28/07/2013

Resenha: A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley

Título original: Hothouse Flower
Gênero: Romance
Páginas: 560
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5/5
O livro A Casa das Orquídeas, de Lucinda Riley, se inicia no tempo presente contando a história da pianista Júlia Forrester. Júlia passou boa parte de sua infância na propriedade de seu avô em Wharton Park, onde ele cultivava variadas espécies de flores exóticas. Após sofrer uma grande tragédia em sua família, ela volta para sua cidade natal, tentando se recuperar e buscar um pouco de conforto para o seu coração.

A antiga propriedade de Wharton Park foi herdada por Kit Crawford, um verdadeiro gentleman, que assim como Julia, também carrega uma bagagem emocional nada agradável. Durante uma reforma pelo local, ele se depara com um antigo diário, que traz incrustada em suas páginas uma história de amor triste e repleta de segredos. Tentando elucidar mais fatos sobre esse romance, os dois procuram a avó de Júlia, que lhes relatará toda a trajetória dessa tragédia amorosa que abalou todas as estruturas de Wharton Park.

Kit e Júlia são transportados para o passado e adentram a história de Olivia e Harry Crawford, um jovem casal que foi separado por diversas circunstâncias, dentre elas, os fatos desencadeados pela Segunda Guerra Mundial. O casamento dos dois foi arquitetado por vários fatores, exceto o amor genuíno entre as duas partes, o que resultou em um relacionamento nada sólido entre ambos e repleto de fragilidades. Tal matrimônio afetou a felicidade não só deles, como também interviu no futuro de todos os seus descendentes, inclusive no destino de Júlia.

A Casa das Orquídeas é um romance brilhantemente construído, sendo intercalado entre o passado e o presente de forma magistral. A história foi muito bem arquitetada e os personagens descritos com exatidão e clareza, apesar de um deles não ter me despertado simpatia alguma durante a leitura. Narrado em terceira pessoa, adentramos uma trama intrinsecamente ligada por segredos, reviravoltas, mentiras e paixões.

"Toda a casa tem seus segredos, e todo amor, seu preço"

Julia perdeu seu marido e seu filho em um trágico acidente, e com eles, todo o sentido de sua vida. Magoada e com uma imensa sensação de vazio, ela retorna para as suas origens, buscando um pouco de conforto e ternura ao lado de sua família. Durante um passeio - de natureza bem nostálgica - por Wharton Park, se depara com o carismático e atencioso Kit, que a acolhe com muito carinho. Durante uma reforma pelo velho casarão, Kit se depara com um antigo diário e decide relatar sua descoberta a Julia. Juntos, eles embarcarão em uma verdadeira viagem pelo passado, e farão descobertas escabrosas. Julia é uma personagem que surge na trama de forma bem fragilizada e, aos poucos, vai recuperando a alegria de viver. Admirei muito a sua coragem e reviravolta, mesmo ela tendo dado um passo em falso no decorrer da história, e claro, me sensibilizei bastante com a sua dor.

Kit, assim como Júlia, também carrega mazelas em sua alma, apesar de tentar suplantá-las a todo instante. Sem dúvidas, foi um dos personagens que mais me encantaram no livro, pelo seu romantismo nato e suas atitudes belas e cavalheirescas. O romance vivido com Júlia se deu de uma forma bem natural e delicada, elucidando todas as suas qualidades, e o deixando em um patamar bem favorecido na trama.

Harry Crawford, por sua vez, foi um personagem detestável. Um homem fraco, tão volúvel quanto uma folha ao sabor do vento, e que mostrou não possuir atitude alguma ao longo da história, magoando todos ao seu redor. Em primeiro lugar, ele não amava Olivia, mas se deixou persuadir por sua mãe sem nenhuma resistência e aceitou desposar a moça. Se alistou para a Segunda Guerra Mundial, e no seio da Tailândia, se apaixonou perdidamente por uma moça, e pasmem, novamente agiu como um idiota. Além de trair a sua esposa, não teve postura o suficiente para amparar a sua amante, causando um sofrimento sem proporções as duas mulheres ao longo da trama. Não sei se a autora teve a intenção de colocá-lo como mártir na história, nem sei foi este o seu propósito,  mas o fato é que ele foi um personagem que eu abominei.

Olivia era uma moça ingênua e que se apaixonou por Harry logo à primeira vista. O pedido de casamento caiu como um bálsamo em seu coração, e mesmo ele não tendo demonstrado nenhuma atitude carinhosa e de galanteio para com ela, a jovem não pestanejou em aceitar. Sua primeira decepção ocorre logo na lua-de-mel, fato este que me deixou extremamente enojada. E claro, não pára por aí...Foi uma das personagens que mais sofreram na trama, e percebi que ela foi retratada como uma mulher amargurada, ranzinza, de tez endurecida, como se fosse uma espécie de bruxa má...O que, ao meu ver, foi totalmente injusto. A maior vítima de todos os segredos envolvendo Wharton Park foi Olivia e, apesar dela ter cometido um certo ato que muitos poderiam considerar como vilania, achei que nem de perto rebateria toda a mágoa e dor que Harry lhe proporcionou.

Em suma, A Casa das Orquídeas é um excelente romance, que consegue nos transportar do presente para o passado como em um passe de mágica, tamanho o talento com o qual a autora conduziu a narrativa. Detestei o Harry e suas atitudes mesquinhas e egoístas, mas isso não alterou a minha nota de classificação do livro, já que a obra é ótima e foi impecavelmente bem construída. A capa é muito bonita e a diagramação está ótima, com fonte em tamanho agradável e revisão de qualidade. Recomendo ☺

Confiram o booktrailer de A Casa das Orquídeas:




30 comentários:

  1. Eu li, há um ano, uma resenha sobre esse livro e foi ela que me induziu a comprá-lo, mas daí eu acabei guardando e guardando até chegar janeiro desse ano (eu acho) foi quando eu finalmente peguei pra ler. E eu só tenho uma coisa a dizer: foi uma das melhores coisas que eu já fiz. O livro é exatamente como você disse, aliás, escreveu muito bem sobre um livro que eu acho completamente difícil de falar, HAHAHA. O livro é incrível e é realmente, Olivia foi quem mais sofreu...
    Ótima resenha!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Nessa, estou muito ansioso pra ler esse livro. Parece mesmo ser muito bom! Fico feliz ao ver sua resenha, pois me deixa com mais vontade ainda.

    Abraços,
    Igor Gouveia
    http://www.diariodebordodeumleitor.com/
    (Espero seu comentário lá.)

    ResponderExcluir
  3. Oi, nessa!
    Parabéns pela resenha! Tenho uma certa curiosidade em ler este livro da Lucinda.
    Beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Visite!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Nessa,

    Desde que li esse livro a autora se tornou uma das minhas favoritas....escreve muito bem e nos faz viajar na leitura...parabéns pela resenha...abraços.



    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Este livro parece ser muito bom, eu comecei a ler e me desanimei pelo tamanho...

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Todos os livros que eu li e se passava em hotéis eram muito bons. Porque conhecemos profundamente cada personagem. A casa das orquídeas, é uma das minhas próximas leituras. Bela resenha!

    Lucas / Era uma vez
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oie Nessa
    ainda não li o livro, mas só tenho visto elogios, o que aumenta a curiosidade para conhecer esta linda his´tória.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho o maior prazer em ler suas resenhas Nessa, pois foi através delas que conheci novos e grandes autores e belas obras primas. O blog NESSA NEWS para mim é uma grande referência na hora de comprar um livro novo, parabéns por essa bela resenha e sucesso . bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá,Nessa!
    Ainda não tive a oportunidade de ler este livro, mas pela sua resenha já estou curiosa.
    Bjs!
    http://pocketlibro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Amiga!
    Esse livro é incrível mesmo.
    Inclusive, pude perceber que tivemos opiniões parecidas e que também detestamos o Harry. Hehe
    Fico feliz que tenha curtido a leitura. (':
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  11. Oie amiga
    Eu já li o livro é gostei muito.
    Amiga também odiei o Harry. Ele é tão frio e horrível, causou muito sofrimento para essas duas mulheres.
    E Olívia que foi a que mais sofreu na trama. Sim, também percebi que no começo ela foi descrita como você falou, mas achei injusto. Ela só ficou amarga, porque teve as piores decepções. Sofreu muito.
    Parabéns pela resenha amiga. Você descreveu exatamente o que senti lendo o livro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Oi Nessa a resenha ficou muito boa!!!

    Já coloque o livro na minha lista de leitura.

    Aproveitando, te indiquei para um selinho lá no meu blog

    http://no-mundo-dos-livros.blogspot.com.br/2013/07/selinho-versatile-blogger-award-7.html

    ResponderExcluir
  13. Oi,
    Ainda não li esse livro, mas tenho mt vontade.
    Parabéns pela resenha :D
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  14. Adorei ler este livro, ele me surpreendeu o desfecho final!

    Muito perfeita sua resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
  15. Caramba! Que vontaaade de pegar meu exemplar na estante e começar a ler! Pena que as férias já acabaram. :'(
    Parabéns, mais uma vez, pela resenha, Nessa!
    Beijos, Nika

    ResponderExcluir
  16. Eu adorei esse livro e sua resenha está linda... Essa autora escreve bem demais!!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Nessa,
    Parabéns para resenha. Deu muita vontade de ler este livro.Não sou muito de ver booktrailer mas este é gostei bastante.
    Bjos

    ResponderExcluir
  18. Vou colocar na minha lista de proximas leituras! Bjs

    ResponderExcluir
  19. Eu adorei esse livro..... tanto gostei que quando vejo um lançamento da Lucinda Riley não penso duas vezes em comprar....li A luz através da janela e gostei bastante também.....
    Agora falta A Garota do penhasco que já comprei o meu!
    Sua fã da autora !!!!

    ResponderExcluir
  20. Quando comecei a ler A Casa das Orquídeas fiquei com medo que o livro fosse ser cansativo por conta da quantidade de páginas mas me surpreendi com a narrativa envolvente. A autora soube trabalhar muito bem essas transação de presente e passado, um livro incrível <3

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  21. Nossa minha amiga está lendo esse livro, e simplesmente me apaixonei! Quero muito ele! :( Maravilhosa Resenha! http://distraida-desastrada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Nossa que frase de enfeito!
    Toda casa tem seu segredo...
    Tenho esse livro, mas a grossura dele me intimidou, rsrs, estou com. Preguicinha de ler, mas farei isso, deste 5 estrela, não sei hein?
    A maioria que venho aqui tem essa nota

    ResponderExcluir
  23. tava agoniada Nessa eu queria comentar dessa resenha, mas tava sem net!!!!! ai que dó!
    Menina esse livro da Lucinda me cativou, me tornei fã dela! bom demais ver como ela desenvolve a trama prendendo você, mistura passado e presente com uma delicadeza!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  24. Os livro dessa autora sao otimo,nunca li o livro dela mais pelo que eu li a resenha,me interessei muito.

    ResponderExcluir
  25. Como eu não tinha visto essa resenha sua antes Van?? Ainda bem que vc manda elas no meu TT... Amei a resenha e concordo com vc com tudo, com tudo... Harry eu detestei, mas tem alguém ali que na minha opinião consegue ser mais odioso e causa mais nojo e repgna que ele... Acho que tb acabamos pensando o mesmo desse personagem, apesar de não mencionar na resenha! hehehehe Kit, bem, o que falar dele? Eu sou apaixonada por esse ruivo gentil, cavalheiro... Muito fofo... O desfecho do livro é incrível. Foi com esse livro que a diva Lucinda ganhou uma leitora fiel de seus livros! E ele é o livro da minha vida... Sou quase uma Julia... Várias coisas ali lembram a história da minha família... Não teve como não amar esse livro! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  26. Alessandra Barros4 de agosto de 2013 11:46

    Desde que li A Luz Através da Janela de Lucinda Riley fiquei muito a fim de ler A Casa das Orquideas. A sua resenha me deixou ainda mais curiosa.
    Como você disse, a autora tem essa facilidade de nos transportar do presente para o passado como em um passe de mágica, sem esforços, com naturalidade.

    ResponderExcluir
  27. Gostei da sua resenha que me fez entrar um pouco "dentro" do livro mas mesmo assim não tenho vontade de ler o livro. Aliás nenhum livro da autora me despertou vontade de ler. Mas as capas são lindas.

    Érica Martins
    Espiral dos Sonhos

    ResponderExcluir
  28. Me parece uma história sensivel e doce, além da capa ser super romântica. Bom só lendo para saber se é bom.

    ResponderExcluir
  29. Eu li esse livro agora nas férias e ele tornou-se o meu segundo favorito, muito perfeito e emocionante! A resenha ficou ótima.

    Beijo,
    http://olhardeumanerd.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  30. Oi Vanessa,
    Desde que li a sinopse desse livro, fiquei com vontade de ler. Parece ser uma excelente história com personagens marcantes, o que me fez adiar a leitura é a quantidade de páginas que ele tem.rsrs
    Amei seu blog e já estou seguindo ;)

    http://allmylifeinbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir