30/10/2015

Resenha: Doce Relíquia Mortal - Nora Roberts

Título original: Remember when
Gênero: Romance
Páginas: 532
Editora: Bertrand
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Doce Relíquia Mortal, de Nora Roberts, nos traz uma história muito bem elaborada, onde impera o romance e o suspense policial. Dividida em dois enredos que são conectados entre si, a trama é eletrizante e conta com personagens fortes e fascinantes, que conquistam logo à primeira vista.

Laine Tavish é conhecida na pitoresca cidade de Angel's Gap como a proprietária da Doce Relíquia, uma loja de antiguidades e bibelôs. O que os moradores do pacato local não imaginam é que na verdade ela é Elaine O'Hara, filha do trapaceiro Big Jack O'Hara, Porém, o passado da bela ruiva insiste em atormentá-la e, em uma tarde chuvosa, seu tio há muitos anos desaparecido resolve visitá-la e lhe deixa um misterioso alerta antes de morrer atropelado. Em seguida, a casa de Laine é invadida e para conseguir as respostas para esta e outras mais perguntas, ela conta com a ajuda do enigmático e atraente Max Gannon. Uma fortuna em diamantes é o cerne deste mistério e mudará a vida de Laine, bem como de sua futura geração para sempre.

Décadas depois, mais precisamente na Nova York de 2059, uma boa parte do tesouro que aproximou Laine e Max ainda continua desaparecido. Porém, agora há mais alguém nesta jogada intrigante, disposto até mesmo a matar em busca das tais pedras preciosas. O antigo caso acaba sendo reaberto pela tenente Eve Dallas, que tem pleno conhecimento em suas funções e conta com uma tecnologia futurista de primeira ponta. Munida de coragem e determinação, Eve segue no encalço dos diamantes e de seu algoz, procurando interromper o ciclo de dor e morte que as pedras perpetuam por tanto tempo.

"Não existem becos sem saída, apenas desvios."

Doce Relíquia Mortal figura no rol das primorosas obras de Nora Roberts, expandindo ainda mais o talento da autora. Com cenas de romance muito bem arquitetadas e um suspense no melhor estilo thriller policial, o enredo encanta por seus elementos e pelo comedimento de seus personagens. O livro faz parte da série Mortal, escrita por Roberts sob o pseudônimo de J. D. Robb, mas pode ser lido de forma independente, visto que o fluxo dos acontecimentos é bem detalhado na trama. Narrado em terceira pessoa de modo bastante descritivo e contundente, encontramos uma história intrincada e cheia de romance, com personagens fortes e fascinantes envoltos na mais pura emoção.

Laine é uma mulher forte e de fibra, que mesmo tendo um passado obscuro, batalha para ter um presente e futuro honestos. Quando menos espera, acaba sendo envolta em uma trama de grandes proporções, o que acaba colocando em seu caminho Max Gannon, um homem enigmático e incrivelmente sedutor. A atração entre eles é inevitável e a adrenalina dos últimos acontecimentos contribui ainda mais para que essa paixão se torne esfuziante. A performance dos dois dentro da história é fantástica. Ambos os personagens são fortes, corajosos e persuasivos e batalham incansavelmente pelos seus ideais.

A tenente Eve Dallas se mostra uma profissional engajada, além de ser uma mulher forte, determinada e repleta de artimanhas. Casada com o magnata e sexy Roarke - que consegue arrancar suspiros por onde passa -, ela ama o que faz e luta incansavelmente para fazer justiça. A caçada contra o assassino dos diamantes se mostra uma jornada implacável, repleta de perigo, sangue e claro, sensualidade. As cenas de amor entre Eve e Roarke são ardentes e conseguem dar um brilho todo especial ao enredo.

Em síntese, Doce Relíquia Mortal nos traz um romance estupendo, repleto de sensualidade e desejo, com um suspense policial intrigante e arrebatador. Os personagens foram bem construídos e conseguem mostrar toda a sua força e precisão nas situações mais adversas. A capa é muito bonita, retratando a bela Laine e com a ilustração de uma impressão digital em alto relevo e a diagramação está ótima, com fonte em tamanho agradável e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

4 comentários:

  1. Oi Nessa!
    Eu nunca li nada da Nora Roberts, mas se fosse ler algo provavelmente seria os livros dessa série. O que me atrai é essa abordagem policial futurística.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, sua linda, tudo bem
    Essa capa é linda e estou doida para ler essa série, só tenho um livro até o momento e já sei que são vários e ainda existem alguns publicados lá fora que não chegaram ao Brasil ainda. Mas ela tem tudo o que eu gosto: romance e trama policial, perfeito!!!!! Sua resenha ficou ótima, me deixou curiosa e louca para saber onde estão os diamantes.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nessa, moreco, esta série parece ser bem interessante por mesclar diferentes enredos como o suspense, o romance, o policial que é um estilo que a Nora trabalha muito bem
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa!
    Gostei bastante desse livro, dá para notar com facilidade da mudança da narrativa da autora nas duas histórias \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir