09/08/2014

Resenha: Cair das Trevas - Cate Tiernan

Título original: Darkness Falls
Gênero: Romance sobrenatural
Páginas: 252
Editora: Galera Record
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
Cair das Trevas, segundo volume da trilogia Amada Imortal, da americana Cate Tiernan, conseguiu manter os mesmos elementos do livro anterior, ou seja, personagens fortes e uma trama sobrenatural muito bem estruturada. Neste enredo, notamos mais ação, perigo e uma dose extra de magia, muito bem intercalada por sinal.

Depois de ter buscado abrigo em River's Edge, Nastasya acreditava que, em mais de 450 anos de vida, pudesse alcançar a tão almejada paz e se livrar de seu passado tortuoso. Sendo adepta de uma alimentação totalmente natureba, acordando cedo em uma cama não muito confortável e catando ovos de galinhas um tanto quanto ariscas, ela acreditava que poderia se libertar das mazelas de outrora, mas ela não está segura em lugar algum. Nem mesmo ao lado do viking gatíssimo Reyn, que ela não sabe dizer se se trata de sua ruína ou de seu grande amor...


As coisas parecem caminhar amenamente até que, no Ano Novo, logo após fazer um pedido bem ambicioso, a vida de Nastasya vai por água abaixo. Tudo que ela se propõe a fazer acaba não dando certo e tragédias começam a se espalhar por River's Edge. Desiludida e questionando, como sempre, a linhagem das trevas de sua família, ela julga que não conseguirá escapar de um futuro sombrio. E para piorar a situação, os ardentes beijos de Reyn lhe deixam ainda mais fora de órbita, fazendo com que ela não encontre uma escapatória para o que está vivendo...

Quando resolve fugir de tudo devido a pressão que vem enfrentando e segue seu próprio rumo, Nastasya acaba por se colocar em uma situação ainda mais complicada, perigosa e extremamente destruidora. Ela era feliz, muito feliz, mas não sabia...

Cair das Trevas manteve os mesmos elementos de outrora, ou seja, uma história original, criativa e muito bem desenvolvida. O sobrenatural foi ainda mais explorado na trama de Cate Tiernan e apreciei bastante conhecer um pouco mais sobre os feitiços e ritos que norteiam o enredo. O romance entre Nastasya e Reyn ganha ainda mais destaque, ao mesmo tempo que somos levados a uma verdadeira retrospectiva pela vida dessa imortal tão descolada (e desbocada) e conhecemos seus arrependimentos e desejos mais profundos. Narrado por Nastasya em primeira pessoa, de forma bem descontraída e clara, Cair das Trevas é um livro que conseguiu manter a adrenalina de seu volume antecessor, além de dar uma maior profundidade a alguns contextos da trama.

"Apenas algumas semanas atrás, tive um vislumbre de esperança rompendo a carapaça que cobre minha alma. Consegui contar as pessoas que estava fazendo certo. Vi progresso, de verdade. O que tinha acontecido? Tudo parecia arruinado: meu tempo todo em River's Edge, meus relacionamentos com todo mundo, minha magick, meu aprendizado... Eu tinha encarado tanta coisa: minha herança, meu passado, meu vazio. Encarei isso tudo, e para quê? Agora estava pior do que quando cheguei, visto que agora eu realmente entendia o quanto eu estava mal."

Nastasya continua sem papas na língua e com o seu humor ácido que tanto a destacou até aqui. Notamos que ela amadureceu bastante, apesar de não ter conseguido se desvencilhar de seus sentimentos de autopunição. Mesmo tendo sucumbido a suas intuições nada genuínas, não deixa de se mostrar uma personagem corajosa, justa e valente. Seu romance com Reyn ganha ainda mais impulso e intensidade, assim como as reflexões a respeito do mesmo.

"Esse era Reyn, me beijando, e tudo parecia novo e singular, apesar de meus quatro séculos e meio de beijos. Ele me apertou com mais força, as mãos nas minhas costas, e fiquei agradavelmente ciente de que não havia nada entre nós além das túnicas esquisitas e idiotas de bruxas, o que eu sabia desde o começo que era péssima ideia."

Reyn, por sua vez, não é de muitas palavras, mas demonstra o que sente através de suas atitudes. Ele se mostra bem protetor para com Nastasya e parece ter adquirido bastante sabedoria durante sua vivência em River's Edge. E claro, continua incrivelmente sexy e atraente, como sempre.

Resumindo, Cair das Trevas nos trouxe uma sequência exuberante para a trilogia de Cate Tiernan, além de focar bem no lado humano de seus personagens, intensificar seus sentimentos e expandir ainda mais o sobrenatural da história. A capa continua muito bonita e segue o mesmo padrão da anterior e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

Confira resenha do volume anterior da trilogia Amada Imortal:

►AMADA IMORTAL


11 comentários:

  1. Bom se tem dose extra de magia eu quero ver amo livros assim e como você escreveu um trecho do livro e você escreveu que ela manteve o mesmo elemento então quero lê, linda tem post novo "DESABAFO DE UMA BLOGUEIRA" poderia me visitar? magrafelizpensa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Eu não tenho muita curiosidade em ler essa trilogia, mas ela parece ter uma premissa interessante :)

    Beijos, www.rayramii.com

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não tenho muito interesse em ler essa trilogia mas a sua resenha positiva (que li por alto para não pegar spoilers caso eu leia futuramente) me animou um pouco.

    Beijo,
    Naty.

    ResponderExcluir
  4. eu não li o anterior então fica meio dificil! não sei porque, mas tenho a impressão de que é um daqueles livros que só lendo pra saber se vou curtir ou não!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Van!
    Eu terminei a leitura dessa trilogia e adorei! Mesmo com alguns pontos que não gostei no encerramento, eu recomendo a leitura \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  6. Ai menina! To de olho no primeiro livro faz tempo, namoro sinopse, capa, titulo e se me apresentarem o personagem principal masculino vou namorar ele também de tanta vontade que tenho de ler essa coleção! kkkkkkkkkkkkk
    Bjs, tem promoção no blog http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/07/promocao-de-aniversario-do-paradise_31.html
    se puder comentar nesse post ajudará muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/08/nosferatu.html
    Nay =D

    ResponderExcluir
  7. Parece bem legal, embora estou ne uma fase de dramas mais realista, tbm curto sobrenatural. Vamos ler e vê se é tão bom quando sua resenha.

    Bjos flor "D

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanessa,
    No momento não tenho muito interesse em ler essa trilogia, mas gostei de saber que ela continua evoluindo assim como seus personagens, por que não há nada mais chato que uma série / trilogia que se perde no segundo livro.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, nessa! Meu, parabéns pela resenha. No momento estou fugindo de trilogias como o diabo foge da cruz (tem noção de quantas séries incompletas, trilogias e coisas do gênero ainda preciso comprar?) mas gostei de conferir a sua opinião sobre esse volume. Não conhecia a história, mas pelo visto é realmente bem original. Uma boa pedida...

    Um beijo enorme,
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo a sua visita!

    ResponderExcluir
  10. Olá Nessa,

    As resenhas que leio dessa série são todas positivas e a sua não foi diferente, espero ler um dia...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Oi Nessa
    Estou louca para ler essa trilogia Amada Imortal, as capas deles são lindas. Parabéns pela resenha.

    Beijos,
    www.leitorasempre.com

    ResponderExcluir