22/03/2015

Resenha: Meu Inverno em Zerolândia - Paola Predicatori

Título original: Il Mio Inverno a Zerolandia
Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 184
Editora: Suma de Letras
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Meu Inverno em Zerolândia, primeiro romance da italiana Paola Predicatori, nos traz uma história singela e tocante sobre dois adolescentes supostamente rebeldes e com profundas mazelas na alma que acabam se unindo e desencadeando um belo laço de amor. A trama foi muito bem escrita e possui uma conotação até mesmo lírica e os personagens são bem heterogêneos entre si, tornando o enredo belo e comovente.

Alessandra tem apenas 17 anos quando sua mãe vem a falecer. Quando retorna ao colégio, tudo o que ela mais quer é se afastar de todos e se isolar em sua própria dor. Firme em sua decisão, ela decide mudar-se de mesa e se sentar junto com Gabriel, conhecido pela turma como Zero devido a sua introversão e isolamento. Querendo ser ignorada assim como o garoto, Alessandra acaba por descobrir que Zero é mais interessante do que ela poderia imaginar, além de possuir um talento nato para compor desenhos. Juntos, os dois se tornam Zero e Zeta, se tornando cúmplices um do outro.

O forte laço de amizade que os une acaba por atingir outras proporções e, aos poucos, eles se vêem vivenciando um belo e terno sentimento, capaz de mudar suas vidas para sempre. Alessandra sente profunda e amargamente a falta da mãe e está extremamente confusa quando o seu relacionamento com Zero começa a evoluir e, justamente quando mais precisa dele do seu lado, ele simplesmente desaparece...

Meu Inverno em Zerolândia é um livro intenso e que nos traz diversas reflexões a respeito da vida, como o verdadeiro valor dos sentimentos, o equilíbrio entre o bem e o mal e, acima de tudo, a essência de nossa existência. Acompanhamos através de Alessandra e Gabriel a dor da perda, o quão árdua pode ser a rotina escolar e os caminhos tortuosos e incertos que o amor pode tomar. Narrado em primeira pessoa por Alessandra, de forma pungente e levemente poética, adentramos o seu universo e acompanhamos toda a dor que lhe foi incutida com o falecimento da mãe, bem como as dificuldades de sua adolescência e a descoberta do primeiro amor.

"A praia, vazia, infinita. Já não é sequer um espaço, mas o plano inclinado do tempo onde a memória desliza."

Alessandra sofre demais com a ausência da mãe. É como se o chão lhe faltasse sob os pés e ela não visse mais nenhum motivo para continuar. Tendo a avó como único membro da família, ela sente um vazio profundo dentro de sua alma e resolve se isolar em sua própria dor, como se a mesma fosse uma espécie de redoma. Quando retorna ao colégio, decide se afastar de todos os colegas e permanecer neutra em prol a tudo, se juntando a nulidade da turma, ou seja, Zero. Ela imagina que do lado dele conseguirá toda a distância e isolamento de que precisa e acaba por descobrir que seu colega de classe é bem diferente do que ela poderia supor. Apesar de sua aparente indiferença, Zero possui uma profunda sensibilidade, além de fazer desenhos impecáveis e se mostrar um verdadeiro pilar de sustentação na vida de Alessandra.

"Não se pode decidir quando parar de amar alguém, nem por quem se apaixonar."

Zero, assim como Alessandra, também possui seus próprios espinhos na alma. Ele sofre bastante dentro de casa devido a violência do pai e se isola em seu próprio mundo em busca de uma válvula de escape para a terrível crueldade que enfrenta. Todos o julgam, mas ninguém sabe o que realmente se passa em seu interior ou ao menos procurou saber e talvez ajudá-lo. Ao mesmo tempo em que ajuda Alessandra, ele acaba por ajudar a si próprio a lidar com as mazelas e adversidades da vida.

"Em Zerolândia, agora, tudo desaparece pouco a pouco, coberto pela neve branquinha que não para nunca de cair. Zerolândia não tem estações, não tem primaveras, mas só um inverno longo e silencioso que agora acabou. A passagem está fechada, os duendes e as fadas foram embora, a magia desapareceu, o tempo expirou, e nós nunca existimos."

Em síntese, Meu Inverno em Zerolândia nos mostra dois jovens que encontram forças um no outro para vencer as tormentas da vida e são agraciados por um belíssimo romance entre si. Além da terna e sutil história de amor que nasce entre seus protagonistas, acompanhamos também várias reflexões acerca da vida, de um forma pueril e levemente poética. A capa é muito bonita e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

10 comentários:

  1. Oi Nessa!
    Estou com esse livro aqui e ainda não peguei para ler o.O
    Vou adiantar algumas das minhas leituras para poder conferir.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  2. acho a proposta inusitada e portanto me deixa curiosa! espero me surpreender com uma boa trama!
    Quando der, de uma passada no blog, adorarei sua visitinha!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa,
    A trama desse livro já havia chamado a minha atenção e após ler sua resenha , a minha curiosidade sobre ela só aumentou. Espero poder lê-lo em breve.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Heey Nessa!

    Estou muito, de verdade, interessado nesse livro. Já adicionei a minha lista de desejados e pretendo solicitá-lo a editora mês que vem. Beijo!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nessa!
    Carecemos de mais livros como esse para que possamos discutir sobre as dores humanas e como nos recuperarmos dela. E mais, não julgar as pessoas sem saber exatamente o que acontece com elas.
    Gostaria demais de poder ler esse livro.
    Vim agradecer a visita feita ao blog e visitar seu cantinho lindo, obrigada!!
    Desejo uma semaninha carregada de luz, paz e amor!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Nessa tudo bem?

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas fiquei muito curioso com a história, achei bem interessado e com certeza vai para a minha lista, parabéns pela resenha, ótima dica....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa
    Não conhecia o livro, mas parece ser uma história linda. Fiquei com vontade de ler.
    Adorei essa capa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Conheço o livro tem um tempo já. A capa é linda, e pela sua resenha o conteúdo também é!
    Vou adicioná-lo aos desejados no Skoob :3! Abraço.
    http://meumundoempaginasfz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Nessa, nunca tinha lido nenhuma resenha sobre o livro e foi muito bom ler sua resenha e ver que o livro parece muito bom! E gostei muito da capa também.

    Beijos
    Bibliotecando com a Cris

    ResponderExcluir
  10. Estou super curiosa em ler esse livro, tanto o título quanto a capa me atraem, sua resenha me deixou mais instigada, obrigada por compartilhar Nessa, bjus

    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir