06/08/2014

Resenha: Inferno - Meg Cabot

Título original: Underworld
Gênero: Romance sobrenatural
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Inferno, segundo volume da trilogia Abandono, de Meg Cabot, esbanja romance e adrenalina, na mesma proporção. A abordagem acerca da mitologia grega está mais densa e os perigos que norteiam Pierce ainda maiores, proporcionando todo um ar de perigo e mistério a trama.

Pierce não está morta - ao menos dessa vez - mas foi levada para um lugar sombrio e turvo situado entre o paraíso e o inferno, onde as almas dos mortos esperam por sua jornada final. E o responsável pela sua ida ao submundo não é nada mais, nada menos do que John Hayden, o senhor do Mundo Inferior.

Ele alega que a levou ao submundo para protegê-la das Fúrias, que estão no encalço da jovem com o intuito de se vingarem dele, mas parece que John tem suas próprias razões para mantê-la tão perto...

Por mais que esteja protegida e longe das Fúrias, Pierce sabe que sua família e seus amigos não compartilham da mesma sorte. E quando Alex, seu primo, corre um grave perigo de vida, ela fará de tudo para voltar a Terra e salvá-lo, mas não será fácil persuadir John a libertá-la...

"Heróis são pessoas que seguem em frente apesar do medo, porque sabem que têm trabalho a fazer..."

Inferno não só não caiu na maldição do segundo livro como também trouxe ainda mais aventura e suspense para o enredo. Neste volume tudo ganha mais intensidade como, por exemplo, os perigos enfrentados pelos protagonistas, a profundidade acerca do mito de Perséfone e Hades e o romance entre os personagens, que foi ainda mais elaborado. Narrado por Pierce em primeira pessoa, acompanhamos todo o desdobramento da história, intercalada por adrenalina e paixão.

Pierce continua ainda mais corajosa e destemida. Mesmo estando perdidamente apaixonada por John, ela não deixa de ser racional e leal para com sua família e seus amigos. Ela é cheia de atitude e mergulha de cabeça naquilo que quer e acredita. Os perigos são muitos e surgem de diversas formas, mas nem isto é capaz de obstruir seus objetivos. Seu romance com John ganha ares mais maduros e intensos e apreciei bastante os momentos entre os dois.

"Sua boca veio tomar a minha antes que eu pudesse terminar o que ia dizer. Ele me beijou com tanta paixão que senti que éramos apenas uma pessoa."

John continua encantador como outrora e ainda mais protetor. Conhecemos um pouco mais a respeito de sua história e de seu passado, o que acabou preenchendo algumas lacunas do enredo. Ele ama Pierce com todas as fibras de seu ser e por ela é capaz de tudo...

Em síntese, Inferno nos trouxe ainda mais surpresas e soube dar sequência a trama de uma forma toda especial. Meg Cabot incrementou ainda mais detalhes a história, o que só a tornou ainda mais rica, e claro, intensa. A capa é muito bonita, assim como a anterior, mas preferiria que o título do livro fosse Submundo ao invés de Inferno, o que acaba por condizer mais com o enredo. A diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho, revisão de qualidade e epígrafes de A Divina Comédia no começo de cada capítulo. Recomendo, com certeza!

Confira resenha do volume anterior da trilogia Abandono:

►ABANDONO

10 comentários:

  1. Amoo a Meg Cabot!!! Mas não sei se tenho saco para mais uma trilogia não, mesmo sendo mitólogica!

    Fui toda empolgada na onda dela em escrever sobre vampiros que me decepcionei e não sei o que fazer se não gostar e ela estragar a mitologia pra mim =X

    Mas assim que sair o 3 eu corro atrás do prejuízo ;)

    :*

    ResponderExcluir
  2. Oie Nessa =)

    Estou lendo tantas resenhas positivas dessa série que estou começando a ficar bastante curiosa para conhecer a história. Espero poder ler em breve.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  3. oi Nessa, tudo bem?
    eu gostei bastante da premissa, mas acredita que tenho medo de ler? já me dei muito mal com leituras da Meg e to meio traumatizada!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Olá Vanessa,

    Parabéns pela resenha, não li nada da autora, mas tenho vontade, mas esse não me chamou atenção...abraços.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que a autora soube como lidar com a história e construí-la de forma que surpreende o leitor, ao invés de se perder no enredo, como eu costumava ver em segundo volumes da maioria dos livros. Hoje em dia o segundo costuma ser o melhor da série, e ainda não sei definir bem se isso é bom ou não haha

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa!
    Ainda não peguei nem o primeiro livro para ler o.O Que vergonha!!
    Bjks!

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa,
    ohhhh estou bem curiosa para ler este livro.
    Os livros da Meg são poucos que caem na maldição neh??

    Bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Ainda não tive uma experienia com a Meg mas espero ter em breve, acho que não lerei essa trilogia e é chato ver que esse caiu na maldição do segundo livro :/.
    Beijos
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ou Guilherme. Na verdade, esse NÂO caiu na maldição do segundo livro, felizmente. Abraço!

      Excluir
  9. Olá Nessa, amo a escrita da Meg Cabot seja em sobrenatural ou romances históricos, ela tem todo o jeito de escrever que me agrada. Não li essa série ainda, nem a comecei mas pretendo. E amei saber que não cai na maldição do segundo livro.

    ResponderExcluir