Terra ... e que me perdoem aqueles que eu não incluí. 

Conte-nos um pouco mais sobre a continuação da saga O Círculo de Pedra.

A jornada se dará utilizando-se outra rota. Muitas questões serão respondidas no segundo e último volume. Outros povos serão conhecidos e novas criaturas e lendas farão parte do segundo volume. Os conflitos aumentarão consideravelmente e o fim da história, acredito, irá levar o leitor a ter aquele momento introspectivo para refletir sobre o mundo de O Círculo de Pedra.

Você teve alguma influência musical ao escrever seu livro?

Vanessa, de onde você tirou essa pergunta? Você lê pensamentos? A influência musical é avassaladora em mim. Existem músicas de O Senhor dos Anéis compostas por Howard Shore que muita gente não conhece e que contribuíram muito para a criação de várias passagens no livro. Também me inspirei e me inspiro muito com Secret Garden, Aeoliah, Andrey Cechelero (este é brasileiro, espetacular). Ouvir certas músicas é receita certa para iniciar o processo de criação. Música e Livros, uma combinação perfeita.



Quais são os seus projetos futuros?

Além do último volume que encerra O Círculo de Pedra, tenho mais seis histórias na fila de produção. Entre elas estão os gêneros de Ficção Científica, Terror e é claro, mais Fantasia. E faço questão de que você seja uma das primeiras pessoas a saber das novidades.

Deixe um recado para os seguidores do Nessa News.

Em primeiro lugar quero agradecer muito, muito, muito a oportunidade que o Nessa News, através da queridíssima Vanessa, me deu de divulgar O Círculo de Pedra. Pessoas como você é que fazem da literatura algo maravilhoso. O meu recado vai em especial para todos aqueles que consideram a Literatura Fantástica algo fabuloso, que viajam por mundos imaginários e os tornam parte de suas vidas. Porque eu sou assim, acredito que sonhos não são apenas sonhos, mas universos que se conectam aos nossos pensamentos e nos possibilitam transformá-los em livros. É isso que faz com que o leitor ao terminar de ler uma obra literária tenha aquela sensação de querer chorar por alguma coisa que ele deixou entre aquelas páginas. Nós, autores, somos meros relatores de mundos fantásticos que existem em algum lugar, nos inúmeros universos que nos rodeiam. Lá, onde todas as lendas vivem. E você, seria capaz de guardar o maior segredo de todos os tempos?

7 comentários:

  1. Adorei a entrevista, achei muito interessante, não conhecia o livro, mas achei muito interessante o tema abordado, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde Nessa,

    Gostei muito da sua entrevista...gostei saber ddos autores que influenciaram e dos livros que ele mais gosta...show...abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa, passando para dizer que achei bem legal a entrevista que você fez com o autor de O Círculo de Pedra. Esse livro realmente parece muito bacana.

    ResponderExcluir
  4. Super entrevista.

    beijos

    Bacio, Blanc.
    Modaeeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa!

    Poxa que legal a entrevista! Acho que esse tipo de coisa aproxima o autor do leitor, além de servir de inspiração para quem quer começar a escrever um livro.

    Parabéns!

    bjus;**
    anereis.
    mydearlibrary | bookreviews • music • culture
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa!
    Bacana o começo da trajetória de escritor do Ricardo,criar histórias para os seus filhos,achei bem legal.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. adorei a entrevista
    estou lendo o livro dele agora e estou gostando muito. e adoro livros grossos quando a historia é boa ;-)

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br/

    bjos

    ResponderExcluir