05/04/2015

Resenha: Uma Loja em Paris - Màxim Huerta

Título original: Una tienda en parís
Gênero: Romance
Páginas: 256
Editora: Essência
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Uma Loja em Paris, do jornalista espanhol Màxim Huerta, nos traz um romance intenso e marcante em meio a Paris e as suas exuberâncias da década de 20. Com uma escrita dotada de sensibilidade e passagens impecavelmente detalhadas - nos transportando quase que em um passe de mágica para a Cidade Luz -, o autor utiliza de vários feitos históricos para compor sua trama, além de nos deslumbrar com personagens fortes e comoventes.

Num dia como outro qualquer, quando andava tranquilamente pelas ruas de Madri, Teresa, uma órfã rica que vive sob o rígido controle de sua tia Brígida, se depara com um belo antiquário e se sente extremamente atraída por uma antiga tabuleta presente na clássica loja parisiense de tecidos.

Após fixar a tabuleta no escritório de seu apartamento, a jovem acaba sendo atormentada por uma série de percepções e sensações que, ao que tudo indica, estão relacionadas a dona da tal loja, Alice Humbert, que viveu na Paris dos anos 20.

Quem terá sido Alice e, sobretudo, a sua real história, se tornam uma verdadeira incógnita para Teresa. Em busca de respostas para aquilo que lhe intriga, ela não perde tempo e resolve ir para a mágica e romântica Paris, onde sanará todas as suas dúvidas.

Uma Loja em Paris baseia-se na década de 20 parisiense, conhecida pelo codinome de "anos loucos" e nos traz em seu enredo figuras ilustres, tal como Hemingway, Modigliani e Coco Chanel, envoltos em uma história de amor esplendorosa e marcada de percalços. Entrelaçando em seu enredo tanto as tramas de Teresa quanto a de Alice, o autor compôs uma obra dotada de sensibilidade e magia, nos retratando a boêmia e o glamour de Paris e a trajetória de uma garota órfã subjugada pela tia rica e insensível. Narrado em primeira pessoa, alternando passado e presente sob os pontos de vista de Teresa e Alice, Uma Loja em Paris é um livro emocionante e tocante, perfeito para os fãs de um bom romance.

"Na vida, o que às vezes parece um fim é, na verdade, um novo começo."

Teresa é uma jovem que se tornou órfã muito cedo e acabou ficando sob a tutela rígida de Brígida, irmã gêmea de sua mãe. Sua tia sempre foi implacável, tanto com as palavras quanto com o modo de agir, tratando a sobrinha com uma severidade descomunal. Quando adquire a tabuleta no velho antiquário e passar a ter visões e percepções com o objeto, ela não hesita em ir para Paris, encontrando assim, um certo sentido para sua vida. Suas descobertas são intrigantes e avassaladoras e, de certa forma, acabam lhe propiciando uma nova e atenuada visão sobre a sua trajetória até aqui.

Conhecemos Alice Humbert ainda na flor da idade - uma jovem pura e inocente devastada pela perda iminente do pai e pelas consequências frias da guerra. Buscando auxiliar sua mãe com a renda do lar, ela resolve emprestar seu corpo e sua beleza para os pintores de Paris, logo se tornando uma figura em ascensão. Alice se torna não só uma sublime imagem da beleza como também um verdadeiro símbolo do liberalismo feminino, visto que posa nua para aqueles que a retratam e em poses bem naturais. O que mais me encantou em Alice foi a sua coragem e a sua humanidade, tão bem retratadas no enredo. Ela comete inúmeros erros e acaba por carregar a sua cota de culpa advinda deles, mostrando seus sentimentos e o seu realismo perante a vida.

Em síntese, Uma Loja em Paris não é só apenas um apanhado da década de 20 parisiense - com toda a sua boêmia e suas musas libertárias a andarem por Montparnasse e Mortmartre -, mas sim uma obra memorável, que une intrinsecamente a vida de duas mulheres de épocas tão distintas em prol do amor e de suas liberdades de escolha. O enredo foi tecido com maestria e com uma sensibilidade surpreendente, concedendo uma magia exuberante ao livro de Màxim Huerta. Os fatos históricos incrustados na trama, bem como os locais onde se se originam o pano de fundo da história foram bem detalhados pelo autor, de uma forma especial e contundente. A capa é muito bonita e nos revela um dos cernes mais importantes do enredo e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

9 comentários:

  1. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Feliz Páscoa!!!!!!
    Pela sensibilidade das suas palavras eu consegui perceber o quanto esse livro deve ser tocante. Gosto quando os autores fazem um personagem crescer, se descobrir a partir de outro. Deve ser muito bonito Teresa que é rica, descobrir como é a vida de uma pessoa que não tinha dinheiro, Alice acertou com o que fez? Como você disse ela errou. Mas tomara que um pouquinho dessa coragem dela para para Teresa para que essa se liberte da Tia e encontre um grande amor para ser feliz. Adorei, vou coloca na minha lista.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    menina eu amooooo Paris, então já me chama atenção só para isso.
    Gostei bastante do enredo do livro, mas confesso que não conhecia.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Ameeei a capa e o enredo me conquistou! Até porque eu amo Paris *----*
    Adoraria ler esse livro!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa
    Não conhecia o livro, mas gostei muito do contexto, fiquei bem interessada. Essa capa é linda mesmo.
    Beijs

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa!

    Não conhecia esse livro, mas adorei sua resenha. Gosto muito de livros que se passam em Paris e também adoro os anos 20, pois aí surgiram tantos escritores e artistas. Paris era a cidade da arte e literatura. Gostei muito do enredo e vou prestar atenção se ver o livro por aí.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa =)

    Eu fiquei bem curiosa com esse livro desde que vi ele no lançamento.
    Sua resenha me deixou com mais vontade ainda de conhecer a história.

    Ótima resenha!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
  7. eu sinceramente não leria por agora, mas quem sabe em um futuro próximo me renda?

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa!
    Eu fiquei curiosa com esse lançamento, mas estava com medo de que não fosse bom...
    Mas já vou voltar o livro para list akkk
    Bjks!

    ResponderExcluir
  9. Olá Nessa,

    Essa é a primeira resenha que leio do livro, achei interessante, ótima dica...bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir