06/11/2013

Resenha: O Diabo Veste Prada - Lauren Weisberger

Título original: The Devil Wears Prada
Gênero: Romance/Chick-lit
Páginas: 392
Editora: BestBolso
Classificação: 5/5
Comprar: Livraria Cultura
O livro O Diabo Veste Prada, da escritora norte-americana Lauren Weisberger, foi escrito com base na experiência da mesma como assistente de Anna Wintour, editora da revista Vogue, apesar de se tratar de uma obra ficcional.

Conhecemos a história de Andrea Sachs, uma jovem recém-saída da faculdade, que consegue um emprego como assistente de Miranda Priestly, diretora da Runway, uma das revistas de moda mais bem-sucedidas do momento. Muitas garotas fariam de tudo para estar no lugar de Andrea, mas só ela sabe o quanto este trabalho tem sido exaustivo e tem acabado, dia após dia, com a sua vida.

No primeiro dia de trabalho, Andrea percebe que a sua função é atender aos caprichos de Miranda, desde levar e buscar suas roupas na lavanderia como até mesmo selecionar babás para suas filhas gêmeas. Apesar de conviver no mundo da moda e dos nomes Prada, Armani e Versace não saírem da sua cabeça, Andrea não está na Runway para escrever artigos e editoriais sobre esse universo fashion e glamouroso e sim para realizar os pedidos mais mirabolantes e extravagantes de sua chefe.

Miranda se torna um verdadeiro pesadelo na vida de Andrea, lhe sugando até a última gota. Muitas vezes, ela não consegue nem mesmo almoçar, sem contar que não tem hora para voltar para casa. E, quando pensa que irá descansar, o celular toca, para mais um pedido bizarro da chefe, independente do horário. Com isso, Andrea acaba colocando em segundo plano sua família, seus amigos e seu namorado, Alex, e ficando cada vez mais louca e obsessiva, vivendo e respirando em prol de Miranda e da Runway e levando uma verdadeira "sub-vida".

O Diabo Veste Prada foi um livro que conseguiu prender a minha atenção, principalmente pela homogeneidade das personagens e pela verossimilhança do seu enredo. É praticamente impossível não se identificar com a Andrea, apesar da sua submissão exacerbada. Quem nunca penou na mão de um chefe que atire a primeira pedra...Acredito que todos nós tivemos uma Miranda em nossas vidas, em menor ou maior escala e, assim como a protagonista, aguentamos muita coisa para mantermos o nosso emprego. Narrado em primeira pessoa por Andrea, de uma forma hilária e bem cômica, acompanhamos toda a sua trajetória dentro e fora, mas nunca longe da Runway, e como isso afetou diversas áreas da sua vida.

Andrea acaba de se formar e fica extasiada com o emprego. Apesar de não entender nada de moda, é uma oportunidade ímpar para alavancar a sua carreira. Ela acredita que escreverá artigos e colunas para a revista, mas a realidade se mostra bem diferente: Andrea nada mais é do que uma faz-tudo de Miranda. E quando eu digo faz-tudo, é tudo mesmo e além... Apesar de ter me identificado bastante com a personagem e de ter vivido uma situação bem semelhante, não teria o sangue de barata dela para aguentar a Miranda. A submissão desenfreada da Andrea chegou a me irritar...Ela perde sua identidade própria, sua personalidade, em prol do trabalho, e passa a viver apenas para isso, dia e noite. Sem contar as humilhações de Miranda e as crises de histeria frequentes, as quais ela aguenta de forma passiva. Tudo ao seu redor se desmorona e ela nem mesmo tem tempo para conhecer o seu sobrinho recém-nascido, e mesmo assim insiste em se colocar como pano de chão da chefe, independente dos conselhos e palavras amigas que ouça.

Miranda, por sua vez, é desprezível. Ao contrário do filme, é impossível notar traços de humanidade nela, tamanha a sua frieza e precisão. E tais defeitos se agravam cada vez mais justamente por todos ao seu redor bajulá-la, se deixarem ser humilhados, açoitados pelas suas palavras e nunca lhe dizerem o que ela realmente precisa ouvir. Sim, em determinado momento da história, ela realmente ouve o que deveria ter ouvido desde o início, e foi uma das melhores partes do livro pra mim.

As personagens secundárias da trama se destacam bastante, em especial Emily, a assistente sênior de Miranda, que se mostra ainda mais subordinada do que Andrea, com a diferença de que consegue exalar um certo ar de alegria ao propiciar as tarefas que lhe são impostas, como se fosse uma espécie de "escrava feliz". Gostei bastante também da Lily, a amiga doidinha e espevitada da Andrea, que se mete nas mais hilárias e loucas confusões.

Em suma, O Diabo Veste Prada é um livro muito bom e que conseguiu me envolver bastante durante a leitura. Quis torcer o pescoço da Miranda, ao mesmo tempo em que me divertia com as suas excentricidades e com o desespero de Andrea em propiciá-las. Foi feita uma adaptação cinematográfica da obra em 2006, com a Anne Hathaway e a Meryl Streep no elenco, que inclusive, rendeu um Globo de Ouro para esta última, como Melhor Atriz de Comédia/Musical. No filme, a Miranda é mais maleável, cômica e humana do que no livro, ou seja, bem mais light e divertida. Os finais de ambos também são bem diferentes, e confesso que gostei bem mais do da obra impressa, por soar mais real e coerente. A capa do livro é bem bonita, com um sapato vermelho deslumbrante que tem tudo a ver com o contexto abordado e a diagramação e revisão estão bacanas, apesar da fonte ser um pouco pequena e de algumas partes estarem um pouco apagadas. Recomendo ☺

Confiram o trailer do filme O Diabo Veste Prada:



17 comentários:

  1. Oi Nessa!

    Eu vi apenas o filme e fiquei imaginando aqui como será essa Miranda do livro, pois eu já detestei ela no filme. Ela deve ser praticamente um robô do mau hehe. Tenho o filme bem gravado na mente ainda, mas acho que lerei o livro no futuro. Ótima resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    A adaptação desse livro é um dos filmes preferidos da minha irmã, por isso ele se tornou um dos filmes que mais gosto também. Já vi o livro, mas na época não tinha tempo para ler ele, sempre quis saber as diferenças do livro para o filme. A Miranda do filme já me assustava, fico imaginando como é essa do livro.
    Abraços, Raquel
    Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  3. Olá Vanessa,
    Esse livro é outro que eu quero ter mas fico adiando a compra dele,acho por que eu tenho o filme e fico dando prioridade para outros. Li sua resenha e fiquei com muita vontade de ter o livro para ter na minha coleção. Vou dar prioridade para ele.
    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Também gostei bastante do livro. Confesso que muitas das vezes ficava perdida quando elas falavam sobre marca de roupa! Rsrsrs
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  5. Excelente resenha! Realmente o filme é ótimo, tenho muita vontade de ler o livro e gostei de conhecer a sua opinião. Bjs, Isabela.

    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa,
    no filme o pessoal tenta humanizar esses personagens, mas o livro sempre mostra mais.
    Nunca li o livro, mas deve ser melhor que o filme.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adoro o filme e sempre tive muita vontade de ler o livro!

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
  8. Oi Van*
    Eu já assisti ao filme várias vezes, eu adoro esta atriz. Mas não sei porquê, nunca tive vontade de ler o livro. Quem sabe um dia.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  9. Ainda não li o livro, mas o filme eu já vi e gostei muito, mas não sei se eu abriria mão das coisas por causa de um serviço não, ela abre mão até do namorado, que gostava dela de verdade.

    Beijos
    Bru
    www.viagem-imaginaria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. esse livro promete, como vc aponta há diferenças filme-livro que podem dar uma outra visão a história.
    quem não tem um chefe carrasco na vida é um milagre!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    Como a maioria das pessoas, eu vi apenas o filme e detestei a Miranda. Agora, fico imaginando essa Miranda do livro. Foi muito bom ler sua resenha, agora sei que posso ir com tudo para cima desse livro. Bela resenha!

    Lucas - Carpe Liber
    livrosecontos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Oie Nessa
    eu assisti ao filme, mas sou louca para ler o livro.
    Saber que a Miranda é ainda mais megera, me deixou mais animada ainda.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  13. Não li o livro, só assisti o filme e passa uma mensagem bonita. Amei o final. O livro deve ser melhor ainda.

    ResponderExcluir
  14. Oie Tampinha =)
    fico contente que teve uma ótima leitura, eu vi o filme, mas quero ler também, espero me sentir como você e ficar encantada novamente.

    ResponderExcluir
  15. Olá Nessa! Eu já assisti ao filme e gostei bastante. Mas ao livro nem cheguei perto.hahahahahahahaha
    O que me deixou boquiaberta aqui é saber que tal livro é um fato ocorrido pela escritora, mesmo sendo um tanto fictício.
    Olha o livro realmente deve ser muito melhor que o livro, pois ele é mais detalhista e tal, já o filme, bom é um tanto resumido.E como você mencionou o filme a Miranda é um tanto simpatica(hahahahahahahah), já no livro não vemos nada disso. Então estou bem curiosa para ler este livro.

    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  16. Oi Vanessa, o livro eu não li, mas o filme já vi umas 3 vezes, adoro!
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  17. Eu adoro esse livro e o Filme é claro!
    Amei a Resenha!
    Bjus
    http://overdoselite.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir