16/10/2012

Resenha: Roubada - Lesley Pearse

O livro Roubada, de Leslie Pearse, se inicia de forma bem intrigante: uma bela moça loira é encontrada desacordada em uma praia por David, que caminhava aos arredores com seu cachorro, Totó. Porém,  a tal mulher não se lembrava de como ou porquê foi parar neste local, nem ao menos quem era ou qual caminho trilhou até ali. Ela é resgatada e levada para um hospital, enquanto uma foto sua é publicada em um jornal de grande circulação, buscando descobrir sua real identidade.

A esteticista Dale não via sua melhor amiga, Lotte Wainnwright, há muitos anos, desde que trabalharam juntas à bordo de um cruzeiro marítimo. Ao folhear o jornal, ela tem quase certeza de que a desconhecida é sua amiga, e resolve ir atrás dela no hospital. Suas suspeitas se confirmam, apesar de Lotte não se lembrar dela, e Dale fica estarrecida quando os médicos comprovam que a moça havia dado à luz recentemente.

Durante os anos em que as amigas estiveram separadas, Lotte foi vítima de muitas crueldades. Tais situações foram tão chocantes a ponto dela isolá-las em sua mente, e acabar até mesmo, sem memórias. Ela viveu um pesadelo constante, e abusos de todas as espécies que se possa imaginar. Agora, mesmo sem lembranças algumas de seu passado, ainda corre grande perigo de vida, já que sua existência traz á tona um crime sem proporções. E o mais importante: onde se encontra o bebê que ela gerou? Adotado, vivo ou morto? 

Roubada é uma história forte, repleta de tensões. Creio que não seria um livro muito recomendado para pessoas sensíveis, que se chocam com facilidade. A protagonista passa por situações terríveis, as mais cruéis que se possam imaginar, e é praticamente impossível não se emocionar com a sua dor, quase que palpável em muitas citações.

Lotte era uma garota tímida e pura, vítima fácil para os mal-intencionados de plantão. Ela teve uma infância triste e foi maltratada abruptamente pelos seus pais. Apesar de toda a sua falta de carinho e amor, ela se tornou uma moça gentil e esforçada, e que sempre se compadeceu com a fragilidade alheia, anulando até mesmo a si própria. Mas, após o cruzeiro pela América do Sul e os fatos que se desencadearam ao término dele, pouco a pouco foi perdendo a sua ingenuidade, e lutando, com cada fibra do seu ser para permanecer viva, mesmo sem ter esperança alguma do amanhã. O seu amadurecimento, ou melhor, sua luta pela sobrevivência, é dotada de uma força ímpar, e me emocionou muito. Uma garota tão frágil, sem maldade, se torna uma verdadeira guerreira e surpreende bastante.

Dale, sua melhor amiga, surge na história como uma dondoca egoísta, que só se preocupa com o que gira ao redor de seu umbigo. Mas, ao lado de Lotte, aprende a ser solidária, a se doar para o próximo, e amadurece de forma positiva no enredo, se tornando uma personagem espetacular e de muita importância na trama.

Os relatos do livro são muito fortes, e as cenas chocantes. A história é tensa e focada nos abusos da protagonista, que foram detalhados de forma crua e verdadeira, sem maquiagem ou paliativos para contornar os fatos. A linguagem abordada é bem agressiva, e não poderia ser de outro jeito, devido ao teor da trama. Consta uma entrevista com a autora no livro, na qual ela relata que, assim como Lotte, também sofreu abusos, e que isso foi uma deixa na construção da personagem e de sua trajetória, uma exteriorização de suas experiências. 

Roubada é um livro muito bem narrado, com cenas e personagens bem construídos, e que alcançou o propósito para o qual foi escrito, ou seja, chocar, sensibilizar o leitor. É uma verdadeira corrida contra o tempo, em ritmo alucinante, em busca de respostas e sobretudo, das lembranças roubadas de Lotte. Recomendo, com certeza!

20 comentários:

  1. Oi Vanessa!
    Esse livro parece ser muito bom. Eu já li "Belle" da mesma autora e gostei muito. Esse parece ser muito bom também e espero lê-lo brevemente.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  2. Comprei o livro na bienal, mas ainda não surgiu oportunidade de ler. Confesso que o tema não é dos meus favoritos, mas a sinopse chamou bastante a atenção. Espero gostar!
    Bjkas,

    Monique Martins
    @moniquemar
    http://mimosliterarios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho verdadeiro trauma desse livro. Também achei bem escrito, com personagens fortes, mas não é livro pra mim. Me causou pesadelos por algum tempo. Mas eu realmente admirei o trabalho da autora, então li Belle, e foi uma experiência totalmente diferente. Recomendo Roubada só pra pessoas que aguentam uma leitura completamente aterrorizante, com cenas de violência física e psicológica absolutamente chocantes, mas recomendo Belle para todos os leitores.

    ResponderExcluir
  4. Nossa Nessa, que resenha hein?! Eu gosto de livros que emocionam a gente, capazes de fazer com que a gente sinta o que o personagem passa em sua vida...
    Já conhecia o livro mas não tinha tanto interesse. Agora já gostei um pouco mais...

    Passa lá no Foolish?
    http://foolishhappy.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito da resenha e leria ele sim... Porque eu li um livro muito parecido da Arqueiro, chamado Identidade Roubada, até a capa é meio semelhante, e me surpreendi muito e gostei. Apesar desss livros serem fortes e chocarem eles cumprem seu papel e acabam se tornando um leitura intensa e de grande valor!

    ResponderExcluir
  6. Boa noite Vanessa,

    Esse livro esta na minha lista de desejados e espero num futuro próximo ler...parabéns pela resenha....abçs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ótima resenha. Tbm já li esse livro e tive o mesmo sentimento que vc. Acho que é praticamente impossível que alguém não fique chocado e comovido com a história de Lotte. O livro é verdadeiramente incrivel. Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Boa noite Vanessa,

    Gostei da sinopse do livro e a sua resenha ficou muito boa....parabéns....bjs.

    http://blogdamajorie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Van*
    Sempre vejo este livro, mas acho que não conhecia a história, pelo que vc diz deve ser forte e tensa a leitura, mas parece ser um livro bom. Vou colocar na minha lista de leitura!

    Bjinhs*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Eu tenho esse livro há algum tempo e ainda não li porque tenho priorizado os lançamentos...
    Eu li Belle da mesma autora e adorei....a narrativa é intensa e os acontecimentos são narrados como você mesmo disse na resenha sem maquiagem...
    Tenho certeza que vou gostar de Roubada assim como gostei de Belle.....vou tentar le-lo o quanto antes !
    Sua resenha como sempre muito bacana!!!

    ResponderExcluir
  11. Fiquei curiosa para ler, faz tempo que não leio um livro com uma narrativa mais chocante.

    Beijo;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  12. Oi Vanessa, namoro este livro faz um tempão, pena que ainda não li.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  13. Oie flor =)
    Apesar do que disse que não é recomendo para pessoa - igual a mim - que se choca e chora a toa rsrs
    estou curiosa para ler esse livro!
    Mais já ciente que irei me abalar com certeza!
    Quando vi a capa lembrei -me do livro Identidade roubada, li e é um pouco forte também, mas gostei, achei até que fosse a mesma autora mais não é...
    beliscões

    ResponderExcluir
  14. Não sou muito fã de livros assim, e na fase que estou, quero mais livro light ou hard mas sexualmente falando kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  15. Sua resenha é espetacular. Estou curiosíssima para ler esse livro. Não tenho problemas para ler livros com tal tema, mas também não é dos mais favoritos. Leitura pesada, tem que ser intercalada com várias outras, bem leve e fáceis de ler.

    ResponderExcluir
  16. Oie amiga.
    Já faz algum tempo que quero ler esse livro.
    E assim que tiver a oportunidade vou ler sim.
    Ótima resenha.
    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  17. Eu acabei de ler Noite de Tormenta,e encontrei um folha do livro Roubada, aí fui ler o primeiro capitulo, fiquei com muita vontade ler esse livro.
    Admito que só li o primeiro e o segundo paragrafo da sua resenha por que pretendo ler esse livro ainda.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Boa resenha, Vanessa!
    Lembro-me que fazia um tempo que tinha colocado o livro no skoob, mas não fazia ideia do por que, já que não tinha procurado muitas informações sobre o mesmo. Acho que tinha me deixado levar pela sinopse ou pela capa - a outra edição dessa. Parece ser realmente bom!

    Beijos,
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Que estória mais tensa, mas devo confessar que é um dos meus gêneros favoritos, com um enredo beirando a realidade que me faz mergulhar completamente no livro.

    ResponderExcluir
  20. Adorei a sua resenha, já tinha visto esse livro pela internet, mas ainda não tinha parado realmente para saber mais sobre ele. Apesar de possuir um tema forte, gosto de história assim, que mexem com nossos sentimentos.
    Parabéns pela resenha, ele já vai entrar para a minha lista de livros desejados ;)

    Beijinhos
    Renata
    http://escutaessa.blogspot.com.br
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir