13/02/2014

Resenha: O Diário de Bridget Jones - Helen Fielding

Título original: Bridget Jones's Diary
Gênero: Romance/Chick-lit
Páginas: 322
Editora: BestBolso
Classificação: 5/5
Comprar: Livraria Cultura
O livro O Diário de Bridget Jones, da inglesa Helen Fielding, foi o seu segundo romance e o responsável pelo sucesso da autora ao redor do mundo. Escrito de uma forma extremamente divertida e cômica e focado no universo feminino, a obra foi umas pioneiras do gênero chick-lit, estilo literário predileto de várias mulheres, por narrarem o nosso cotidiano de uma maneira bem-humorada e descontraída.

 Conhecemos Bridget Jones, uma mulher solteira de trinta e poucos anos de idade, que trabalha em uma editora e luta arduamente contra a balança e os seus vícios na bebida e no cigarro. Mas acima disso tudo, o seu maior desejo é encontrar um companheiro, alguém que preencha a sua vida e acabe de vez com as suas noites solitárias.

Bridget mora sozinha e é apaixonada por seu chefe, Daniel Claver, um cafajeste da pior espécie, que consegue fazer um verdadeiro rebuliço em sua vida. Ela sofre bastante também com as tentativas de sua mãe, uma perua bem extravagante, de tentar casá-la com o primeiro homem que aparece. Os seus momentos de maior descontração e diversão são quando se reúne na mesa de um bar e passa a conversar com os seus amigos sobre a vida, e onde encontram, pelo menos na teoria, uma forma de solucionar os problemas que os afligem.

O Diário de Bridget Jones é um livro divertidíssimo, que consegue nos entreter e acima de tudo, fazer com que nos identifiquemos com Bridget e seus dilemas. Conhecemos um ano na vida desta personagem maluquinha e muito, mas muito original, e acompanhamos a sua rotina no trabalho, assim como nas festas de família e no que concerne ao campo amoroso. Os  devaneios e as situações inusitadas que permeiam o seu cotidiano nos fazem soltar boas gargalhadas, além de recapitular fatos da nossa própria vida e de pessoas que convivem no nosso meio. Narrado em primeira pessoa por Bridget, na forma de diário - que se inicia em 1º de janeiro e se encerra em 31 de dezembro - nos divertimos com as suas gafes e suas peripécias.

Bridget é uma personagem que tem um pouco de cada mulher. Seja a luta para não engordar e encontrar um pretendente à altura, seja a insegurança que nos afeta em diversos momentos da vida, ela é uma espécie de apanhado do universo feminino, retratado de uma forma cômica e extremamente hilária. Ela fala o que pensa (e o que deixa de pensar) e consegue relatar situações que poderiam ser consideradas como caóticas de um jeito sarcástico e muito engraçado. Uma protagonista extremamente complicada, assim como nós, mulheres, e com quem nos afeiçoamos tanto, torcendo para que ela faça as melhores escolhas em sua jornada.

Falando dos demais personagens da trama, Daniel não me agradou. Particularmente, não vi o que Bridget viu nele, mas convenhamos que o amor é cego. Ele é um mulherengo desprovido de sentimentos, além de ser mentiroso e gostar de desdenhar das pessoas. Em compensação, amei Mark Darcy! Apesar de surgir na história de forma sisuda e até mesmo, um pouco antipática, com o decorrer das páginas ele consegue mostrar realmente para o que veio. Achei que a autora poderia ter explorado mais esse personagem dentro do enredo, mas acredito que ela tenha feito isso na sequência do livro.

Em síntese, O Diário de Bridget Jones é um livro que cumpre o seu propósito de entreter e divertir, e que com certeza fará o leitor dar boas gargalhadas, seja com toda a paranoia feminina que Bridget transmite; seja com as situações inusitadas que permeiam a sua vida. Em 2001, o livro ganhou uma adaptação cinematográfica com a Renée Zellweger no papel principal e que foi bem aclamada pela crítica, ganhando, inclusive, uma sequência. A capa é bem descolada, contendo os elementos que fazem parte do universo da nossa protagonista e a diagramação é simples, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo.

Confira o trailer do filme O Diário de Bridget Jones:



14 comentários:

  1. Olá Nessa livro interessante e parabéns pela resenha .abraços

    ResponderExcluir
  2. Nunca li o livro mas a capa me chama atenção :)
    parece um livro muito divertido, vou adiciona-lo a "pequena" lista :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa!
    Eu não li ainda, mas assisti o filme e adoro! Quero ler! Adorei a sua resenha! Acho que terei as mesmas reações que vc! O livro parece ser divertido e engraçado mesmo igual ao filme!
    Parabéns pela resenha tão bem escrita!
    Beijos!
    Ps: Nova Resenha: Amante Finalmente - Irmandade da Adaga Negra, Livro 11 - J. R. Ward
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/02/resenha-amante-finalmente-irmandade-da.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa!
    Acredita que nem o filme eu assisti? Não sei dizer o por quê, mas nunca me chamou a atenção, rs.
    Coisa de pessoa doida kkkk
    Bjks!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nessa!
    Leio muitos comentários positivos a respeito de "O Diário de Bridget Jones" e de fato me parece uma leitura maravilhosa! Adoro essa capa <3

    Beijo,
    Sofia - Lendo de Tudo

    ResponderExcluir
  6. Desses eu só tenho o segundo livro
    Mas já assisti esse filme e amei

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Nessa, se antes eu não tava nem ao pro livro vc agora me fez querer correr pra livraria e comprar e começar a ler.
    Adoro histórias que me façam rir, me divirtam e ao mesmo tempo tenham um ar de real!
    parabéns!!!!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa!

    Eu vi o filme em 2001 e não sabia que tinha o livro. Tenho o filme bem marcado na mente e lembro de me divertir muito e adorar o Mark. A Renne estava incrível no papel. O livro parece tão divertido quanto e quero ler algum dia. Ótima resenha!

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie!

    Eu tenho este livro, mas ainda não o li, mas já assisti ao filme. Logo pretendo Lê-lo.
    Adorei sua resenha.

    Beijos*

    ResponderExcluir
  10. Olá Nessa! Que saudade de vim aqui <3 Ouço falarem mt bem do livro e sua resenha esmiuçou muito bem o que achou da obra. Dessa autora eu tenho apenas o mais recente lançado pela Cia, e ainda não li.

    Beijos, Escondidos No Livro!
    [RESENHA] Veneno por Sarah Pinborough
    http://escondidosnolivro.blogspot.com.br/2014/02/resenha-veneno-por-sarah-pinborough.html

    ResponderExcluir
  11. Eu tenho curiosidade em ler o livro, até comecei ver o filme,m mas parei antes da metade, depois da tua resenha, espero vim ler um dia e espero que ele me divirta assim como foi para você.

    ResponderExcluir
  12. Olha, pra ser sincera, nunca tive vontade de ler o livro, mas depois de saber a sinopse alucinante do último livro que acabou de sair e vendo que todo mundo fala realmente bem do livro, acho que vou dar uma chance \o/

    TriBooks - www.tri-books.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Nessa,
    Adoro essa história conheci primeiramente pelo filme que achei muito divertido e hilário, principalmente as partes quando ela esta lá no quartel de bombeiros, ou na festa que ela acha que vai ser a fantasia...rsrs. Consegui o livro algum tempo depois e me apaixonei pela história dele também. Ela realmente e uma personagem divertida, cheia dos seus dramas femininos e com certeza a gente consegue se identificar com ela em algumas partes. Adorei a resenha.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Nessa,

    Só leio resenhas positivas desse livro e espero um dia poder ler também, sua resenha me deixou curioso...abraços.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir