17/08/2015

Resenha: Uma História de Amor e TOC - Corey Ann Haydu

Título original: OCD love story
Gênero: Romance/Young Adult
Páginas: 320
Editora: Galera Record
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
O livro Uma História de Amor e TOC, romance de estreia da americana Corey Ann Haydu, nos retrata a história de dois adolescentes que sentem uma forte atração entre si, mas que precisam vencer seus traumas e sua doença para ficarem juntos. Abordando o TOC (Transtorno Obsessivo Compulsivo), a autora foi muito feliz em compor sua trama e expor uma temática até então pouco explorada, nos revelando com uma minúcia de detalhes como essa síndrome se desenvolve e quais são os seus principais sintomas. Quem espera um pouco mais de romance do livro talvez fique desapontado, visto que o enredo não se baseia propriamente no amor e sim no transtorno em si.

Bea foi diagnosticada com TOC, o chamado Transtorno Obsessivo Compulsivo e, devido a essa síndrome, acaba por desenvolver manias um tanto graves no que concerne a garotos. Ela jura que está melhorando e que consegue manter tudo sob controle até se apaixonar por Beck, um menino que, assim como ela, também sofre de TOC.

Enquanto Beck lava as mãos mais de oito vezes seguidas após beijá-la, Bea passa o intervalo dos encontros perseguindo outros caras. Mesmo com os seus problemas, eles sabem que são a única esperança um do outro. Existem tantos casais complicados ao redor do mundo, então, porque não daria certo o relacionamento entre um casal obsessivo-compulsivo?

"Podemos ser loucos, mas existe uma lógica por trás até mesmo das coisas mais loucas que fazemos."

Uma História de Amor e TOC nos traz uma abordagem clara e sucinta a respeito do Transtorno Obsessivo Compulsivo e o quanto esta síndrome pode acarretar diversos danos para a vida de quem a sofre. Confesso que não fazia ideia da gravidade desta doença e o quanto a tal obsessão por algo pode prejudicar uma pessoa, bem como as pessoas ao seu redor. Conhecer Bea e Beck foi uma experiência enriquecedora e saliento que aprendi muito com esses personagens, principalmente a ter esperança e a se arriscar sem medo de ser feliz, independente das barreiras que nos sejam impostas. Narrado em primeira pessoa por Bea, de uma forma pungente e por vezes, até mesmo dilacerante, o livro se mostrou bastante instrutivo e nos faz vibrar com o progresso e coragem de seus protagonistas.

Após terminar o namoro, Bea acabou desenvolvendo diversos temores e foi diagnosticada com a síndrome do TOC. Mesmo não sendo perigosa, a jovem nutre uma perseguição implacável pelos garotos que lhe interessam, vigiando seus passos, seus lares e os demais detalhes de sua vida. Por mais que ela soe como uma psicopata, Bea é totalmente inofensível, mas seu comportamento obsessivo assusta e afugenta todos ao seu redor, colocando-a até mesmo na mira da polícia. A relação que ela tem com os objetos de sua obsessão, por assim dizer, é de proteção, zelo. Ela os vigia para verificar se eles estão realmente bem, se nada de mal irá lhes acontecer e só consegue relaxar quando presencia que tudo está em calma e perfeita harmonia. Acompanhar suas emoções, seus sentimentos e sobretudo o seu transtorno se mostrou uma experiência visceral. A agonia da protagonista é quase que palpável e por mais que suas atitudes sejam desconexas, não deixam de ser compreensíveis pelo prisma de seu quadro atual.

O transtorno de Beck é mais físico do que propriamente mental. Sua compulsividade em lavar as mãos quantas vezes forem necessárias, bem como de malhar na academia incansavelmente são bem retratadas no livro. Assim como Bea, ele sofre por traumas de seu passado, que mesmo não estando especificamente relacionados a sua conduta, lhe despertaram tais picos de obsessão. Acompanhar o encontro dos dois, suas contrariedades e, acima de tudo, o desejo que eles possuem de se curar e como se apoiam um no outro em busca de compreensão e cumplicidade é algo muito bonito, além de atuar como uma espécie de válvula propulsora no enredo.

Em síntese, Uma História de Amor e TOC é um livro profundo, bem escrito e com relatos quase que palpáveis, nos apresentando uma abordagem clara e sucinta sobre o transtorno obsessivo compulsivo. Além de explorar bem a temática de tal síndrome, a história de Bea e Beck nos inspira a lutar e tem um efeito bastante salutar sobre o leitor. devido ao seu grau de esperança e positividade. A capa é bem descolada e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

15 comentários:

  1. Oi Nessa, sua linda, tudo bem
    Seu texto está super bem escrito. Nunca li nada específico sobre o assunto, tenho conhecimento do sensu comum, já vi um filme que retratou um pouco também. Mas pelo visto, essa leitura vai aprofundar meu conhecimentos. E nada melhor do que falar sobre algo com um exemplo de vida. Sabe, o que mais chamou minha atenção e me ganhou na sua resenha, foi quando você falou que existem tantos casais complicados, então, porque o deles não poderia dar certo. É a mais pura verdade!! Adorei a resenha!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Vanessa,

    Livro bem interessante e sua resenha deu muita vontade de comprar o livro para conhecer a história por completo. O que mais chamou minha atenção foi em abordar sobre o Toc. até o momento eu li um livro que fala sobre esse assunto e gostaria de ler mais algum livro com o tema. Anotei a dica.

    Bjão Flor.

    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Eu ameeeeeeeeei esse enredo, muito interessante! Adoraria ler esse livro! <3
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. tenho lido muitas resenhas deste livro e confesso que inicialmente tinha uma outra visão dele que de cara me fez repudiá-lo... só que agora eu quero muito lê-lo, não só pelos seus elogios, mas também porque percebi que a trama tem um poder de evolução e conquista muito forte!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa =)

    Li resenhas bem divergentes desse livro. Uns amam e outros odeiam e como a premissa não tinha me chamando muito a atenção ainda não tive oportunidade de ler, para tirar minhas próprias conclusões rs...
    Espero não me decepcionar ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  6. Oi Vanessa,
    Já tinha ouvido falar desse livro, mas ainda não conhecia sua trama, achei a proposta interessante e fiquei curiosa para conhecer o casal protagonista e suas histórias.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa!
    Eu gostei bastante desse livro, é muito bom \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá Nessa,

    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, a premissa é muito boa e quero ler com certeza....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oii Nessa

    Sou muito curiosa à respeito desse livro, acho ese tema do TOC super interessante e a história de Bea é a que mais de chama a atenção. Já vi resenhas dizendo que o livro é cansativo e acabei desencorajando de ler até agora, mas acho que vou dar uma chance, já que acho o tema interessante demais pra deixar passar.

    Beijokas

    Alice

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  10. Oi, amiga!
    Eu não curti tanto este livro. Por incrível que pareça achei a leitura maçante e nada convincente. As personagens, mesmo apresentando dramas palpáveis, soaram-me superficiais.
    Mas fico feliz que tenha gostado. Isso é importante.
    Parabéns pela resenha!
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi,
    Também curti muito esse livro, a única coisa que me deixou chateada é que a capa apesar de fofa engana mt rsrs
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
  12. Bem interessante um livro que aborda essa doença.
    Já está na minha lista de desejos.
    Ótima resenha!
    Beijos!
    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  13. Nessa, que resenha maravilhosa. TOC sempre foi um assunto que me instigou. É a primeira vez que leio uma resenha sobre esse livro e parece ser bastante interessante. Já coloquei na minha lista de leitura. Hahaha! Beijo!

    exploradoradelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Oi Nessa
    Sou curiosa para ler este livro, principalmente por tratar dos sintomas dessa doença que eu conheço muito bem e sei o quanto é ruim.
    Adorei sua resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Oi Nessa!
    O livro parece ser bem legal, não sei se lerei mas a premissa e a capa me conquistaram!.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir