31/12/2012

Resenha: Conselhos Amorosos de Emily Brontë - Anne Donovan

Título original: Being Emily
Gênero: Ficção escocesa
Páginas: 352
Editora: Planeta
Classificação: 4/5
O livro Conselhos Amorosos de Emily Brontë, de Anne Donovan, nos conta a história de Fiona. Fiona é fã incontestável de Emily Brontë e busca inspiração na vida da autora de O Morro dos Ventos Uivantes. Vinda de uma família simples em Glasgow, Escócia, ela possui três irmãos, Patrick e as gêmeas Mona e Rona. Sua mãe acaba falecendo durante um parto, juntamente com a criança, e desde então seu pai se entrega às bebidas, permanecendo em um estado deplorável, absorto apenas em seus próprios pensamentos. Seu irmão mais velho, Patrick, decide se mudar para Londres, buscando otimizar a sua carreira profissional, e Fiona fica responsável pelo cuidado das irmãs mais novas, o que não é nada fácil, já que as garotas são bastante irritantes e mimadas.

 Fiona sente como se o mundo estivesse desabando sobre suas costas e passa por momentos angustiantes. Os seus dons artísticos e sua forte inspiração por Emily Brontë servem como paliativos para a toda pressão que ela está sentindo, e a ajudam a superar uma série de acontecimentos, incluindo os seus primeiros casos amorosos. E, aos poucos, ela vai amadurecendo e se transformando em uma forte e firme mulher.

Conselhos Amorosos de Emily Brontë nos traz uma história envolvente e tipicamente cotidiana, com um ritmo bem fluído e gostoso. Narrado em primeira pessoa pela Fiona, acompanhamos sua passagem da infância para a vida adulta, com todos os seus anseios, incertezas e surpresas. A escritora Emily Brontë se torna um modelo, um exemplo a ser seguido pela garota, e isso acaba ajudando no seu despertar, sendo até mesmo uma válvula de escape de onde ela tira suas inspirações e desanuvia a mente dos seus problemas e chateações.

Fiona vem de uma família simples da Escócia, sem muitos luxos e ostentações. A sua passagem da adolescência para a vida adulta é narrada de uma forma tão gostosa e próxima ao real que só contribui para o desenrolar da trama. Acompanhamos suas primeiras decepções, tanto no âmbito amoroso quanto pessoal, e até mesmo um aborto. Ela é uma personagem forte e guerreira, e por tudo que enfrenta e os seus modos de se desviar dos obstáculos, incrivelmente humana.

"No século XXI, não vivemos assim, com amores grandiosos, paixões vastas como o oceano e puras como estrelas. Somos hesitantes e condicionais; todas as cláusulas de encerramento estão escritas desde o momento em que colocamos os olhos em alguém. Não acreditamos que há uma só pessoa para nós - experimentamos com nossos parceiros assim como encomendamos produtos na internet, sabendo que temos trinta dias para devolvê-los. Ninguém espera se casar sem antes morar com o parceiro, ou pelo menos sem antes dormir com ele, e se não funcionar há sempre o amigável, civilizado divórcio. Na nossa época, reconhecemos a verdade da natureza humana; a sociedade tem espaço para ela."

Gostei muito do livro de Anne Donovan, mas esperava encontrar um pouco mais sobre a Emily Brontë. Não que a história em si tenha me desagradado, longe disso, porém pelo título deduzi que conheceria um pouco mais a respeito dessa autora, o que não foi de todo verdade. Fiona nos narra alguns fatos sobre a Brontë mas em sua maioria isolados do contexto do livro, já que o mesmo gira em torno do seu amadurecimento e despertar para a feminilidade. Em suma, o livro é sobre uma garota fã da escritora, mas não temos muitas explicações e informações sobre a mesma em si, apenas no que concerne ao ponto de vista de Fiona.

Também gostei bastante da capa do livro, repleta de pétalas de rosa, que condiz bastante com a suavidade e profundidade do enredo. Quanto a diagramação, a única coisa que me incomodou um pouco foi a escrita do irmão de Fiona, que aparecia ao longo da história alternadamente entre "Patrick" e "Patric", mas creio que o correto seja a primeira opção. No mais, Anne Donovan nos brinda com um livro sutil e de escrita encantadora, que eu não deixo de recomendar.


17 comentários:

  1. Boa resenha, nessa! Eu também pensei que já pelo título citar o nome de uma autora, fosse falar um pouco mais dela. Acho que deve ser um livro realmente interessante, com toda essa história de a menina buscar inspiração nessa autora. Achei bacana, e não sabia que se tratava disso. Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi..

    Gostei muito da sua RESENHA ainda não conhecia esse livro, mas segundo a sua resenha achei o livro bastante interessante e vou colocar na minha lista de desejados para uma possível leitura futura.

    ResponderExcluir
  3. Meu livro favorito é "O Morro dos Ventos Uivantes" e sou fã da Emily. Esse livro me parece ser bom (mas não ótimo). Pretendo lê-lo para tirar minhas dúvidas.
    Amei a sua resenha!

    bjs...
    http://assuntosobrelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,também gostei desse drama, e a capa é uma das mais linda. Quanto a sugestao do titulo, acho que eh uma forma de chamar atencao para o livro, uma pegadinha. FELlZ 2013. BEIJOS

    ResponderExcluir
  5. Que capa super delicada, gostei do enredo hehehehe

    Enfim, escrevi uma mensagem de fim de ano lá no blog e gostaria muito que vc pudesse ler.
    Beijinhos no coração e muito obrigada por nossa parceria!

    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Boa tarde Nessa,


    Novamente conhecendo livros novos aqui no seu blog e achei bem interessante...parabéns pela sua resenha e obrigado pela parceria e um feliz ano novo pra vc e sua família......abçs

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Ah que ótima resenha! Eu não fazia idéia de que o livro era assim... Tinha outra idéia dele, totalmente equivocada! Gostei!!! Não fazia parte do meu interesse, agora eu digo que leria ele sim.

    ResponderExcluir
  8. Hum, confesso que não me interessei muito. (risos)
    Não por causa da resenha, até porque sua resenha ficou legal, mas o livro em si não me chamou a atenção.

    ;)

    Sacudindo Palavras

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa!
    Gostei da resenha, mas o livro não chama muito a minha atenção. Mas quem sabe não dou uma chance para ele em 2013. Haha

    Feliz ano novo!!! *--*

    BjO
    http://the-sook.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Nessa parabéns por todas suas resenhas como esta neste ano de 2012 ,desejo a vc um feliz ano novo e que 2013 seja de grande resenha bjs...

    ResponderExcluir
  11. Oi amiga!
    Quero muito ler esse livro.Amei sua resenha e me agradou muito entender mais sobre estória,o enredo.
    Achei a capa linda.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Gostei muito da resenha. A partir dela surgiu o desejo de ler esse livro, confesso que não sou fã de Emily Bronte, acho um tanto cansativa, mas como disse pouco se vê dela no livro, então me interessa, Sua resenha está ótima.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito da resenha. A partir do título, não pensei que se referisse à autora como personagem, ou que falasse sobre ela, mas que sim fosse como um modelo, assim como ela aparece no livro. Sua resenha explica bem sobre seu papel no livro
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Acho que o livro é gostoso do ler, mas também senti falta da referência a Brontë praticamente inexistente alguma coisa da autora no livro, mas no geral também gostei muito

    ResponderExcluir
  15. Não conhecia esse livro, mas tive que admitir que adorei! Vai pra minha lista dos "Vou ler" do Skoob! hahaha

    ResponderExcluir
  16. A Capa é bem bonitinha!
    Deve ser um livro bem legal, apesar de não ter lido "O Morro dos Ventos Uivante" daria uma chance para o livro sim!

    Beijos
    http://lovesbooksandcupcakes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir