25/05/2013

Resenha: O Dia em que Atirei no Cupido - Jennifer Love Hewitt

Título original: The day I shot Cupid
Gênero: Não-ficção / auto-ajuda
Páginas: 184
Editora: Seoman
Classificação: 4/5
O livro O Dia em que Atirei no Cupido, de Jennifer Love Hewitt, nos traz as impressões da autora sobre relacionamentos, baseados em sua própria vivência e experiência. Para quem ainda não sabe, Jennifer é atriz há quase 20 anos, atuando em filmes como Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado e Antes Que Termine o Dia, dentre outros, e atualmente está no elenco da série The Client List.

Aqui ela compartilha com o leitor as suas experiências, obtidas muitas vezes, de uma forma não muito agradável, e nos fala abertamente sobre o amor. O título preconiza bastante a essência da obra, frisando que o cupido é uma figura imaginária e que não existe perfeição no homem ou na mulher. Devemos escolher um parceiro ideal, que nos ame e demonstre isso abertamente, e claro, aprender a lidar e conviver com os seus defeitos também, já que os contos de fadas, envolvendo príncipes encantados e indefectíveis não passam de histórias fictícias.

"Era importante para mim falar das minhas opiniões sobre homens e mulheres para você saber que não sou imparcial. Eu realmente acho que ambos os sexos são completamente birutas e maravilhosos. Um vai sempre precisar do outro, e desejar o outro. É só uma questão de comunicação, entendimento e, ah, sim, saber quando pedir desculpas, mesmo que esteja certo."

Jennifer conduz a trama de uma forma irônica e clara, indicando quais as características em um rapaz revela que ele é a escolha ideal, e também quais indícios nos mostram que o ditado "antes só do que mal acompanhado" vem bem a calhar. Ela também nos fornece dicas úteis, para aquele período de fossa, onde amargamos o rompimento de um namoro, como também o que fazer (e não fazer) durante um encontro. Tudo isso é narrado sob uma ótica bem divertida, e claro, embasado na própria experiência de vida da autora, que escreveu o livro durante uma viagem que fez, logo após o término de seu noivado.

Jennifer não contraiu matrimônio, então a sua visão sobre relacionamentos está intricada entre namoro e noivado. Ela nos relata suas decepções, e também o quanto a sua superexposição na mídia a afeta, muitas vezes, de forma negativa. Logo no primeiro capítulo, ela deixa claro que não é a "galinha" que os tabloides a intitulam, e sim uma garota que acredita piamente no amor, e que está à procura do cara ideal.

"Quero que vocês saibam que não estão sós. Eu passei por todas as situações que você está por ler, ou me meti nelas, rindo e chorando por isso. Adorei e detestei namorar. Conheci homens fantásticos e não tão fantásticos. Mas as trincheiras do namoro me ensinaram o que eu quero e o que eu não quero. Quem eu sou e quem eu não quero ser. Precisamos passar por isso... e, sem isso, sobre o que comentaríamos enquanto tomamos nossos drinques?"
Em suma, O Dia em que Atirei no Cupido é um livro muito divertido e bem-humorado, que lhe fará dar boas gargalhadas e também refletir a respeito de alguns aspectos que concerne aos relacionamentos amorosos. A escrita é  fluída, resultando em uma leitura bem agradável e sucinta. Gostei muito da capa e a diagramação está excelente, com uma revisão de qualidade e várias ilustrações fofas no decorrer da história. Recomendo.

22 comentários:

  1. Parece ser um livro bem legal de se ler, mas não me interessei muito. Adorei a resenha!

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  2. Eu não sou fã de auto ajuda,mas esse livro parece ser bem engraçado!! É uma das minhas próximas leituras!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Já li ótimas resenhas sobre o livro... Parece ser um autoajuda muito engraçado.

    ResponderExcluir
  4. Nunca li livros de auto ajuda e nunca me interessei, mas não é que esse me chamou atenção ? achei interessante a temática e quem sabe entra na minha lista de leitura ?
    beijos

    ResponderExcluir
  5. Não sou muito fã de livros de auto ajuda, mas este me chamou muito a atenção rs. Já assisti às séries e aos filmes da Jenifer, e ela é uma ótima atriz. Agora estou curiosa pra ler o livro. Já entrou na minha lista hehe.

    Beijos

    http://espacinhodoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Sua resenha foi a primeira que li desse livro e a amei! Só que não gosto muito de livros de auto ajuda, por isso não pretendo lê-lo.
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/ (tem post novo lá :D)

    ResponderExcluir
  7. O livro parece ser bem legal.
    Beijos....

    ResponderExcluir
  8. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
    li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
    gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
    Deixo-lhe a minha bênção.
    E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
  9. Parabéns pela resenha, nessa! Gostei das suas impressões e me interessei bastante no livro. Espero ter uma oportunidade de lê-lo, pois acho que seria uma leitura ótima e bem informativa.
    Beijo!
    docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie amiga
    Parabéns pela resenha amiga.
    Gostei muito da proposta do livro e pretendo ler sim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Que fofo esse livro, parece ser bem divertido e gostoso de ler. Nem conhecia e adorei *-*

    ResponderExcluir
  12. Apesar de ser um livro de auto ajuda parece ser engraçado, divertido... Parece entreter o leitor por isso.Mesmo assim não faz muito o meu estilo. Mas a resenha está ótima, mostrando as qualidades do livro.

    ResponderExcluir
  13. olá Nessa

    Parabéns pela resenha amiga.
    Gostei muito do livro e pretendo compra-lo
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Oieeee, tampinha |D
    fala sério que capa feia!! se fosse por ela definitivamente não iria ler esse livro, mas gostei da tua opinião, e gosto de livros que me tire sorriso da face, será que ele fará isso comigo?
    só quando ler para sabe.
    beliscões

    ResponderExcluir
  15. Oi Van*
    Ainda não conhecia o livro e olha achei ele bem interessante, gostei.
    Quando li o título imaginei bem diferente, mas sua resenha conseguiu dizer bem do que se trata e eu fiquei bem afim de ler.
    Boa resenha!

    Beijos*

    ResponderExcluir
  16. OLá Nessa,

    Mais um livro que fico conhecendo aqui no seu blog...achei bem interessante e pela sua resenha divertido...boa dica....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oie Nessa!!!

    Me diverti demais lendo esse livro!! Pude me ver em alguns momentos, ver algumas pessoas que conheço... De forma leve e divertida, Jennifer consegue nos entreter e passar seu recado! =)
    Beijos,
    Nica

    ResponderExcluir
  18. Passei aaaaanos esperando esse livro chegar no Brasil e quando chegou, há mais ou menos um mês, comprei pela internet, mas tive um probleminha com o endereço e não recebi :,( assim que a loja devolver o dinheiro vou comprar de novo, porque tenho certeza que esse livro MERECE ser lido , mesmo por quem nao gosta de livros de auto ajuda... A Love é suuuuper engraçadinha, 2 amigas minhas compraram o livro e se desmancharam em elogios, elas disseram que deram muitas risadas :)

    ResponderExcluir
  19. Olá Nessa!
    Nossa que livro MARAVILHOSO!
    Amei tudo que você mencionou sobre sua leitura.E principalmente sobre as gargalhadas(hahahahaha).Gosto de livros que me proporcionam isso,e com certeza mais uma vez você acabou de me fazer adicionar,mais um para minha listinha.
    E tipo fiquei mais boquiaberta é que a atriz nos revela algo do qual ela sofreu e ainda nos ensina como passar por ela.Agora sim ,mais curiosa pela leitura.

    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  20. Parece ser um bom livro, com uma narrativa divertida e bem leve. Parece ter dicas interessante de o que fazer e não fazer em um encontro e situações similares de uma forma descontraída, sem parecer um livro de autoajuda.
    Se um dia eu tiver a oportunidade de ler esse livro, com certeza lerei.

    ResponderExcluir
  21. Gosto bastante dos filmes da Jennifer (principalmente Antes Que Termine o Dia) e quando soube que ela lançaria um livro contando sobre suas experiências amoras, fiquei com vontade de ler. Não vou dizer que é uma vontade enorme, mas a curiosidade do que ela tem pra contar é.
    Adorei a resenha.

    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. O livro parece ser legal e engraçado mas passo kkkkk

    ResponderExcluir