11/01/2014

Resenha: Todo Dia - David Levithan

Título original: Every Day
Gênero: Young Adult (YA)
Páginas: 280
Editora: Galera Record
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Todo Dia, do americano David Levithan, nos traz uma história inteligente e que consegue tocar a alma do leitor de uma forma surpreendente. Ele consegue explorar vários dilemas adolescentes, principalmente o de não conseguir se socializar - se encaixar nos parâmetros ditados pela sociedade - , de uma forma fenomenal e incrivelmente criativa.

Todos os dias, "A" acorda em um corpo diferente e ali permanece num prazo de 24 horas. Hoje, ele pode ser um garoto; amanhã, uma garota; depois de amanhã, talvez, um homossexual ou um obeso mórbido. Nenhum rótulo, como cor, etnia e opção sexual é definido e "A" precisa se adaptar com essas condições da melhor forma possível.

Já acostumado com a sua dura rotina, ele criou até algumas regras para se sobressair, como nunca se apegar ao corpo em que está no momento e de forma alguma interferir no livre arbítrio da pessoa. Até então, tudo estava caminhando nos trilhos, porém quando ele desperta no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon, aquilo em que acreditava passa a não ter sentido algum. Isso porque, como nunca antes em sua vida, ele sente um desejo imensurável de permanecer, pois encontrou alguém por quem vale a pena ficar. Mas como explicar a sua amada a sua verdadeira condição? E como esperar que ela acredite e aceite sua rotina atípica e totalmente fora do convencional?

Enquanto lutam para permanecerem juntos, "A" e Rhiannon enfrentam várias situações adversas e para se sobressaírem, terão que romper as barreiras e superar suas próprias limitações. Será que Rhiannon conseguirá ficar com alguém que habita um novo corpo todo santo dia? E "A", conseguirá cumprir a sua regra de não interferir nas vidas daqueles ao quais ele ocupa o corpo? O amor será mesmo a força motriz que rege tudo e a todos, e terá força suficiente para unir esse casal tão surreal?

"Todo dia sou uma pessoa diferente. Eu sou eu, sei que sou. Mas também sou outra pessoa.
Sempre foi assim."


Todo Dia foi um dos livros mais inteligentes que eu já li na minha vida. A história arraigada em suas páginas é única e avassaladora, e surge como um apelo para a sociedade, registrando com letras garrafais o quanto todos nós somos iguais, independente de classe social, cor, credo, estatura física e sexo. David Levithan conseguiu elevar ainda mais a sua criatividade, que já tinha encantado tantos leitores em Will & Will (young adult gay de muito sucesso, escrito em parceria com o autor John Green), e esbanjar talento e emoção através de suas entrelinhas. Narrado em primeira pessoa por "A", conhecemos o seu universo, tão perene quanto um grão de areia e sua jornada inovadora e dolorosa nesta vida.

"Tudo o que tenho é o amanhã.
Ao adormecer, tenho o lampejo de uma ideia. Porém, quando acordo, percebo que o lampejo não possui mais luz alguma."
"A" é um personagem ímpar e deveras criativo. Não dá para explicar se ele se trata de um espírito ou um outro ser sobrenatural que busca hospedeiros nesta Terra, mas o fato é que a sua visão sobre a vida é extremamente abrangente e crua. Ele enxerga o mundo dos ângulos mais variados dos quais se possa imaginar e é justamente suas divagações a respeito disto que tornam a história tão atrativa e irreverente. Em uma das passagens do livro, ele habita o corpo de uma pessoa que sofre de depressão e possui instintos suicidas, e ele explica com uma riqueza de detalhes e de forma clara e sucinta todo o negrume que a envolve, conseguindo nos absorver para a causa real do problema. Outro trecho interessante é quando ele habita o corpo de um obeso mórbido e revela os seus sentimentos, as suas limitações e desejos secretos, de uma forma dolorosa e um tanto quanto realista e honesta. Tudo aquilo que a sociedade despreza, ignora, é abordado sob a ótica de "A", de uma forma que consegue comover e chamar a devida atenção que necessita.

É claro que eu não poderia deixar de falar dos sentimentos que o uniu a Rhiannon. O amor entre eles é abnegado e cândido e vai além da atração física e do desejo; é um verdadeiro encontro de almas. E as provações pelas quais eles passam são terríveis e dolorosas, criando até mesmo uma espécie de agonia no leitor.

"Que história é essa sobre o instante em que você se apaixona? Como uma medida tão pequena de tempo pode conter algo tão grande? De repente, percebo porque as pessoas acreditam em déjà vu, por que acreditam em vidas passadas; porque não há meio de fazer com que os anos que passei na Terra sejam capazes de resumir o que estou sentindo."

Em síntese, Todo Dia é um livro que veio para marcar a humanidade, quebrar tabus e mostrar que todos viemos do pó e para o pó retornaremos. Também salienta aquilo que é realmente importante nesta vida e o quanto perdemos tempo dando vazão a coisas tão insignificantes e supérfluas. A capa é bem diferente e consegue retratar com precisão o teor abstrato do enredo e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

Confira o booktrailer de Todo Dia:



22 comentários:

  1. Oi, nessa!
    Cara, eu amei, amei mesmo, a sua resenha. Quando você me disse que estava gostando do livro, não imaginei que fosse tanto assim! A história, pelo que você disse, é realmente única! Fiquei curiosa.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo sua visita!

    ResponderExcluir
  2. Vanessa, super concordo com você, menina!
    Todo dia é um livro maravilhoso e surpreendente. Fiquei mais e mais envolvida com A enquanto acompanhava sua história, me encantei com a bela descrição dos sentimentos e das emoções de todos os personagens que passam pelo livro e, principalmente, pela narrativa do David. Queria mais e mais páginas desta história!

    Parabéns, a resenha está linda!
    Bjs, Yara.
    http://www.ilusoesescritas.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, li este livro e me apaixonei!!!
    O único senão para mim foi continuar sem saber em que categoria o A se encaixa, mas talvez a ideia seja essa, ele é igual a todos, sem gênero e afins.
    Foi uma leitura intrigante e de grande criatividade, adorei a interação de A e Rihannon. =)

    ResponderExcluir
  4. Oi
    Esse livro vou ler em breve e estou achando que vou gostar bastante :)
    Parabéns pela bela resenha

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  5. Eu ainda não li nenhum livro deste autor, mas estou querendo muito ler Replay e Todo Dia.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ana. Você se confundiu, Replay é do Marc Levy. Se tiver a oportunidade, leia sim Todo Dia. Você vai gostar bastante. Beijo!

      Excluir
  6. Olá Nessa,

    Esta ai um livro que quero ler, só leio resenhas positivas e a cada uma que leio fico com mais vontade....parabéns pela resenha...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ola´ Nessa este livro ainda não li ,mas vou ler com certeza parabéns pela resenha .bjs

    ResponderExcluir
  8. Parabéns por sua resenha, ficou ótima! Com tantas indicações positivas sobre este livro, só me resta comprá-lo! O booktrailer ficou maravilhoso e me deixou ainda mais curiosa!

    Beijos
    Polly
    Entre Livros e Personagens

    ResponderExcluir
  9. Confesso que no momento do lançamento não estava muito empolgada com esse livro, mas todos os elogios que eu venho ouvindo sobre ele estão me animando. Falando nisso sua resenha foi maravilhosa. Adorei!
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  10. Já ouvi falar do livro, mas nunca li nem nada assim. Parece ser uma história legal. u.u

    Controvérsias

    ResponderExcluir
  11. Oie, Nessa!

    Tô vendo muita gente falar desse livro, mas, nossa!, sua resenha me deixou morrendo de vontade de ler, de verdade.
    A ideia do livro é realmente genial, e queria muito ler algo do David Levithan!
    Com certeza foi pra listinha.

    Beijos,
    Leeh - hangoverat16

    ResponderExcluir
  12. acho interessante o livro quebrar tabus, ajuda a abrir a mente...
    só ouvi bons comentários sobre o livro
    alguns dizem que o autor é polêmico, mas eu acredito que ele seja um revolucionário
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Ahhhh só resenhas positivas desse livro *.*
    Preciso ler urgente! Adoro livros inteligentes.
    Bjos

    Samy
    http://livroscomresenhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Vanessa,
    Esse é um daqueles livros que me conquistou desde o lançamento. Confesso, que de inicio não gostei da capa, mas a sinopse foi suficiente e minhas expectativas aumentaram depois de ter lido resenhas. Ainda não tive a oportunidade de ler, mas vou tentar compra-lo esse ano. Bela resenha!

    Lucas - Carpe Liber
    http://livrosecontos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Nessa, amei a resenha, ainda não li nada do autor, mas fiquei bem curiosa.
    Gostei muito da capa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oi Nessa,

    Tá todo mundo falando super bem desse livro. To louquinha para ler. E também quero ler Will e Will, que é com ele e o John Green. Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    http://comoum-sonho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Já li tanta coisa positiva deste livro e ainda não tomei vergonha na cara em adquiri-lo.
    Quero muito lê-lo logo... esta na minha lista e espero que este ano eu consiga :)

    ResponderExcluir
  18. Sinceramente nunca li algo ruim sobre esse livro. Fico até boba, e você ficou meia apaixonada pelo livro, uma resenha com coração e tudo mais. É, não li nada do autor. Mas, não tenho muita motivação a ler esse livro, mas quem sabe não é? De tanto falarem, um dia acabo lendo.

    ResponderExcluir
  19. Sua resenha veio na melhor hora possível! Esse livro me chamou atenção pela capa, que achei maravilhosa, e agora, sabendo do que se trata ele com certeza entrou pra minha meta de 2014!

    Beijos
    Débora - Clube das 6
    http://www.clubedas6.com.br

    ResponderExcluir
  20. Adorei a resenha muito boa o blog tbm, eu ouvi falar desse livro muito bom !

    ResponderExcluir
  21. Oi Nessa!
    Eu ameii ler este livro, foi um dos melhores do ano passado.

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir