21/02/2015

Resenha: O Perfume da Rosa - Haydee Victorette

Edição: 1
Ano: 2011
Gênero: Romance de época
Páginas: 248
Editora: Novo Século
Classificação: 5/5
Comprar: Livraria Cultura
O livro O Perfume da Rosa, primeiro volume da série Irmãs Stanford, da mato-grossense Haydee Victorette, nos traz uma história irresistível, envolvendo romance, mistério e assassinato. Escrito magistralmente e com diálogos impecavelmente refinados, a obra se destaca pelo seu teor e pelos personagens fortes e multifacetados.

A trama se inicia na Inglaterra do século XIX, mais precisamente em 1856, e nos conta a história das irmãs órfãs Elizabeth e Samantha, que acabam ficando sob a tutela da Duquesa de Beaufort, Ruth Anne Gilbert, uma mulher autoritária e de pulso firme.

Elizabeth é encarregada de ser apresentada para a sociedade por Arthur, o Duque de Devonshire, um jovem bastante libertino e excêntrico. Em meio aos inúmeros bailes que frequentam, eles acabam se deparando com uma terrível onda de assassinatos. Todas as mulheres que porventura se envolveram com o duque acabam sendo friamente assassinadas, tendo uma rosa deixada sobre seus corpos.

Em meio ao pânico causado por esse serial killer, eles acabam se envolvendo em um perigoso jogo de perseguição, que gera margem para a eclosão de um amor tempestuoso e ardente...

"Os segredos não podem ser guardados tão profundamente que nunca possam ser desenterrados... Às vezes, eles voltam para cobrar o seu preço."

O Perfume da Rosa se mostrou uma obra esplêndida e muito bem escrita. Com personagens fortes e temperamentais e uma trama de tirar o fôlego, o livro se destaca pela mistura exótica entre romance e suspense, trabalhando os dois temas com maestria e precisão. Narrado em terceira pessoa de forma bastante detalhada e refinada, o enredo se mostrou irresistível e apaixonante.

Elizabeth é uma moça forte e de fibra, além de ser uma irmã bastante zelosa e protetora para Samantha. Tanto ela quanto a caçula se mostram personagens bem determinadas e enérgicas, o que concedeu todo um charme para a trama. Seu romance com o duque foi muito bem trabalhado e foi surgindo de forma serena e suave, sem precipitações.

"O duque aproximou-se mais, interrompendo seus pensamentos. Parecia saber o que se passava em sua cabeça porque, de repente, a beijou, surpreendendo-a pela paixão e suavidade do toque. O calor a envolveu, labaredas que a acalentavam. E se permitiu esquecer. Esquecer tudo ao redor, concentrar-se apenas no tumulto de emoções que ele provocava."

Arthur é um moço bastante boêmio e que, ao menos por enquanto, não tem pretensão alguma de se casar. Ele possui diversos envolvimentos amorosos, onde busca única e exclusivamente desejo e prazer. Quando avista Elizabeth, logo se encanta por sua beleza e seu espírito espevitado. Em meio a seu deslumbramento pela moça, surge uma onda de assassinatos, do qual ele se torna o maior suspeito, já que todas as vítimas tiveram alguma espécie de envolvimento com ele. Tentando se desvencilhar das acusações e sobretudo proteger Elizabeth, que está na mira do assassino, eles acabam vivenciando um pânico crescente, não só pelos perigos que correm como também pelo amor irresistível que surge entre os dois.

"Arthur a encarou e balançou a cabeça, derrotado. Às vezes, Elizabeth se assemelhava a um anjo de porcelana, linda e delicada. Porém, naquele momento, os cabelos soltos, os braços cruzados e aquele olhar de determinação a faziam parecer uma deusa. Forte e poderosa. Capaz de fazer o exército de Bonaparte vacilar."

Em síntese, O Perfume da Rosa se mostrou um romance irresistível, com um pano de fundo deslumbrante e cenas de suspense e mistério muito bem arquitetadas. Os personagens encantam pelas suas personalidades fortes e sobretudo, por suas temperanças e determinações. A capa é incrivelmente bonita e condizente com o enredo e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

10 comentários:

  1. Oi Nessa!
    Opa! Opa! Anotando aqui o título! \o/
    Bjks!

    ResponderExcluir
  2. cara eu não curtia muito suspense pq ficava nervosa e agoniada e tentava descobrir tudo logo (sim ou impaciente haha), mas quando tem algo leve como um romance e coisas assim eu não piro tanto. pelo menos eu tento!
    geralmente meu objetivo é descobrir o mistério e ignorar as outras coisas haha.
    gostei muito da resenha vanessa ^^
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa!
    Gostei muito da resenha e da temática do livro. Adoro suspenses e esse me pareceu ainda mais interessante dada a época em que se passa.
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. este me parece ser um livro bem interessante, temática diferente e ao mesmo tempo atual, que seja um bom lançamento para o autor e mais uma vez você arrasou com uma resenha delicada, dedicada à obra e aos sentimentos que a história te fez sentir
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi, nessa! Tudo bem?
    Menina, gostei da resenha. É a primeira que leio do livro e corri para lê-la assim que dei uma olhada na capa, que é maravilhosa.
    Já li alguns romances de época e gostei do que encontrei. Esse parece ser ainda melhor, por conter suspense também.

    Um beijo!
    Doce Sabor dos Livros - Aguardo a sua visita!

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Quando eu vi que era um romance épico, na hora corri para a Saraiva e descubro que ele está esgotado!!!!! Nessa, romance épico é o meu favorito e sou fã de tramas policiais, então, esse livro é simplesmente perfeito!!!!! Como eu não o conhecia? E a capa está perfeita também. E esse relacionamento explosivo dos dois, uma trama bem trabalhada com personagens fortes bem desenvolvidos. Amei!!!!! Adorei sua resenha!!! Vou procurar para ver se encontro o livro em outros lugares.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa
    Como eu ainda não conhecia este livro? Eu adoro romances de época, e pelo que vi este livro é ótimo.
    Bela resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, que legal! Eu já tinha visto o livro, mas não tinha lido ainda nenhuma resenha dele, por isso, como eu tinha certo interesse nele, foi bom saber que a leitura é boa.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  9. Uma boa leitura, hein!!! Adoro essas histórias de serial killer.

    http://porredelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Olá Nessa,

    Não conhecia o livro e nem a autora, gostei muito da resenha e me interessei pela obra, boa dica....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir