09/08/2015

Resenha: Eny e o Grande Bordel Brasileiro - Lucius de Mello

Edição: 1
Ano: 2015
Gênero: Biografia
Páginas: 408
Editora: Planeta
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Eny e o Grande Bordel Brasileiro, do escritor e jornalista Lucius de Mello, nos conta a história verídica de Eny Cezarino, uma das maiores cortesãs brasileiras. A obra narra desde a infância até os dias finais de Eny, traçando sua trajetória de forma rica e detalhada, em um misto de romance e drama, o que tornou o enredo intrigante e incrivelmente interessante. Mais do que um relato sobre uma das maiores cafetinas do Brasil, a trama nos mostra eventos históricos e políticos que ocorreram na virada dos séculos XIX e XX e acontecimentos que marcaram toda uma época.

A história se inicia na Itália, mais precisamente nos vinhedos de Salerno e percorre a cidade de Bauru, no interior de São Paulo, onde Eny fez sua fama e carreira. Contrariando o desejo de seus pais - que sonhavam vê-la casada com um coronel e se tornando uma fina dama da sociedade - Eny se tornou a proprietária de um dos mais famosos bordéis do Brasil, visitado por ilustres personalidades e que teve o seu auge entre as décadas de 60 e 70.

Baseando-se em relatos, entrevistas e reportagens de jornais e revistas. Lucius de Mello nos traz uma biografia romanceada e repleta de detalhes sobre uma cafetina que marcou toda uma geração e a sua famosa "Casa da Eny", palco de belas garotas e frequentado por artistas, empresários, políticos, religiosos, dentre outras personalidades.

Conhecemos, logo de início, a história da avó de Eny, Rosa Maria, uma mulher bem religiosa e que passou por boas e poucas, tanto no Brasil quanto na Itália. Logo após, vislumbramos a infância e a juventude de Eny, auxiliando os seus pais com a entrega de marmitas. Nota-se que a jovem sempre foi bem desinibida e ambiciosa e que nunca gostou de se contentar com pouco, fato este que acabou lhe transformando em uma prostituta. Mesmo tendo os seus ganhos rigidamente monitorados pelo cafetão, Eny guardava as parcas economias em caixas de sabonetes e sonhava com o dia em que teria o seu próprio casarão.

Eny e o Grande Bordel Brasileiro foi um livro que mesmo não fazendo o meu estilo literário, me deixou bastante interessada desde o seu lançamento. O que levaria uma garota de classe média e de boa estrutura familiar a se transformar em prostituta e tornar-se uma das maiores cortesãs do Brasil? Foi justamente em busca desta resposta que me arrisquei a sair da minha "zona de conforto literária" e embarcar nesta leitura intrigante e intrincada que, felizmente, supriu todas as minhas expectativas. Narrado em terceira pessoa, de forma detalhada e por vezes, bem despojada, a obra de Lucius de Mello se mostrou um relato verídico não só sobre a prostituição em si, como também ao que concerne a política e a fatos históricos do Brasil.

A ambição de Eny é uma de suas características mais acentuadas e que fizeram parte de sua vida desde jovem. Ela não se sentia feliz ajudando os pais na entrega de marmitas e, quando resolveu ir trabalhar como operária em uma fábrica de chocolates, continuou bastante insatisfeita. Eny queria uma vida glamourosa, regada a luxo e mordomia. Dona de uma beleza exuberante, sempre chamou a atenção do sexo oposto devido aos seus atributos físicos e resolveu usar isso ao seu favor. Sempre se relacionou com os bons partidos do bairro onde morava e, em uma bela noite, recebeu uma proposta que de imediato lhe agradou. Eny, então, resolveu fugir de casa e embarcar no mundo da prostituição, que pareceu lhe proporcionar tudo aquilo que queria, ou seja, a cobiça dos homens e "dinheiro fácil". Após algum tempo, a jovem acabou por nutrir o desejo de ser dona do seu próprio bordel e acabou investindo piamente nisso. A "Casa da Eny", na interiorana cidade paulista de Bauru, lhe rendeu fama e fortuna, além de ter em seu núcleo mulheres belíssimas e peculiares, conhecidas por seus "corpos violão" e de ser frequentada por inúmeras celebridades, dentre elas, o poeta Vinícius de Moraes e o ex-Presidente da República, Getúlio Vargas, dentre outras personalidades de peso. Desprezada por muitos devido a profissão que exercia, Eny foi uma mulher que ajudou bastante sua família e que realizou várias obras de caridade, sempre prezando o anonimato em suas doações. Apesar de sua vida de sexo pago, a cafetina era um tanto romântica - tendo a sua história de amor ao lado de Maurício -  e sempre foi amante de rosas vermelhas, que recebia aos milhares dos amigos e aliados.

Em síntese, Eny e o Grande Bordel Brasileiro nos traz não só o relato a respeito da prostituição e de uma das cafetinas mais populares da história brasileira, como também nos revela os tratados culturais e políticos entre as décadas de 50 até 80 do Brasil, com uma riqueza minuciosa de detalhes. A vida de alcova retratada na obra de Lucius de Mello nos mostra não só a história de Eny como também de suas meninas, ilustrada com fotos, bilhetes e relatos concisos sobre a trajetória delas. A capa do livro é muito bonita e retrata bem a essência da obra e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

5 comentários:

  1. oi flor, apesar de não ser uma leitura que me chamaria a atenção de inicio a resenha o mostrou como sendo uma ótima oportunidade de arriscar-se à um novo tema e ainda ficar por dentro de uma história real
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    não conhecia o livro, amei a capa, mas acho que não é muito meu estilo de leitura

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá Nessa,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, gostei e fiquei bem curioso, dica anotada...parabéns pela resenha....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nessa!
    Ainda não conhecia esse livro. Mas o enredo é intrigante.
    Fiquei curiosa. Vou adicionar á minha lista de desejados.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage
    Esse é o mês de aniversário do blog! Participe da Promoção e do Top Comentarista

    ResponderExcluir
  5. Que resenha maravilhosa, super completa! Não sabia que esse livro tinha uma história real, mesmo não fazendo meu gênero me deixou interessada

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2015/08/tag-frases-de-mae.html
    Tem tag nova no blog, vem conferir!

    ResponderExcluir