06/06/2014

Resenha: As Sombras de Longbourn - Jo Baker

Título original: Longbourn
Gênero: Romance
Páginas: 454
Editora: Companhia das Letras
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
 O livro As Sombras de Longbourn, quinto romance da inglesa Jo Baker, nos narra os bastidores de Orgulho e Preconceito, aclamada obra de Jane Austen, sob o ponto de vista dos serviçais da família Bennett. Escrito de forma refinada e ao mesmo tempo, com um certo toque irônico, características essas que se assemelham bastante à Austen, a obra é um verdadeiro presente para os fãs de O&P, que podem revisitar sua história favorita de um ângulo diferente e não menos romântico.

Ainda nas primeiras horas do alvorecer, uma criada de mãos calejadas e rachadas se indaga como seria se as senhoritas da família Bennett lavassem suas próprias roupas e anáguas. Talvez elas tivessem mais cuidado ao passear pela lama e erguessem a barra de suas saias...

Sarah está com os Bennett desde que era uma criança e se tornara órfã. Sua condição social e sua jornada árdua de mais de dezoito horas de trabalho diárias não lhe permitem sonhar com muita coisa, apesar da jovem acalentar o desejo de conhecer o mundo. Quando um novo empregado chega na propriedade, uma perturbadora onda de questionamentos assola os seus pensamentos e lhe desperta antigas ambições. Sem que os pomposos moradores de Longbourn percebam, a presença do recém chegado lacaio acaba mexendo com lembranças distantes e rompendo o fino véu que separa empregados e patrões.

As Sombras de Longbourn se apropriou dos cenários, fatos e personagens de Orgulho e Preconceito para nos contar a história sob uma outra perspectiva. Nos livros de Jane Austen, o foco sempre foi a aristocracia e nesta obra de Jo Baker podemos acompanhar a vida e a rotina das pessoas mais simples e menos providas de seus romances, que sempre apareceram em seus enredos com o único objetivo de cumprir suas missões e nada mais. Como o próprio título sugere, eles surgiam como meras "sombras". Narrado em terceira pessoa, de forma um tanto elegante e com um embasamento histórico surpreendente, evidenciando o quanto a autora pesquisou e absorveu o tema, As Sombras de Longbourn nos traz uma trama rica, bem escrita e com um romance estupendo e arrebatador.

A história gira em torno de Sarah, a arrumadeira e lavadeira dos Bennett. Ela está com a família desde tenra idade, quando perdeu os pais e foi acolhida pela governanta da propriedade, Sra. Hill e seu esposo. Junto com eles, também vive Polly, uma garota órfã assim como Sarah. Ela, na verdade se chama Mary, mas como uma das filhas dos Bennett tem o mesmo nome, a criada acaba sendo chamada de Polly. Quando um novo lacaio chega para ajudá-los com as tarefas, James Smith, o andar de baixo se movimenta e antigas tensões vem à tona.

Percebe-se que Sarah nutre uma certa antipatia, uma espécie de preconceito contra James, e acredito que isso tenha sido feito de forma proposital, para fazer uma certa alusão ao dueto de Orgulho e Preconceito, Darcy e Elizabeth. A história dos dois não deixa nada a desejar para o casal de Jane Austen, ocorrendo de forma intensa e incrivelmente romântica. Também temos um segredo envolvendo a Sra. Hill, por sua vez, bem interessante e estratégico e conhecemos uma outra faceta do Sr. Bennett. Aqui ele se mostra bem duro e até mesmo inflexível com a esposa, postura essa pela qual podemos deduzir de onde vem a carência e as chantagens emocionais da Sra. Bennett. Ah, claro, não poderia deixar de falar de Wickham, que também dá o ar da graça no enredo, tentando seduzir e iludir criadas jovens e inocentes.

Em síntese, As Sombras de Longbourn é leitura obrigatória para os fãs de Orgulho e Preconceito. Além de termos o prazer de revisitar a obra de Jane Austen, somos agraciados com um romance incrivelmente lindo, assim como as costumeiras intrigas e emoções que regem sua trama. Vale ressaltar que os direitos do livro foram comprados e que em breve ele será adaptado para os cinemas. A capa é muito bonita e consegue nos transportar para o início do século XIX e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

11 comentários:

  1. Nossaaaaaaaaaaaa não faz isso comigo, ele tá carooooooo... que droga vou ter que adquirir. Linda a resenha como sempre Nessa. Já te falei quando crescer quero resenhar igual a você.

    ResponderExcluir
  2. Quero muito ler esse livro exatamente por ser fã (e amar) Orgulho e Preconceito. Além do mais, sua resenha me deixou suuuuuuuper empolgada.
    Beijos,K.
    Girl Spoiled
    http://girlspoiled.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu tinha visto a capa desse livro e achado muito bonita, mas não sabia do que se tratava. Achei o enredo bem legal, mas ainda não li Orgulho e Preconceito, por isso vou deixar para ler As Sombras de Longbourn quando ler o outro, haha.
    Gostei muito da resenha!
    Um beijo!
    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa!
    Agora eu quero, como faz? o.O
    Bjks!

    ResponderExcluir
  5. que interessante o enredo que o livro traz, as relações com a história de Austen!
    eu curti!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu gostei da proposta da autora , achei bem interessante a ideia de dar voz aos empregados da família Bennet e sem dúvida vou querer ler o livro, se surgir uma oportunidade.

    *bye*

    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, tudo bem?
    Que alegria você me deu agora. Acho que já falei várias vezes, risos... que Jane Austen é minha Diva!!!!!! E orgulho e preconceito e´um dos meus favoritos. Eu não conhecia esse livro, e já percebi que ultimamente, vários livros estão lendo lançados em torno da obra da Jane e todos estão sendo elogiados. è claro que já foi para a lidta e não vejo a hora de ver o filme.
    beijinhos.
    cila-leitora voraz
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    não sabia que o livro era assim. Me interessei ainda mais pela leitura :)

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Ótima resenha. Eu ainda não li tudo Orgulho e Preconceito, mas esse livro me chamou muita atenção. Espero poder ler.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing
    http://thisadorablething.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Quero muuuito ler! Como eu amo Orgulho e Preconceito, gosto de tudo que se relacione (como o livro Morte em Pemberley da P.D. James)!

    Beijos, Paola
    uma-leitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Como uma fã de Jane Austen e Orgulho e Preconceito, logo que soube desse livro marquei como desejado no skoob e espero a oportunidade de lê-lo. As resenhas positivas só fazem a minha ansiedade crescer mais, tomara que não demore muito!

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir