20/07/2013

Resenha: Joana, A Louca - Linda Carlino

Título original: That Other Juana
Gênero: Romance histórico
Páginas: 416
Editora: Europa
Classificação: 5/5
O livro Joana, A Louca, de Linda Carlino, nos narra a biografia de uma das figuras mais intrigantes do século XVI europeu, de uma forma bastante abrangente e com certo toque de romantismo. Conhecemos uma personagem bem perspicaz e transbordante de sentimentos, que mesmo com toda a dor que lhe foi incutida, nunca deixou de ter esperanças.

Terceira filha dos reis Fernando de Aragão e Isabel de Castela, a jovem Joana, de quinze anos, casa-se com Felipe, o Belo, sacramentando assim, uma aliança política com os poderosos Habsburgo da Áustria. Doce e ingênua, ela se apaixona intensamente por Felipe, mesmo com suas sucessivas fornicações, e sofre muitos algozes devido ao seu puro amor. Porém, mesmo sendo extremamente afeiçoada ao seu marido, ela não abaixa a cabeça para as injustiças cometidas contra ela.

As traições de Felipe vão mais além e quando sua mãe falece e Joana está prestes a herdar o trono de Castela, ela é usurpada do poder pelo marido. Com o seu falecimento, ela é passada para trás novamente pelo seu pai e, sucessivamente, pelo seu próprio filho, Carlos, que se tornou o poderoso Imperador Carlos V. Durante esse ínterim, desde o seu casamento com Felipe até os dias do reinado de Carlos, Joana foi mantida em cárcere privado por quarenta e seis anos em um castelo de Tordesilhas, e mesmo com as constantes traições e os demais sofrimentos que lhe foram impostos, nunca desistiu de lutar pela sua liberdade e pelo que era seu por direito. Sua persistência era tão fugaz e implacável que lhe rendeu o vulgo de Louca, e há quem acredite que ela realmente - devido a tudo o que passou - não gozava de sanidade mental.

Joana, A Louca é um livro fascinante e nos traz uma história de muita persistência e sofrimento. Narrado em terceira pessoa, com uma grande riqueza de detalhes, acompanhamos a vida de Joana, ou melhor dizendo, o seu martírio. É praticamente impossível não se sensibilizar com toda a situação calamitosa envolvendo a personagem, e o que choca mais é saber que não se trata de mera ficção.
"Uma vez disse que eu era uma lutadora e deveria sempre lutar pelo que estava certo, pelo que era meu de direito. E eu lutei. Travei muitas batalhas. Não sei se ganhei alguma realmente, mas continuei a lutar (...). Quem sabe se algum dia serei vitoriosa."
Joana é uma personagem forte e bem temperamental, que nunca aceitou - nem por um instante que seja - todas as injustiças que lhe foram cometidas. Os seus principais algozes foram as pessoas que ela mais amou na vida - seu marido, pai e filho - e isso, por si só, dilacerou a sua alma, mesmo que ela jamais se resignasse a tudo o que passou.

Linda Carlino conseguiu nos transportar para a Europa do período de 1496 à 1555, passando por Espanha e Flandres, e em alguns momentos, França e Inglaterra. A parte histórica do enredo foi muito bem retratada, e o que mais me chamou a atenção foram os diálogos e pensamentos de Joana, extremamente intensos e emocionantes.

Em suma, Joana, A Louca, é um romance histórico muito bem construído, porém um tanto triste. Temos uma história cheia de audácia e bravura, que fascina, mas que em seu interior arraiga muito sofrimento e dor. A capa é espetacularmente linda e a diagramação está excelente, com fonte em um bom tamanho e uma revisão de qualidade. Recomendo ☺

16 comentários:

  1. Uma pena que seja um romance histórico triste, porque realmente adoro esse gênero porém com finais felizes!!!

    ResponderExcluir
  2. Olá Nessa, amei a capa desse livro, me deixou super curiosa para lê-lo, achei bem interessante essa parte da vida da Joana!

    beijos, Lu
    Lendo ao Luar

    ResponderExcluir
  3. Oie tampinha, eu gosto de romance épico, gostei dessa capa e dessa resenha, quero ler com certeza!

    ResponderExcluir
  4. Nessa eu creio que deva ser uma leitura além de prazerosa muito instigante ao aprendizado! queria muito conhecer mais da história dessa mulher que como é representada nunca deixou de sonhar com a vida

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Capa primorosa e essa história me interessa, li a série Tudors da Phillipa Gregory e desde então livros assim me chamam a atenção, adorei a resenha e já coloquei na lista dos meus desejados

    ResponderExcluir
  6. gostei da capa
    pow pena q o livro é mt triste.
    pq sou mt chorona :(

    ResponderExcluir
  7. Oie, Vanessa!
    Nossa, adorei a resenha. Romances históricos são demais <3 E realmente, a capa desse é maravilhosa e o livro parece fazer jus :D
    Com certeza eu leria <33

    Beijos,
    Leeh - Hangover at 16

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro livros assim e fiquei com muita vontade de ler,história,reis,rainhas,sucessão são assuntos que adoro e mesmo com tom biográfico,que não me agrada muito,quero ler esse livro.

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa, passando para parabenizá-la pela resenha. Ficou completa e, com certeza, despertou meu interesse pelo livro. Quem sabe um dia eu o leia apesar de saber que sua história é triste. Beijocas!

    Lucy
    http://conformealetra.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oie Nessa =)

    Não conhecia o livro, mas ele me pareceu possuir aquele tipo de história que por mais triste que seja, consegue cativar o leitor.

    Gostos de histórias assim, pois sempre as acho mais verdadeiras e de certa forma me fazem refletir um pouco sobre a minha vida.

    Ótima resenha!

    Beijos e um ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  11. Oie amiga
    Parabéns pela resenha amiga.
    Fiquei muito interessada na história e pretendo
    ler sim.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Puxa vida... Capa linda, romance histórico... Pena que um pouco triste... Excelente resenha! E apesar de eu preferir romances históricos com finais felizes e um casal apaixonado eu gostaria de ler esse livro. Parece ser muito bom e relatar de forma bem realista a época! Bela resenha!

    ResponderExcluir
  13. Olá Nessa sua resenha como sempre belíssima,adorei a capa e sem duvida a história que nos deixam pensantes com a vida .

    ResponderExcluir
  14. Olá,
    Amei a sua resenha desse livro, ele é bem interessante e a historia deve ser bem envolvente.

    Abraços,Rebeka!
    muchachoonline.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Olá Nessa,

    Esse livro parece ser muito bom mesmo, gostei da dica....parabéns pela resenha....abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi :) Tem um tempinho que não passo por aqui e achei interessante o livro (Nunca tinha ouvido falar nele e gosto de ouvir sobre coisas novas)
    Imaginando a situação de ficar encarcerada durante 46 anos o.O Muito tempo! E que triste a vida dela, quando alguém que amamos nos fere a dor é sempre mais aguda :/
    Adorei conhecer o livro.

    Beijos,
    Jhey
    www.passaporteliterario.com

    ResponderExcluir