09/07/2012

Resenha: A Arte da Imperfeição - Brené Brown

O livro A Arte da Imperfeição, de Brené Brown, nos fala de como viver a vida em toda a sua plenitude, com amor, postura e discernimento. Nos revela também que muitos conceitos e paradigmas que a sociedade impõe e julgam ser o correto não passa de mera camuflagem para ingressar em um determinado grupo, sufocando assim o nosso ser com falsidade e artificialidade. Resumindo: a autora visa que devemos ser originais, autênticos e nos aceitar, com todos os nossos erros e acertos.

"Escrever nossa própria história pode ser difícil, mas não é tão duro quanto passar a vida fugindo dela. Aceitar nossas vulnerabilidades é arriscado, mas não é tão perigoso quanto desistir do amor, do pertencimento e da alegria - as experiências que nos deixam vulneráveis. Somente quando tivermos coragem suficiente para explorar a escuridão, descobriremos o poder infinito da nossa luz"

O mais interessante no livro é o fato da autora não ficar impondo o que fazermos ou como agir; ela vai nos explicando diversos tópicos através de suas experiências pessoais. A narrativa de Brené Brown é leve e bem detalhada, fazendo com que a leitura se torne fluída.


"É muito importante o quanto nos conhecemos e compreendemos, mas existe algo que é ainda mais essencial para uma vida integral e plena: amar a nós mesmos."


Apesar de não ser fã de auto-ajuda e outros tipos de livro não-ficcionais, gostei bastante de A Arte da Imperfeição, e achei extremamente válidos os tópicos abordados, principalmente no que concerne a vergonha. Muitos não admitem ter sentido algum momento vergonhoso na vida, como se isso fosse uma grande vulnerabilidade, e a autora trata desse tema com afinco e designação, nos explicando que ninguém está imune a isso. Uma leitura instrutiva e que fala, acima de tudo, sobre autoaceitação. Recomendo! 


22 comentários:

  1. Oi Nessa!

    Também não é meu estilo, mas sempre é bom mudar um pouco a leitura, mas já ouvi boas criticas, então acho que deve ser válido. E melhor ainda já que não há tentativa de dizer como agir.

    Te indiquei um selo http://ensaiosdeumaleitura.blogspot.com.br/2012/07/selos-recebidos.html

    Beijos :D

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorou o livro hein???? Pelo visto foi entre uma cochilada e outra acabasse de ler o livro kkkkkkk brincadeira.
    Não faz muito meu estilo, esse treco de filosofar sobre a vida e não chegar a lugar nenhum kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu Deus paros28 !!! eu confesso que admiro as pessoas pragmáticas e autossuficientes. Mas a vida é tão bela em sua complexidade, no seu paradoxo, nas suas entrelinhas e naquelas coisas subentendidas... as camadas de profundidade da vida necessitam de filosofia.... MAS ESSE LIVRO NÃO SOBRE FILOSOFIA .. KK

      Excluir
  3. Oi Nessa!
    Para falar a verdade nunca li livros de auto-ajuda,mas confio muito na sua opinião e se dizes que a leitura é fluída e de tópicos válidos,acredito que seja uma leitura no mínimo interessante.
    Bjos Fabi
    http://roubando-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Ate que gosto de alguns livros de autoajuda. Acho que tem muita gente por aí que tem preconceito com esse tipo de livro como se eles tivessem finalidade de instruir as pessoas a seguir um passo a passo a fim de terem alguma coisa em suas vidas infelizes, e pra mim não é bem assim...
    Eu tenho vários livros de autoajuda e me divirto e rio muito com a maioria. Aquele "Por que os homens fazem sexo e as mulheres fazem amor" é um exemplo de livro de autoajuda hilário. rsrsrs
    Esse parece ser bem legal e ja está na minha lista de desejados.

    Bjokas
    Flavia - Livros e Chocolate

    ResponderExcluir
  5. Comecei a ler hoje esse livro, na verdade estou no prefácio.
    Sua resenha só veio pra me ajudar a ler, pq também não sou fã de auto ajuda. Mas como você leu, aprovou e recomendou. Vou encarar!!

    Bjaks

    ResponderExcluir
  6. Não sou fã de auto ajuda, mas, depois de ler sua resenha e ter lido também uma resenha desse livro no estante vertical acabei me convencendo de que, se um dia tiver oportunidade para lê-lo o farei. É bom que a autora explique através de suas vivências ao invés de dar fórmulas prontas (que nunca funcionam). Gostei muito da resenha ^^

    Beijos
    @PollyanaCampos
    entrelivrosepersonagens.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie...
    Já tinha lido a resenha desse livro em outro blog e me pareceu ser muito interessante e a capa já diz tudo obre o título.

    Tem post novo lá no blog, quer ler?
    http://falleninme.blogspot.com/ Desde já obrigada!

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa!

    Não gosto de auto -ajuda, mas não é a primeira vez que ouço falar bem deste livro.
    Confio na sua opinião, pois sempre concordo com você em outras resenhas.
    Assim que surgir uma oportunidade irei ler este livro.

    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books
    @c_i_d_a

    ResponderExcluir
  9. apesar de nao me chamar atençao esses livros...Estou querendo ele...
    Vai que eu mudo de opniao ??

    otima resenha !

    ResponderExcluir
  10. Falaram que esse livro era de auto ajuda, e sinceramente esse tipo não me interessa, mas quem leu, mesmo não gostando do gênero falou que vale a pena, agora estou em dúvida! rsrs.
    Adorei a resenha, ficou maravilhosa!

    Um beijo.

    Bia - Blog Escrevendo Mundos

    ResponderExcluir
  11. Oi Nessa! Também não sou muito fã de livros de auto-ajuda, mas de vez em quando leio alguns. O legal é que sempre dá pra tirar umas boas ideias deles, a gente faz uma reflexão perante à vida e as nossas atitudes, e isso é sempre válido para o crescimento pessoal.

    ResponderExcluir
  12. Leio auto ajuda de evz em quando, mas tb não sou mt fã, mas esta capa é bem legal , quero ler este tb !

    ResponderExcluir
  13. Oi Nessa, não gosto muito de auto ajuda, mas gostei desse livro, gostei muita da sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Gostei da resenha! O livro tb foi resenhado pelo Ilusões Noturnas! Pena que ele não faça meu estilo de leitura.

    ResponderExcluir
  15. Boa noite Nessa,

    Li e resenhei esse livro no blog e compartilho da mesma opinião, os tópicos abordados são válidos, vale a leitura....abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Gosto, sou fã de livros de auto-ajuda. Vou gostar muito de ganhar este livro para ler.

    ResponderExcluir
  17. Estava com um pé atras com esse livro.Por ser de auto-ajuda, e tudo.Mas parece ser muito bom.Quem sabe vou ler.

    beijos

    ResponderExcluir
  18. Oii Nessa gostei muito da resenha, apesar de ser um livro que eu não olharia duas vezes, pq não é muito a minha praia kkkkkk. Eu agora fiquei com vontade de ler :-)

    Bjss bjss

    ResponderExcluir
  19. Oi, Nessa.

    Sou mais uma na lista dos que não curtem autoajuda, mas também acho que nós precisamos nos conhecer, nos amar primeiro, e ser autênticos. Como poderemos amar ao próximo se não amarmos, primeiramente, a nós mesmos? É conhecendo os nossos defeitos que nos tornamos mais tolerantes para com os outros. ;)

    Beijos!

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
  20. Auto-ajuda não faz muito meu estilo, embora eu já tenha lido um ou dois. Quem gosta mesmo é minha tia! Acho que é bem grande a lista de quem não curte auto-ajuda, né? Boa resenha, Nessa.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Adoro auto-ajudas, eu tenho aquele mini-livro Seja Feliz e quase toda semana eu leio. Já tô querendo ler esse!!!

    ResponderExcluir