18/10/2015

Resenha: A Herdeira - Kiera Cass

Título original: The Heir
Gênero: Romance/Distopia
Páginas: 392
Editora: Seguinte
Classificação: 4/5
Comprar: Submarino
O livro A Herdeira, quarto volume da série A Seleção, de Kiera Cass, se passa vinte anos depois que America participou da Seleção e angariou o coração do príncipe Maxon. Agora Eadlyn - a filha mais velha do casal -, passará pelo mesmo processo de seus pais, tendo sua mão disputada por trinta e cinco rapazes. Achei a história de Eadlyn bem inferior a de seus pais e creio que atribuo a isso a personalidade da protagonista. Diferente da sagaz America e do solidário Maxon, a jovem é prepotente, egoísta e, por vezes, muito arrogante. Mesmo tendo uma narrativa deliciosa e fluente - características marcantes de Kiera Cass - confesso que não consegui simpatizar com a princesa devido ao seu egocentrismo exacerbado.

Uma das principais atitudes que America e Maxon tomaram quando passaram a fazer parte da monarquia foi a de abolir o regime de castas, visando um reino justo e livre de rótulos. Os primeiros anos de governo dos dois foram imensamente felizes no âmbito familiar, com o nascimento dos gêmeos Eadlyn e Ahren, seguidos pelos filhos Kaden e Osten. Por ser a primogênita, Eadlyn desde cedo foi treinada para ser uma líder forte e independente.

Anos depois, a expectativa era de que o país estivesse com uma situação política estabilizada, para que Eadlyn pudesse assumir o trono brevemente sem grandes transtornos. Porém, as pessoas ainda sofrem preconceito devido às castas que pertenciam anteriormente, o que acabou gerando conflitos e revoltas, resultando em mortos e desaparecidos. Pela primeira vez desde o fim dos ataques rebeldes, a imagem da monarquia começa a ser abalada. Enquanto não encontram uma solução definitiva para o problema, America e Maxon precisam de uma distração para evitar que tudo saia de controle e é assim que se inicia a Seleção de Eadlyn, algo pelo qual a jovem nunca imaginou passar.

Jovens pretendentes de todo o mundo se inscrevem na disputa pela mão da princesa e logo trinta e cinco deles são selecionados. Decidida e orgulhosa, Eadlyn desenvolve a estratégia de ser fria e calculista com todos eles, afinal, ela não precisa de nenhum marido desnecessário do seu lado. Mas, aos poucos, os Selecionados passam a mexer com suas emoções, expondo suas dificuldades tão bem ocultadas e lhe despertando sensações até então nunca vivenciadas...

"O amor servia apenas para destruir nossas defesas, e eu não poderia me dar esse luxo."

Mesmo sendo um dos volumes mais fracos da saga A Seleção, A Herdeira nos traz uma história bem escrita e emocionante. Eadlyn não possui as mesmas virtudes que consagraram os seus pais, se mostrando uma jovem mimada e bastante egoísta. Ela se preocupa demais com o seu vestuário e com a sua posição em frente aos holofotes e acredita que o mundo gira ao redor do seu umbigo. Tais características fizeram que eu não nutrisse muita simpatia pela protagonista, mas confesso que foi muito prazeroso conhecer um pouquinho mais da história de America e Maxon e como o casal se encontra duas décadas depois e rever personagens carismáticos como Marlee, Aspen, Lucy e May. Narrado em primeira pessoa por Eadlyn, de forma fluída e gostosa, o livro se mostrou um ótimo entretenimento e uma leitura excelente, mesmo eu não tendo sido afeiçoada pela personagem principal totalmente.

Como disse anteriormente, Eadlyn é determinada e firme em suas decisões, porém é uma personagem bastante geniosa e egocêntrica. Achei a jovem muito prepotente e mimada e confesso que me irritei um pouco com o seu egoísmo. Acredito que na sequência da saga, ela mostrará realmente o seu caráter e sua verdadeira natureza, mas neste volume não tenho muitos elogios a serem tecidos para a princesa.

"Talvez houvesse uma pessoa que me beijasse mesmo quando eu estivesse com o nariz escorrendo, que esfregasse meus ombros após um longo dia de reuniões. Talvez pudesse encontrar alguém que não parecesse tão assustador, com quem um passeio além das muralhas do palácio parecesse natural. Mas tudo isso poderia ser pedir demais."

Quanto aos Selecionados, um dos poucos que conseguiram me cativar foi Kile. Ele é um jovem altruísta, simples e afetuoso e é filho da melhor amiga de America, Marlee. Ean e Hale também se destacam pelas suas posturas e também Erik, que não participa da Seleção, mas é intérprete de Hale e se mostrou um rapaz muito solícito e simpático.

Em síntese, é notável que A Herdeira deixou bastante a desejar em vista dos volumes anteriores da série, mas tem os seus atributos e se mostrou um presente para os fãs da saga, já que podemos acompanhar o que se desenrolou na trama duas décadas depois da Seleção de America e rever personagens muito queridos. Não simpatizei tanto com Eadlyn quanto gostaria, mas tenho esperança de que a jovem evolua e mostre que realmente veio para ficar. A capa é muito bonita e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho, revisão de qualidade e ilustrações de coroas no começo de cada capítulo. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

Confiram as resenhas dos volumes anteriores da série A Seleção:

►A SELEÇÃO
►A ELITE
►CONTOS DA SELEÇÃO
►A ESCOLHA


11 comentários:

  1. Oi Vanessa,
    Apesar de sempre ouvir elogios a saga, a premissa de A Seleção não me atrai.
    Que pena que vc não curtiu tanta assim esse volume, mas pelo menos serviu para reencontrar os personagens que vc gostava.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Ouço muitos leitores falarem desta série, mas nunca li nenhum dos livros e só conheço o primeiro volume.
    Na verdade, não tenho muito interesse pela série.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, tudo bem?
    Todos os comentários que li sobre a protagonista foram os mesmos: egoísta, prepotente, irritante. Não consigo me conectar a livros com protagonistas assim. :(
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa
    Este livro foi o que menos curti, tanto que ainda não terminei de ler. A protagonista é muito chatinha. Mas essa capa é linda né?

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa =)

    Eu gostei e desgostei de muita coisa nesse livro. Achei a protagonista um porre no inicio, mas no final até que ela começa a se "redimir". O Kile também é o meu favorito e em minha humilde opinião a Kiera podia parar de enrolar e fazer os dois ficarem juntos logo rs...

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary



    ResponderExcluir
  6. oi flor, to doida pra começar a ler a série , espero curtir tanto quanto minhas expectativas pedem! e olhas que jogo esse livro e seus anteriores la no céu! foram muito almejados
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa!
    Confesso que não gostei nadinha dessa menina, e estou na expectativa de que a minha opinião mudo no próximo livro \o/
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    nossa estou bem curiosa para ler este livro. Estou com ele em casa, mas ainda não conseguir pegar para ler.
    Vi muita gente falando bem e outros falando mal, mas muitos como você não se identificaram com os selecionados.

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa,
    Gostei muito da série da seleção mas já ouvi muita gente como você, falar mal da protagonista da Herdeira então não estou muito animada para ler esse infelizmente.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi querida
    Eu ainda não li todos os livros da Seleção.
    Mas quero ler todos e a Herdeira também.
    Afinal, amo livros de princesas.
    BeijinhoS
    http://pettorres.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Nessa,

    Não li nada da autora mas tenho muita curiosidade, ainda mais pela quantidade de resenhas positivas que leio, parabéns pela sua resenha..abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir