07/07/2013

Resenha: Azar o Seu! - Carol Sabar

Edição: 1
Ano: 2013
Gênero: Romance/Chick-lit
Páginas: 368
Editora: Jangada
Classificação: 5/5
 O livro Azar o Seu!, de Carol Sabar, nos conta a história de Bia, uma moça de 25 anos. Desempregada e cheia de dívidas, ela se põe a pensar no quanto é azarada. Durante um engarrafamento na Linha Vermelha, no Rio de Janeiro, ela percebe que um dos motoristas está fazendo de tudo para chamar a sua atenção, como se a conhecesse. E o fato é que realmente ele a conhece, mas por estar com uma aparência bem diferente da que ostentava há dez anos atrás, Bia não faz ideia de quem ele seja.

Neste ínterim, acontece um tiroteio na Linha Vermelha e os dois continuam presos no trânsito. Desesperada, Bia se joga no asfalto e acredita que vai passar desta para melhor. Ao seu lado, se encontra o suposto "estranho", também tentando se proteger dos projeteis e balas que pairam pelo céu carioca. Sem esperanças de que sairá com vida, Bia declama suas últimas palavras ao desconhecido, acreditando que ele seja uma espécie de "amparador espiritual" e relata que ainda é perdidamente apaixonada pelo seu amor da adolescência, Guga, do qual nunca esqueceu o "beijo com sabor de céu" e mais: pede para que o homem misterioso leve este recado para ele. O que ela não imagina é que Guga está exatamente do seu lado, ouvindo tintim por tintim do que ela está dizendo.

Os dois escapam ilesos do tiroteio, e acabam ficando bem íntimos. Porém, Guga reluta em assumir sua verdadeira identidade, já que permaneceu no exterior por 10 anos e desde então nunca mais manteve contato com Bia. Ela, por sua vez, está eufórica e feliz consigo mesma, por ter se apaixonado por alguém que não é o Guga...

Azar o Seu! é um livro super divertido, do começo ao fim. Logo no primeiro capítulo, dei muitas gargalhadas com Bia narrando o seu amasso com seu primo de segundo grau, Jair, no cemitério:
"'Gosta de margaridas? Tem umas margaridas lindas lá, vem comigo que eu te mostro...' O fato de a única margarida que ele mostrou a você não ter pétalas, apenas caule..."
Narrado em primeira pessoa por Bia, acompanhamos seu dia-a-dia e suas peripécias, de uma forma muito bem humorada e cativante. Ela passa por muitas coisas na vida, inclusive injustiças, e é uma personagem muito humana, com a qual me identifiquei em diversos aspectos.

Ao contrário de muitas protagonistas de chick-lits, Bia não é fútil e é muito dona de si. Apesar de estar desempregada no momento, sempre foi independente e não se conforma por um segundo que seja com sua situação atual, se preocupando com o incômodo que pode estar proporcionando ao seu pai, Válter, dono da floricultura Quatro Estações. Enquanto ela se encontra disponível para o mercado de trabalho, procura ajudá-lo no estabelecimento, apesar de não ter muita experiência com flores, sobretudo, orquídeas.
"(...) Ao contrário do que diz aquela música dos Raimundos, eu sou complicada e nem um pouco perfeitinha"
Guga é um personagem tão fofo! Romântico, doce, lindo, cavalheiro... o que não faltam são qualidades para o definir. O romance dos dois é tão gostoso e intenso! O fato dele esconder sua verdadeira identidade é o que desencadeia algumas das doses de humor no enredo. Apesar dele ocultar tal informação de Bia, procura sempre deixar migalhas de pão pelo caminho, pistas para que ela perceba quem ele é, porém, o radar da moça não anda nada bom...

Os demais personagens da trama também foram muito bem construídos. Gostei muito do pai da Bia, que é bem compreensivo com a filha e tem plena confiança nela, jamais contestando suas decisões, apesar de não concordar com algumas. A irmã de Guga, Raíssa, melhor amiga da protagonista mas que, por um desentendimento ocorrido há alguns anos atrás, acabou se afastando, me cativou bastante também. Ela tem muita personalidade e desenvoltura, além de ser uma pessoa bastante verdadeira.

Gostei muito de Azar o Seu! e me diverti muito com a sua leitura. O livro vai além de um chick-lit convencional e aborda em suas entrelinhas a importância das verdadeiras amizades, dentre outras coisas simples, porém essenciais em nossa vida. Achei a ilustração da capa muito fofa e a diagramação está bem favorável, com fonte em bom tamanho e revisão caprichada, com pouquíssimos erros de digitação. Recomendo, com certeza!

20 comentários:

  1. Faz tempos que não leio um bom chick-lit. Fiquei super interessada por este. Sua resenha ficou ótima e espero muito ler este livro. Tão bom ver livros nacionais serem tão bem comentados *-*

    Beijos!
    comoumrefugio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hummmm interessante gostei muito de saber, você sabe da implicância que tenho pelo gênero, mas depois dessa resenha quem sabe não me arrisco na leitura.

    Obrigada pela resenha.

    ResponderExcluir
  3. Eu não li o outro livro da autora e este me intrigou, ele tem uma história curiosa e engraçada, é muita coincidência ela encontrar Guga depois de 10 anos e se ela o ama tanto não o reconhecer. Vou anotar o livro nos meus desejados, gostei bastante de sua resenha.

    Beijos, Raquel.
    Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  4. Oi, nessa!
    Parabéns pela resenha! Curti demais! Fiquei ainda mais ansiosa para ler o livro da Carol Sabar. Espero ter esta oportunidade em breve!
    Beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Visite!

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa,
    menina eu preciso ler esse livro, antes de tudo porque ele é nacional, e depois porque li o outro livro da autora e me matei de rir, então preciso desse tb rsrsrs

    Eu quero!!!

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olha, já li outro livro da autora, o como quase namorei Rp e me apaixonei pela narrativa dela, eu nem dava muito do livro, mas foi uma surpresa tão boa que virei fã e quero ler tudo da autora. Esse me parece um pouco mais maduro do que o outro, mas com o mesmo humor que adoro, é sempre bom ler algo assim. Ai, ja to amando o Guga, parece ser realmente fofo e centrado pra segurar um pouco a Bia rs
    Já quero ler urgente, espero o ter na minha coleção em breve.
    Bj

    ResponderExcluir
  7. curto muito os chick lits nacionais, tem aquele nosso arzinho tão gostoso. Carol, pelo jeito escreve uma narrativa divertidissima e irresistivel! Coitada da Bia, digamos que ela não ta mesmo assim com tanta sorte, mas quem sabe isso muda rapidinho com a volta do Guga ou será que é ai que tudo vai pro brejo de vez? curiosa demais

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie :)

    Nossa Nessa eu estou doido para comprar esse livro pois todos estão elogiando ele demais da conta e pelo o que você disse em sua resenha ele é maravilhoso, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Eu conheci a Carol Sabar na ultima bienal que teve no Rio quando ela estava divulgando o seu primeiro livro,ela é uma pessoa maravilhosa e muito simpática.Estou louca para ler este livro e a sua resenha está muito boa.
    Bjs!
    http://pocketlibro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Nessa,

    Acho que iria adorar esse livro. Quem não gosta de chick-lit, não é mesmo? Fiquei muito curiosa! Ótima resenha.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Oi Amiga!
    Ao ler sua resenha e os quotes, já fiquei rindo aqui! O livro parece ser hilário mesmo. A parte em que ela fala sobre o Guga e ele está do seu lado me fez rir bastante aqui! Hehe
    Já li "Como (quase) Namorei o Robert Pattinson" da Carol e gostei muito. Ela é realmente uma escritora muito talentosa e eu quero muito ler esse livro.
    Parabéns pela resenha! (:
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  12. Oie amiga
    AMEI SUA RESENHA!
    Já me apaixonei pela história só de ler sua resenha. Já imaginei as boas risadas que esse livro proporciona.
    Parabéns pela resenha;
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi, nessa!
    Parabéns pela resenha,como sempre arrebentando hein...bjs

    ResponderExcluir
  14. cara essa autora é incrivel, nada como amar os livros dela.

    ResponderExcluir
  15. Bom dia Nessa,

    Vejo muitos falarem bem desse livro e confesso que gostaria de ler...gosto de livros assim...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Olá.
    Adorei a resenha. O livro parece ser bem interessante e divertido. Espero ter uma oportunidade de ler logo :)

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  17. Quero MUITO ler esse livro!
    Parece super divertido e fofo, aquele tipo de leitura para descontrair e relaxar.

    ResponderExcluir
  18. aaaaaaaaaaaaaaaah, estou cansada de sobrenatural e agora tenho o livro certo para ler, esse uhuull
    Quando vi na livraria a sinopse e a capa já tinha me cativado, e ler a tua resenha e sabe que vai de um chick-lit convencional.. me alegra mais ainda, estar bem no topo da minha lista de leitura!

    ResponderExcluir
  19. Oh Meu Deus, mais uma resenha positiva do livro.
    Sério, já li umas duas resenhas falando tão bem do livro, que já estou gamadinha nos personagens, principalmente no Guga. Só que por um outro lado, não quero ficar tão entusiasmada e depois me decepcionar com alguma coisa do livro. Adorei as quotes, principalmente a das margaridas. A capa em si é bem fofa, e os personagens parecem ser bem construídos. Não vejo a hora de ter a oportunidade de ler o livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Gostei da resenha... Apesar de todos elogios eu tenho uma certta implicância com esse gênero... Não consigo gostar... Chick lit comigo não dá certo... Raras foram as vezes... Quem sabe se cair na minha mãe eu dê uma chance? A capa é bem engraçadinha...

    ResponderExcluir