07/10/2015

Resenha: Nascida à Meia-Noite - C. C. Hunter

Título original: Born at midnight
Gênero: Romance sobrenatural
Páginas: 320
Editora: Jangada
Classificação: 3/5
Comprar: Submarino
O livro Nascida à Meia-Noite, primeiro volume da série Acampamento Shadow Falls, de C. C. Hunter. nos traz um romance sobrenatural interessante e com um pano de fundo bastante atraente. Porém, o fato da história manter os mesmos elementos pertinentes aos demais livros do gênero e de ter uma protagonista vulnerável e contestadora demais com sua realidade fez com que a obra perdesse boa parte de seu brilho.

Kylie Galen está vivendo um verdadeiro inferno astral: seus pais estão prestes a se divorciar e o seu namorado acaba de colocar um ponto final no relacionamento dos dois. Para piorar a situação, ela acaba sendo presa em uma festa e sua mãe decide enviá-la para um acampamento para jovens problemáticos localizado na cidade de Fallen, o que acaba por mudar sua vida completamente. Poucas horas após adentrar o acampamento, Kylie percebe que o Acampamento Shadow Falls não tem nada de normal e que os seus colegas são criaturas sobrenaturais, tais como lobisomens, vampiros, metamorfos, bruxos e fadas. E mais: a adolescente reluta em aceitar que, assim como eles, possui algum dom paranormal.

Porém, a história toma um rumo diferente quando Derek e Lucas entram em cena. Derek é um fae dotado de poderes mágicos e que faz de tudo para namorar Kylie. Já Lucas é um lobisomem soturno com quem ela compartilha um segredo do passado. A princípio, tudo o que a garota quer é sair de Shadow Falls o mais rápido possível, mas quando o dueto de rapazes fazem morada cativa em seu coração, ela passa a descobrir os seus estranhos poderes e a notar que nunca mais sua vida será como antes...

Nascida à Meia-Noite nos traz um romance juvenil dotado de sobrenatural e suspense. O pano de fundo da trama foi muito bem arquitetado pela autora e ela soube construir um clima de mistério bacana para o livro. Porém, é praticamente impossível não comparar sua história com as dos demais livros adolescentes que vemos por aí, principalmente por conta do triângulo amoroso e da instabilidade emocional e vulnerabilidade da protagonista. Kylie é cabeça dura demais e reluta em aceitar sua condição atual e isso acabou me irritando bastante em alguns momentos. Narrado em terceira pessoa, de forma fluída e linear, a obra possui os seus atrativos, mas tinha potencial de sobra para ser bem melhor.

Kylie está enfrentando uma barra pesada, afinal lidar com o divórcio dos pais não é nada fácil, ainda mais quando seu namorado resolve simplesmente cair fora. Logicamente que o emocional de qualquer pessoa ficaria abalado, mas achei a protagonista melodramática demais e nem preciso entrar em detalhes de como isso, por vezes, me irritou. Quando adentra Shadow Falls, ela logo percebe que o acampamento não possui nada de normal, mas mesmo assim reluta a acreditar que faça parte dele de alguma forma. Depois de um certo tempo de leitura, a personagem acaba evoluindo, mas mesmo assim não conseguiu melhorar a visão inicial que eu tive dela. Os mocinhos da trama são os típicos rapazes dos romances young adult e confesso que acabei me afeiçoando um pouco mais pelo Lucas, mesmo não tendo morrido de amores pelo lobinho. Achei o Derek meio sem sal e sem açúcar e por oras, possessivo demais. A minha personagem favorita do livro foi Della, a amiga de quarto vampira de Kylie, que mostrou bastante fibra e personalidade.

Resumidamente, Nascida à Meia-Noite possui os seus atrativos, mas acabou se mostrando o típico mais do mesmo. Esperava mais da história e sobretudo dos personagens, mas infelizmente não tive as minhas expectativas atendidas. No final, acabei me deparando com uma espécie de mix de Stephenie Meyer, Colleen Houck e Alyson Nöel e essa mistura exótica acabou não me agradando. A capa é muito bonita e possui um belo efeito metalizado e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

7 comentários:

  1. Oi Nessa,

    Sempre achei esse livro mais do mesmo e muito parecido com os outros que tem por ai. Pela sua resenha tive certeza, ultimamente venho evitando triangulos amorosos porque sempre torço pela pessoa errada hahahaha.

    Beijos!

    Cintia
    http://www.theniceage.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie Nessa =)

    Confesso que ando fugindo um pouco de livros desse gênero, justamente por ter a sensação que é tudo mais do mesmo. Parece que estou lendo a mesma história novamente com pequenas e sutis diferenças, mas que no final é tudo igual.
    Uma pena que suas expectativas não foram atingidas =( Espero que sua próxima leitura seja mais proveitosa ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  3. Oi,
    Confesso que om livro não chamou a minha atenção. :(
    Bjs!
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa!
    Eu estou naquela, leio ou não o livro, rs. Tenho curiosidade para saber como é a história, vamos ver como é.
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa,
    que pena que não gostou do livro, eu adorei a série inteira :D
    Principalmente o mistério para saber o que ela realmente é rsrsrs

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Tenho muita curiosidade em ler esta série e não é de hoje. Preciso de mais tempo para ler tudo que eu quero, me falta tempo.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. oi Nessa, eu não ando muito a fim do gênero especialmente por achar tudo mais do mesmo, fico com aquela sensação de que estou lendo sempre a mesma história
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir