29/12/2012

Resenha: A Miquelina e o Crumélio - Rafael Vidal

Edição: 1
Ano: 2011
Gênero: Literatura infantojuvenil
Páginas: 144
Editora: Rai
Classificação: 3/5
 O livro A Miquelina e o Crumélio, de Rafael Vidal, nos conta a história da garota Miquelina. Bastante introspectiva, ela só conta com a amizade do blogueiro e "cientista" Gabriel, e do seu gato, Crumélio, com o qual conversa abertamente, por mais que ninguém acredite. Porém, durante um dos experimentos malucos de Gabola, seu gatinho acaba desaparecendo, o que lhe provoca bastante agonia.

Cordélia, colega de escola dos garotos e queridíssima da diretora do colégio, recebe a missão de se aproximar dos amigos e ajudá-los a ampliar o seu círculo de amizades. O que ela não sabia é que iria embarcar em uma aventura de tirar o fôlego na busca por Crumélio ao lados dos dois.

A jornada dos três é cheia de perigos e de criaturas exóticas e apavorantes. Eles enfrentarão muitos desafios na busca por Crumélio e precisarão de imensa força de vontade e perseverança para concluírem seu objetivo.

A Miquelina e o Crumélio se trata de um livro infantojuvenil, com um enredo muito gostoso e empolgante. Narrado em primeira pessoa pelos três garotos, apresenta o ponto de vista alternado de cada um, fazendo com que vivenciemos a história de vários ângulos. Percebemos também que o autor quis nos passar uma mensagem sobre o comportamento de crianças quietas, caladas e que não se enturmam com facilidade, sendo uma leitura muito indicada para esse público, como também para seus pais e responsáveis.

Miquelina se isola de tudo e todos. Os seus únicos amigos são Gabola e o seu gato Crumélio, com que ela tem altos papos. Muitos afirmam que o gato é uma espécie de amigo imaginário, uma válvula de escape com quem ela compartilha seus medos e anseios, já que é uma garota bem introspectiva e solitária. Outros, como até mesmo sua mãe, acreditam que ela possui algum tipo de doença, como esquizofrenia.

Gabriel, por sua vez, é um verdadeiro nerd, e assim como Miquelina, também é um garoto isolado, que tem como hobbies blogar e fazer experiências extraordinárias, tendo uma delas culminado com o desaparecimento de Crumélio. Ele é bem descuidado quanto sua higiene pessoal e também possui muita baixo-estima.

Cordélia é uma espécie de miss perfeição, e só aceita ajudar os dois amigos porque ganhará pontos com a diretora e pode se tornar uma espécie de celebridade pelo colégio. Porém, a aventura acaba causando grande impacto na garota, e por mais que não seja tão visível, percebe-se um certo clima entre ela e Gabola.

A Miquelina e o Crumélio é uma aventura bem desenvolvida e com uma narrativa fluída. Por possuir poucas páginas, pode ser lido em algumas horas e nos proporciona uma história bem fluida e gostosa. A capa e todas as ilustrações contidas no livro, muito bonitas por sinal, foram feitas pelo próprio autor, Rafael Vidal. A diagramação da obra também está bem caprichada, com letras em um tamanho ideal e sem erros de ortografia. A continuação do livro A Miquelina e o Crumélio - Cama de Gato, já foi lançado pela Rai Editora e pretendo lê-lo em breve. Recomendo =)


12 comentários:

  1. Adorei a resenha, nessa! Não conhecia o livro, mas me interessei muito, pela questão de dois fatores da personalidade dos personagens: solidão e a mania de se isolar sempre. Sou assim, então acho que seria uma leitura interessante. Quem sabe um dia estará na minha futura estante?
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ah que livrinho gostoso! Na minha pré adolescência adorava livros assim! Excelente resenha! E fico muito feliz como mãe em saber que nossos filhos possuem bons livros para ler!

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da resenha. O livro me parece ótimo, e nunca tinha ouvido falar dele. Acho que deve ser uma leitura gostosa...
    Beijos,

    Letícia
    www.odomdaescrita.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oie amiga.
    Já tinha visto essa capa ,mas não sabia nada da estória.E eu gostei muito da sua resenha e dever ser bem legal de ler.
    Parabéns pela resenha amiga.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser bom, acho que a uns tempos atras eu era como a Miquelina, eu quase não falava com ninguem e tentava me isolar de todos, mais nesse ano de 2012, que por sinal ja esta acabando, eu conseguir abrir meus olhos para realidade e enfrentar tudo o que tinha medo, ou quase tudo. Com ajuda de alguns amigos e familiares eu hoje consigo falar em publicos, ainda com um certo receio rsrsr. Efim, Bjoos e gostei bastante da resenha.

    Fabíola K.
    Misturando Palavras

    ResponderExcluir
  6. Oi Vanessa!
    Parece ser uma história leve e gostosa. Fiquei interessado, até mesmo para ler após uma leitura densa e pesada, sabe?
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  7. Vanessa, eu achei o livro muito fofinho ...e a capa eu gostei muito!!

    Beijinhos e bom final de semana.
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. OLÁ NESSA APESAR DE EU NÃO GOSTAR DO GENERO, MAS GOSTEI DA SUA RESENHA .BJS

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa! Gostei muito da Resenha. A Capa desse livro é um pouco diferente, muito colorida, mas bonita :)

    Passa lá no Foolish?
    http://foolishhappy.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir
  10. Oi Nessa,
    Essa já é a segunda resenha que leio e só confirmo minha curiosidade pela leitura.
    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  11. Boa tarde Nessa,

    Mmais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog e pela sua resenha vemos que é ótimo....vai para a minha lista...parabéns pela sua resenha.....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Amiga essa resenha me fez chorar, porque fez perceber como estou velha kkkkkkkkkkkk faz séculos que a última vez que li um livro desse gênero kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir