30/09/2013

Resenha: Peça-me O Que Quiser - Megan Maxwell

Título original: Pídeme lo que quieras
Gênero: Romance erótico
Páginas: 400
Editora: Suma de Letras
Classificação: 2/5
O livro Peça-me O Que Quiser, primeiro volume da trilogia homônima da espanhola Megan Maxwell, nos conta a história conturbada e repleta de sexualidade do alemão Eric Zimmerman e da secretária Judith Flores. Judith é uma moça de 25 anos e trabalha como secretária na empresa Müller, localizada em Madri. Detesta a sua chefe, Monica, por lhe explorar todos o dias e fazer com que ela sempre saia tarde do escritório e não possa aproveitar a vida como gostaria. Quando Eric, o diretor-chefe da empresa, aparece para uma visita de inspeção, sua vida muda de figura.

Devido ao seu comportamento gélido e seco, Eric possui o simpático apelido de "Iceman". Ele e Judith se conhecem em um momento bem tumultuado, quando ficam presos dentro do elevador. Logo de início, ele se encanta pela espontaneidade e pelo jeito divertido da moça e, como seu chefe, exige que ela o acompanhe pela Espanha, durante suas visitas às sucursais da empresa. O que Judith não poderia imaginar é que, ao lado de Eric, passaria pelas mais diversas experiências sexuais, mergulhando em um universo fora do comum e repleto de erotismo.

Peça-me O Que Quiser é um livro extremamente forte. A autora não teve pudores ao moldar a sua história e explora bastante a sexualidade dos personagens. Porém, não conseguiu mesclar o romance com o erotismo, deixando a obra puramente sexual. Eric, o suposto "mocinho" da história, não tem sentimento algum por Judith, a não ser o forte desejo sexual, e deixa claro isso a todo instante. Já ela, morre de amores por ele e se submete a sua vontade sem pestanejar. Algumas passagens também foram muito forçadas, incluindo algumas cenas de sexo, que ao invés de esbanjarem sensualidade, soaram animalescas, nojentas. Ok, tudo é válido entre quatro paredes, desde que ambas as partes concordem, porém, muito disso aconteceu de forma bem unilateral, o que não me agradou. Narrado em primeira pessoa, pela Judith, acompanhamos a sua jornada ao lado de Iceman e as suas aventuras desenfreadas pelo mundo do prazer e erotismo.

"Antes eu tinha três vícios. Coca-Cola, morangos e chocolate. Agora acrescento um mais forte e poderoso chamado Eric. Eu o desejo...desejo e desejo. Não importa a hora, o momento ou o lugar... eu o desejo."

No início do livro, estava gostando bastante da Judith. Ela era cheia de personalidade, alegre e até mesmo, audaciosa. Mas, infelizmente, tais características foram se perdendo e, ao longo da história, ela não parecia mais a mesma pessoa. Eric a mudou da água para o vinho, transformando-a em seu cordeirinho. Ela conhece várias modalidades sexuais, como o voyeurismo, ménage, dentre outros jogos eróticos, e descobre novas formas de sentir prazer. Porém, muitas das práticas das quais Eric lhe submete, não lhe agradam, como por exemplo, ela ter relação com outras mulheres. E, a primeira vez que isso acontece, ela está vendada, não sabe o que está ocorrendo e depois de algumas horas descobre, através de uma gravação de vídeo do ato, que uma mulher foi chamada para a cama do casal. Outro fato que me incomodou bastante foi ela ficar se iludindo a respeito do Iceman, declarando aos quatro ventos que ele a ama e tal, sendo que, desde o início do relacionamento dos dois, ele deixa bem claro que não nutre e nem quer nutrir sentimentos por ela e que Judith é apenas um peão no seu jogo de perversão, porém, o favorito.

Eric foi um personagem que não me agradou. O que ele tem com Judith é puramente sexual, e ele a usa apenas com esse intuito. Quem espera por um mocinho romântico, irá se decepcionar bastante, já que essa característica passa longe dele. Ele pratica sexo com outras mulheres, e não se importa se Judith também transar com outros homens, o que é fato recorrente na trama. Outro ponto que fugiu totalmente da minha compreensão foi o fato de ele oferecer Judith em casas de swing, mas ter ciúmes de alguém a olhando no meio da rua, ou até mesmo, dela receber beijinhos no rosto de um colega de trabalho, e ainda se declarar obsessivo. Francamente...não consegui digerir isso. Próximo ao final, a autora lança a mão de uma certa carga dramática, tentando justificar o comportamento de Eric, o que não surtiu efeito algum, pelo menos, pra mim.

Concluindo, Peça-me O Que Quiser é um livro puramente sexual e desprovido de sentimentos, onde o erotismo não tem limites. Apesar da história ser bem escrita, pecou em diversos aspectos, especialmente na ausência de romantismo e no comportamento bizarro de Eric. Não sou puritana, e já li vários romances apimentados e focados na premissa sexual, porém, sempre acompanhados de uma bela história de amor, o que não acontece aqui, e sim, um relacionamento turbulento, onde o sentimentalismo não é mútuo. A capa é muito bonita e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e poucos erros de digitação. Indico para quem aprecia livros eróticos e não faça questão do romance em si, caso contrário, poderá se decepcionar bastante.

Confiram o booktrailer de Peça-me O Que Quiser:



19 comentários:

  1. Quando vi a sinopse desse livro fiquei pensando se queria ler ou não, ele me lembrou outros livros do gênero e não vi nenhum diferencial. Achei a capa linda também e foi o que me chamou atenção, mas a sua resenha me fez desanimar. Eu gosto dos livros eróticos que tenham um pouco de romantismo envolvido, acho que esse não vai me agradar.
    Abraços, Raquel.

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa,
    Realmente vc disse tudo o livro é muito forte.Eu li o livro e muitas partes eu fiquei bem constrangida. Muitas vezes durante a leitura eu largava ele, mas acabava voltando por que eu queria ver o por que uma mulher independente leva a aceitar tudo que ela aceitou. Sinceramente, quero ler a continuação mas estou bem apreensiva com o futuro desse casal.

    Bjos adorei sua resenha.

    ResponderExcluir
  3. cara eu gosto de livro com esse estilo, porém tem que rolar nem que seja um pouco de romantismo, sei lá, pq ai fico com a impressão que a personagem se submeteu e nao tem vontades, é apenas um brinquedinho.

    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  4. Não gosto desse estilo, então nem compensa.

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa!
    O.O não estou com muita vontade de ler esse livro....
    Eu gosto de um romance adulto, mas que tenha romance, não apenas cenas de sexos. Eu gosto quando o sexo complementa a história, e não quando é o foco do enredo....
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Eu quando vi essa capa não fazia ideia de que se tratava de um romance erótico hahaha
    Minha amiga me falou e depois eu li algumas resenhas a respeito. Ele me interessou, mais não algo que me faça querer já.
    Gostei da resenha =)
    Beijos! http://souseuastral.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa,
    ainda estou na dúvida se vou gostar desse livro, acho que vai depender do momento.
    Não pretendo compra-lo agora, mas quem sabe mais para frente.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Van*
    Eu estou bem curiosa para ler esta triologia, parece ser bom.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  9. Bom dia Nessa,

    Esse livro não faz meu estilo de leitura, mas sua resenha esta ótima....abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Eu ainda não li nenhum dos livros desta série, mas parece ser bem legal.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Realmente Nessa, se a escritora tive colocado um pouco de romantismo com certeza seria um grande livro,adorei sua resenha e o seu ponto de vista é sempre esclarecedor . Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oie Nessa
    eu gosto de livros eróticos, mas sem rolar um sentimento, e uma pontadinha de romantismo entre os personagens, acabo não curtindo.
    Não é leitura pra mim :(
    bjos

    ResponderExcluir
  13. Obrigada pela resenha, da pra tirar alguma opinião do livro, mas como todo livro do gênero devemos ler e tirar nossas conclusões para não julgarmos o mesmo pela capa, gênero ou autor... Mesmo não estando na minha lista de próximo livro a ser lido, espero não me decepcionar..

    ResponderExcluir
  14. Esse livro parece ser realmente muito bom
    Já tinha visto ele em outros blogs
    Parabéns pela resenha

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. primeiramente, que quote, hein? Jesus, esse livro é explosão do começo ao fim! acho que essa trilogia promete.
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. Oie amiga
    Sua resenha está ótima e bem sincera.
    Eu até estava com certa curiosidade em ler isso,mas depois de sua resenha vou passar longe.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oie Nessa =)

    Li o que vc postou no face a respeito desse livro e mesmo que eu ainda tivesse uma pontinha de curiosidade a respeito dele, eu perdi completamente.

    Uma coisa é a história ser sensual outra é ser força barra.

    Parabéns pela resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  18. Estou lendo esse livro em e-book.....por enquanto não consigo gostar ou não do Eric...
    Mas a Judith é bem legal....tem personalidade.....pelo menos na parte que eu estou!
    Uma pena se ela mudar..... vamos ver o que eu vou achar!!
    Confesso que já fiquei desanimada, mas vou até o fim !!

    ResponderExcluir
  19. Excelente resenha! Odiei esse livro... Tanto que não cheguei ao fim, parei no meio! Nojento... Doente... Pode ser erótico, sensual, mas por favor, nada de sexo gratuito sem história... Isso não é livro hot, é uma aberração!!!

    ResponderExcluir