26/04/2015

Resenha: Comer, Rezar, Amar - Elizabeth Gilbert

Título original: Eat, pray, love
Gênero: Biografia
Páginas: 344
Editora: Objetiva
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Comer, Rezar, Amar - que já teve mais de 4 milhões de exemplares vendidos -, da jornalista americana Elizabeth Gilbert, nos mostra a sua jornada de auto-descoberta em busca da felicidade e regozijo da alma. A autora percorreu três países distintos - Itália, Índia e Indonésia - e absorveu um pouco da cultura e sabedoria destes locais para aprimorar o seu eu pessoal, passando por experiências tanto exóticas quanto sublimes. A obra possui um teor bem feminino e me identifiquei bastante com várias passagens da história de Liz Gilbert, bem como me encantei com sua narrativa descritiva e envolvente.

Amargando a dor de um divórcio turbulento, Liz Gilbert se livrou de tudo aquilo que a prendia - inclusive do próprio emprego -, e partiu rumo à uma viagem de um ano pelo mundo, em sua própria e única companhia. Seu objetivo era visitar três lugares dos quais ela pudesse examinar aspectos de sua natureza.

Na Itália, ela exercitou a arte do prazer, aprendeu a falar italiano e engordou os 11 quilos mais felizes de sua vida. Na Índia, ela entrou em contato com sua espiritualidade e teve a ajuda de um guru nativo e de um caubói texano para isso. Nos quatro meses em que permaneceu lá, Liz passou por uma verdadeira jornada espiritual, agregando valores para seu cotidiano e enxugando aquilo que era desnecessário. Já em Bali, na Indonésia, ela estudou a arte do equilíbrio, sobretudo a linha tênue que separa o prazer mundano da ascendência divina. Ela também se tornou discípula de um velho xamã, o que lhe proporcionou muito conhecimento e sabedoria e reencontrou um dos mais belos sentimentos do universo - o amor - nos braços de um brasileiro, Felipe.

"A busca da Verdade não é para qualquer um, nem mesmo durante esta nossa época em que tudo é para todo mundo."

Comer, Rezar, Amar nos mostra o que acontece quando assumimos as próprias rédeas de nossa vida e nos propomos a buscar a verdadeira felicidade. Revela também o prazer imensurável de nos aceitarmos da maneira que somos - com todas as nossas qualidades e defeitos - e de vivermos da forma que desejarmos, sem as imposições e estereótipos definidos pela sociedade. Me identifiquei com várias das situações vividas pela autora, sobretudo com o seu período "pré-viagem" e confesso que suas palavras bem como suas escolhas foram bastante edificantes pra mim. Narrado em primeira pessoa por Liz, de forma bem detalhista e centrada, o livro me surpreendeu positivamente, ainda mais por não ser o tipo de gênero literário que habitualmente costumo ler.

Liz é uma mulher como todas as outras, cheia de indagações e reflexões sobre a vida. Seu divórcio a despedaçou de todas as formas possíveis e ao mesmo tempo lhe proporcionou a iniciativa de fazer algo novo, ou seja, embarcar rumo à uma viagem de autoconhecimento. Ela toma tanto decisões acertadas quanto erradas, revelando bastante a sua faceta humana e imperfeita e acredito que esse tenha sido um dos maiores trunfos do livro. A jornada pela sua espiritualidade foi ricamente detalhada e ao mesmo tempo conseguiu manter um padrão bem universal, livre de qualquer sectarismo ou dogma religioso. A parte em que ela reencontra o amor novamente foi sensacional, além de ser descrita de um modo bem natural e inesperado, o que concedeu uma magia incrivelmente bela ao enredo.

"Perder o equilíbrio às vezes por amor faz parte de uma vida equilibrada."

Resumidamente, Comer, Rezar, Amar é um livro inteligente, além de te fazer refletir a respeito de questões coerentes à vida e da própria humanidade em si. A escrita de Elizabeth Gilbert é bem abrangente e não possui aqueles termos técnicos e educacionais de outras obras de não-ficção, te impondo a fazer isso ou aquilo para ser feliz. Muito pelo contrário, as reflexões surgem a partir dos relatos de Liz e das reações advindas de suas próprias ações. Em 2010, foi feita uma adaptação cinematográfica do livro, com os atores Julia Roberts e Javier Bardem nos papéis principais e que, tal como a obra escrita, encantou multidões e conseguiu preconizar todas as lições de vida, amor e espiritualidade presentes na trama. A capa é simples e o título foi confeccionado com os elementos chaves da história e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

Confira o trailer do filme de Comer, Rezar, Amar:



20 comentários:

  1. Oi Vanessa
    Eu já vi o filme, mas ainda não li o livro. Gostei bastante da sua resenha e vou colocar esse livro na minha listinha de compras futuras :)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa,
    Eu tenho esse livro mas nunca li. Eu consegui ele por troca no Skoob e a pessoa que eu troquei comentou que era um livro cansativo, acho que isso me desanimou ler ele. Mesmo assim eu peguei na troca por causa do filme que simplesmente adoro. Agora que li sua resenha quem sabe eu animo e leio ele.

    Bjos

    ResponderExcluir
  3. o legal dessa história, para mim, é o poder de nos reinventarmos, de irmos em busca de sonhos e ambições
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ahhh, esse livro é muito bom. A história de vida e superação dessa mulher me deu ânimo. Ainda não vi o filme, mas espero ver em breve!

    http://exploradoradelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Esse livro é sempre muito bem comentado e me causa curiosidade, sem falar que estou só esperando ler o livro pra poder ver o filme.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa =)

    Não assisti a esse filme ainda acredita?
    O livro é bem comentado, mas confesso que ainda não senti aquela pontinha de curiosidade de ler ele.
    Ótima resenha =)

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa
    Sua resenha até me animou para ler. Uma vez tentei assistir ao filme e não curti e acabei nao lendo o livro.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Depois de assistir o filme fiquei com bastante vontade de ler o livro, principalmente porque vejo muitos comentário positivos como a sua resenha. No entanto, ao iniciar a leitura não consegui avançar. Acho que tem alguma coisa relacionada a forma de narração.

    Beijos
    Espero sua visita =)
    numrelicario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Já vio filme mas nunca li o livro, tenho vontade de ler algo da autora mas não sei quando lerei :/.
    Adorei a resenha!
    Abraço
    Leitura Fora de Série

    ResponderExcluir
  10. Oie, tudo bom?
    Ao contrário do que aconteceu com você, esse livro não funcionou para mim. Fiz a leitura há alguns anos e acabei abandonando o livro nas últimas páginas. A narrativa da autora não funcionou para mim e foi extremamente cansativa. Enfim...não sei se agradaria em uma releitura, mas definitivamente não me agradou naquela época.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

  11. Oi, Nessa, tudo bem?
    Não li o livro, mais vi o filme até que achei legal. Sua resenha ficou ótima, super clara, expôs sua opinião de forma muito boa!

    Beijos,Lu Blog:
    Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  12. Oi Nessa!
    Acredita que nunca senti vontade de ler esse livro? kkk

    bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  13. Olá Nessa,

    Tenho muita curiosidade em relação a esse livro e essa é a primeira resenha que leio dele, gostei do que li, parabéns pela resenha...bjs.



    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Oi,
    Confesso que apesar da resenha e do sucesso que ele fez no mundo, não é o tipo de livro que me atrai.
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nessa =D

    Eu assisti ao filme há algum tempo atrás, e gostei muito. Até cheguei a me emocionar assistindo! Mas nunca li o livro =/ Sempre tive curiosidade de ler, e sempre pensei em comprar, mas acabava passando outras "prioridades" na frente e deixava ele para trás kkk.
    Adorei sua resenha, adoro livros que nos fazem refletir, e tenho certeza que este livro traz muitas questões interessantes. Quando puder quero ler, com certeza!

    Ótima resenha!

    Beijos,
    Livy
    nomundodoslivros.com

    ResponderExcluir
  16. Esse livro sempre me passou uma impressão estranha, portanto nunca me provocou muita curiosidade. Ainda assim, gostei da sua resenha, principalmente da parte em que há reflexões, às vezes podemos encontrar a si mesmos numa leitura assim. Perceber o que está faltando, a atitude que devemos tomar pra levantar um pouco nossa vida. Até que é interessante mesmo :)

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br
    Tem resenha nova no blog de "Billy e eu", vem conferir!

    ResponderExcluir
  17. Sempre leio elogios desse livro e acredita que nem o filme vi ainda?
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Olá.
    Um livro tão falado, e sempre bem avaliado, mas o enredo não desperta meu interesse.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  19. Já vi muitos elogios sobre o livro, mas ainda não li. Não é bem o tipo de livro que costumo ler, mas quem sabe um dia...Sua resenha esta ótima.
    Adorei o blog, seguindo aqui. Beijos e sucesso!

    http://tendenciateenoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  20. Olá, Nessa.
    De verdade, não esperava que esse livro fosse bom. Sua resenha me surpreendeu e eu fiquei bem interessado pela obra. Com certeza vou querer ler.

    Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de abril. Você escolhe o livro que quer ganhar!

    ResponderExcluir