27/04/2013

Resenha: Lila no Labirinto de Sagitário - Carla Reverbel

Edição: 1
Ano: 2012
Gênero: Literatura fantástica
Páginas: 256
Editora: Age
Classificação: 3/5
A jovem Lila acorda e percebe que se encontra em um cenário surreal, e deveras aterrorizante. Ela não sabe como foi parar ali e não tem uma memória sequer a respeito disso, apesar de, no fundo, sentir uma certa familiaridade com o local. Ela não está sozinha; se encontra na companhia da Teiniaguá, a quem acredita ser uma espécie de amigo imaginário, de alucinação. Porém, a Teiniaguá é mais ardilosa do que ela poderia imaginar e não vê a hora de concretizar os seus intentos.

Lila sofre de epilepsia desde os sete anos de idade, tendo crises cada vez mais fortes e agudas, e acha que tudo que está vivendo não passa de mero fruto da sua imaginação, sequelas da sua doença crônica, e que em breve irá despertar e tudo irá desaparecer, tão perene quanto uma bolha de sabão. E por pensar de tal modo, não hesita perante a proposta da Teiniaguá, para embarcar em uma falsa aventura visando o resgate de seu amante arisco, Edmundo. Lila será exposta a um perigo descomunal, que testará tanto sua sanidade mental quanto sua integridade física, além de colocá-la de frente com deuses temíveis e implacáveis, e claro, com o arqueiro misterioso Edmundo.

Lila no Labirinto de Sagitário explora bem a fantasia e nos faz embarcar junto com a protagonista em um mundo  paralelo, perigoso e repleto de aventuras. O enredo é muito criativo e bem construído, com a inclusão de deuses, fadas, guerreiros, dentre outras criaturas mitológicas. Narrado em terceira pessoa, nos deparamos com um universo repleto de imaginação e fantasia, bem ao estilo da era medieval. Apesar da história ser bem detalhada e conduzida, em alguns momentos se torna um pouco lenta, principalmente no início da trama.

"Não havia a aflição do tempo. Ele não ameaçava ou destemperava, contrariava ou oprimia; apenas fazia serena companhia no interior da gruta, como se fosse apenas mais um parceiro de silêncio, discreto e amável, nem arisco e tampouco despachado. Um artesão ensimesmado e perene cuja presença parecia enraizada e atemporal. Mais um operário entretido em seu labor secular. Um a mais. Não o protagonista, mas um observador das coisas, um voyeur empedernido e sem ressentimentos, embotado da caça, castrado e perfeitamente saciado."

Os personagens possuem características bem peculiares, o que os destaca bastante ao longo da trama. A Teiniaguá é uma das que mais nos chamam a atenção, tanto pelo seu tom de mistério quanto pelo seu vasto conhecimento. Sem dúvidas, é uma das figuras mais intrigantes da história.

O ponto alto do livro é o momento em que ela narra para Lila algumas histórias, repletas de aventura e fantasia. A que mais me despertou a atenção foi da princesa Rosalinda, que devido a uma visão das fadas, precedida por um mau presságio, foi trancafiada na torre do castelo, totalmente isolada da realeza durante anos. Dona de uma beleza exuberante e única, foi profetizado que isso seria a sua ruína, além de trazer injúrias, divisão e separação por todo o reino. O desfecho é bem interessante e me deixou bastante curiosa.

Em suma, Lila no Labirinto de Sagitário nos traz uma aventura muito bacana, apesar de em alguns momentos, ter um ritmo bem devagar. Gostei da trama criada pela autora e fica evidente o quanto a mesma tem potencial e criatividade. O livro é apenas o primeiro volume de uma saga e creio que teremos ainda mais adrenalina e fantasia com os próximos volumes. Achei a capa linda, além de acentuar bem a essência do enredo, e a diagramação também está bastante favorável, com pouquíssimos erros de digitação. Para quem gosta de uma boa aventura, é uma taça transbordante. Recomendo.

13 comentários:

  1. Olá Nessa ...Bela resenha hein adorei este livro este genero é meu preferido, repletas de aventura e fantasia . Eu recomendo para os fans de aventura podem ler que é diversão do começo ao fim .Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, gostei da resenha. Apesar de não ter me causado aquela vontade de preciso ler/ter, eu leria pois gosto do gênero, isso de misturar criaturas mitológicas me encanta. Diferente de você, não gostei da capa, poderia ter ficado melhor. Teiniaguá, lembra os nomes indígenas.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa!
    Obrigada pela resenha.
    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  4. Ah, vou compartilhar no meu Facebook.
    :D

    ResponderExcluir
  5. eu curti a resenha, mas provavelmente nao ia gostar de leitura xp

    ResponderExcluir
  6. Bela resenha! O nome e alguns fatos exposto na resenha me fizeram lembrar de Labirinto do Fauno. Gostei da resenha e curti tb a trama... Não é bem o que está fazendo a minha vibe no momento, mas eu gosto desse tipo de livro, então leria ele se tiver oportunidade.

    ResponderExcluir
  7. Parabéns pela resenha, nessa! Lembro quando você postou sobre a parceria com essa autora. Gostei bastante de saber que a história é bem criativa e cheia de aventura, coisa que ando precisando para descontrair um pouco da tensão das provas escolares.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oie Tampinha, mais um livro que descubro aqui, como sempre a tua resenha abem explicativa, apesar de fantasia não ser o meu gênero favorito, creio que irei gostar desse livro.bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nessa! A resenha está muito boa, mas não me interessei pelo enredo do livro. Mas só pelo fato de ser literatura fantástica já ganha pontos comigo RSRSSRS

    Xoxo
    http://foolishhappy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Nessa,
    Gostei bastante da sua resenha, gosto de livros nesse estilo..mas estou correndo de series, então acredito que esse eu passe adiante.

    Beijos

    Mari - Stories And Advice

    ResponderExcluir
  11. Oi Nessa,
    Adorei sua resenha!
    Já tinha ouvido falar nesse livro, mas nunca tive a oportunidade de ler...
    Acho que eu apreciaria a leitura, mesmo sendo um pouco lenta.


    Beijos,
    Carol e seus livro.

    ResponderExcluir
  12. Oie amiga
    Não conhecia esse livro, mas parece ser interessante.
    Parabéns pela resenha
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Olá, Nessa!
    Que interessante parece ser esse livro! Não o conhecia, e fiquei curiosa!
    Tomara que eu consiga ler (apesar de ser de MAIS uma série) :D
    Bjsss
    @moniqueQuimbely
    sete-viidas.blogspot.com

    ResponderExcluir