04/12/2014

Resenha: Estranha Perfeição - Abbi Glines

Título original: Twisted perfection
Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 208
Editora: Arqueiro
Classificação: 4/5
Comprar: Submarino
O livro Estranha Perfeição, primeiro volume da série Rosemary Beach, da americana Abbi Glines, se passa no mesmo universo da trilogia Sem Limites e nos traz um romance repleto de cenas ardentes e sensuais. Achei a história de amor de Della e Woods instantânea demais e desaprovei muitas das atitudes do rapaz, o que fez com que minha leitura não fosse totalmente prazerosa.

Della Stoane não é uma garota como todas as outras. Ela possui traumas profundos arraigados em sua alma, que a atormentam dia e noite. Tentando fugir de seu passado sombrio e perverso, ela decide fazer uma longa viagem de carro, buscando assim autoconhecimento e um paliativo para as mazelas que a afligem. Porém, o seu automóvel fica sem combustível em Rosemary, uma pacata cidade litorânea no meio do nada.

Em meio a esse cenário, Della acaba por conhecer Woods Kerrington, um rapaz disposto a ajudar uma bela garota em apuros. O que ela não imagina é que Woods é o herdeiro do country club Kerrington e que está de casamento marcado com Angelina Greystone - uma união que proporcionará a fusão das empresas das duas famílias.

Uma noite casual parece ser a solução perfeita para Della e Woods. Além de desfrutarem de momentos tórridos e quentes, eles poderão fugir da pressão do dia-a-dia. Ela, do passado que a atormenta. Ele, do futuro que o espera.

Porém, o que parecia ser apenas uma noite divertida e descompromissada, acaba tomando outras proporções. O caminho dos dois se cruza novamente e eles precisarão aceitar suas diferenças, suas estranhezas, para alcançarem o cume da perfeição.

Estranha Perfeição é um spin-off de Sem Limites e como tal retrata não só o mesmo universo da trilogia como também traz alguns personagens da série. Confesso que me desapontei um pouco com este livro e vou explicar os motivos. Bom, primeiramente, eu tinha uma imagem do Woods totalmente diferente devido aos livros de Blayre e Rush e acabei me frustrando com esse personagem. Em boa parte da história, ele se mostrou alguém sem atitude, levado ao sabor do vento, ou melhor, das determinações de seu pai. Depois, não gostei do seu romance com Della. Primeiro, por ser mais instantâneo do que miojo e, em segundo, por ele ficar com as duas garotas ao mesmo tempo, tanto Della quanto sua noiva, que ele insiste em afirmar que não passa de alguém fútil e tola. Narrado em primeira pessoa por Della, de forma bem sucinta e fluída, Estranha Perfeição possui seus atrativos, mas acredito que poderia ter sido bem melhor.

"Nem todo mundo vê você da forma como você mesma se vê. Às vezes, nossas imperfeições são o que nos tornam especiais."

Della passou por muitos traumas durante sua infância e adolescência e isso acabou lhe afetando na vida adulta. Convivendo com pesadelos e terrores noturnos, tudo o que ela mais quer é recomeçar e aproveitar os prazeres que a vida tem para lhe proporcionar. Quando conhece Woods, logo se sente atraída pelo belo rapaz, mas sabe que não pode e nem deve se comprometer no momento, o que não impede que ela viva uma noite de sexo casual. Porém, o relacionamento dos dois acaba alcançando outros patamares, principalmente quando acontece o reencontro. Apesar de me compadecer com a personagem devido ao sofrimento que lhe foi imposto, a achei vulnerável demais, ao ponto de soar irritante. Por ser uma garota independente desde cedo, achei que faltou um pouco mais de maturidade nela. E outro fator que me incomodou foi ela aceitar o que o Woods tem a lhe oferecer de forma muito fácil. Até batia o pé, de início, mas depois era facilmente manipulada por ele.

Woods, como disse antes, me decepcionou. Nos dois primeiros volumes de Sem Limites, o achei tão charmoso e refinado, e aqui a sua imagem foi praticamente desconstruída. Onde já se viu um homem adulto, emancipado, se render as vontades da família se casando com alguém que não suporta devido a uma fusão profissional? E mais: alegar que não aguenta a noiva devido a sua falsidade e modo artificial, mas manter relacionamento sexual com ela sem achar isso um problema? Ok, talvez alguns digam: "Vanessa, ele é homem, normal", mas em um bom romance que se preze isso é imperdoável, ao menos pra mim.

Em suma, Estranha Perfeição é um bom livro, apesar de nos trazer um romance bem clichê. As cenas de paixão entre Della e Woods foram bem descritas, além de soarem um tanto quanto sensuais, mas não passam muito disso. Acredito que a autora poderia ter se aprofundado um pouco mais nos personagens e tornado o romance mais consistente e uniforme. A capa é bonita e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

11 comentários:

  1. tipo eu comecei a gostar da leitura desse livro no começo, mas depois fui odiando.
    o casal infelizmente não me convenceu.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda não li esse livro, mas cada resenha que leio fico confusa, pois acabei de ler em outro blog que Woods era um fofo e agora descubro que ele continua sendo um idiota. Tô perdida, vou ter que ler para tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Vanessa, amo a escrita da Abbi Glines! Amei a série Sem Limites e estou louca para dar início a essa! <3

    Beijos,
    Caroline, do criticandoporai.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. oi flor, eu me apaixonei pela capa, mas sabe quando ela é a unica coisa que te atrai? meio que desanimo dos livros da Abbi
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Vanessa, tenho tanta vontade de ler essa série, to torcendo para as minhas férias chegarem logo. Parabéns pela resenha.
    Bjs
    Amanda
    leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa! Eu sou suspeita em comentar sobre os livros da autora, pois adoro \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  7. Oiiiiii. Não li o livro ainda, mas pela sua resenha, não ia curtir muito a leitura não. Me irrito facilmente com personagens assim. Mas mais instantâneo que miojo foi demais. kkkkk. Ah, e eu também acho que em um bom romance, o homem não devia ter esse tipo de atitude. Beijoooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Eu gosto do estilo de escrita da Abbi, tinha expectativas bem altas com o livro de Woods Kerrington, sei que ele não é perfeito, mas é maravilhoso! Além da história ser muito boa, tem uma playlist maravilhosa e das músicas selecionadas, amo demais Someone Like Yoy da Adele e Just a kiss Lady de Antebellum. Agora é só esperar ansiosa pelo próximo volume.

    Abraços
    Lu do Blog: Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  9. Não sei se iria gostar muito do livro, porque não gosto muito de personagens assim e não consigo ler com muito entusiasmo livros com uma pegada hot. Mesmo assim, sua resenha ficou ótima.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de dezembro

    ResponderExcluir
  10. Adorei esse livro e o casal <3 Woods me conquistou RSRS
    BJS
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Nessa,

    Essa série faz muito sucesso, mas não faz meu estilo, parabéns pela resenha...abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir