31/12/2015

Resenha: À Flor da Pele - Helena Hunting

Título original: Clipped Wings
Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 336
Editora: Suma de Letras
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro À Flor da Pele, primeiro volume da série homônima de Helena Hunting, nos traz uma história de amor quase que visceral e norteada por tragédias e dilemas. Confesso que desde Easy não havia lido um new adult com uma carga emocional tão forte e devastadora e fiquei feliz por notar que a autora soube intercalar muito bem o drama de seu enredo com cenas de extrema sensualidade.

A tímida Tenley Page deixa o tatuador Hayden Stryker intrigado como nunca antes. Tudo na jovem o encanta, desde o aroma de baunilha dos longos cabelos como até mesmo a curva sutil de seu quadril e o interesse dele só aumenta quando ela lhe pede que ele tatue um desenho bastante exótico em suas costas.

Com seu jeito durão de bad boy, Hayden é tudo aquilo que Tenley nunca ousou desejar, mas a química entre os dois é intensa e logo desperta na jovem o desejo de explorar o belo corpo másculo coberto de tatuagens. Traumatizada por um passado dilacerante, Tenley vê em Hayden a chance de recomeçar, mas não imagina que, assim como ela, ele também possui segredos fortes que o impedem de sustentar um relacionamento por muito tempo.

Quando os dois mergulham fundo em uma paixão desenfreada e passam a confiar um no outro, segredos e lembranças obscuras do passado vem à tona, fazendo com que até mesmo o forte amor que eles sentem não seja suficiente o bastante para superar seus traumas...

"Todo mundo tem cicatrizes. Com sorte, elas permanecem só do lado de fora."

À Flor da Pele foi um livro que me surpreendeu bastante, visto que não tinhas muitas expectativas sobre ele. Achei que se tratasse de um romance com nuances eróticas e me deparei com um new adult de primeira linha, tecido com cuidado, coesão e sensibilidade. Por mais que tenha uma carga dramática forte, a trama de Helena Hunting consegue dosar drama com sensualidade de modo uniforme, tornando a história rica e convidativa. Os personagens, apesar de terem sido esmigalhados pelas mazelas da vida, são fortes, determinados e lutam pelos seus objetivos incansavelmente. Narrado em primeira pessoa por Tenley e Hayden, sob pontos de vista alternados, o enredo é intenso, comovente e incrivelmente sexy.

Tenley passou por uma tragédia terrível, que a devastou completamente e que até hoje lhe provoca inúmeros pesadelos. A jovem perdeu tudo de mais importante que tinha em sua vida e foi obrigada a recomeçar do zero, repleta de culpa e dor. Quando passa a trabalhar na livraria de Cassie e conhece seu sobrinho, o então tatuador Hayden, fica surpresa com o corpo escultural dele, todo revestido de tatuagens e piercings. Tentando exorcizar os fantasmas de seu passado trágico, ela resolve fazer uma tatuagem um tanto quanto exótica nas costas e é onde os dois se aproximam, dando início as fagulhas de uma forte paixão. Senti uma extrema compaixão por Tenley, pois o drama vivido pela personagem é forte demais e mesmo assim ela tenta seguir em frente, por mais que o passado sempre bata a sua porta. A ideia da tatuagem é algo libertador pra ela e neste aspecto a compreendo totalmente, visto que tem quase um ano que fiz a primeira tattoo e sei o valor e o significado que ela possui, pois ilustra uma das vitórias que obtive em um dos momentos mais difíceis e complicados da minha vida.

"Sua armadura de tinta e aço o protegia, mantinha a maioria das pessoas a distância. Conhecer o homem por baixo dela jamais seria fácil. E, mesmo assim, ali estava ele, se abrindo para mim, esperando que eu fizesse o mesmo. Éramos ambos escravos da culpa que carregávamos. O estrago era muito profundo, nos dois lados. Eu temia que jamais conseguíssemos achar um meio-termo onde encontrássemos a libertação de nossos passados."

Hayden, assim como Tenley, também possui os seus esqueletos dentro do armário. Sua adolescência foi marcada por um episódio de grande dor e culpa, que fez com que o jovem amadurecesse cedo demais e decidisse se distanciar de tudo e de todos ao seu redor, usando uma bela camada de tatuagens e piercings para isso. Não vou afirmar que Hayden foi um dos personagens mais apaixonantes do livro, mas ele possui um jeito peculiar que consegue conquistar o leitor. O seu carinho com Tenley é algo que vale a pena ressaltar, bem como sua boa desenvoltura na arte de dar e receber prazer.

"Apesar de me deixar nervoso, era verdade. Eu precisava de Tenley da mesma forma que precisava de ordem e de rotina. Ela havia se infiltrado naquela rotina, transformando meu mundo em um caos. Tudo relacionado à vida que eu vivia antes dela parecia um borrão cinza."

Em síntese, À Flor da Pele nos trouxe uma história intensa, repleta de traumas, dores e, acima de tudo, amor.  O amor é capaz de curar as feridas mais infeccionadas e é justamente isso que presenciamos na trama de Helena Hunting, com seus personagens fortes, desafiadores e apaixonados. A capa é muito bonita e consegue retratar com afinco a Tenley e a diagramação estão ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

9 comentários:

  1. Gostei da dica. Não conhecia o livro... :)

    Feliz ano novo!!
    Beijos,
    http://postandotrechos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, sua linda, tudo bem
    Nossa, que resenha!!! E que história de tirar o fôlego. Acho que já li alguma resenha desse livro antes, mas pelo o que escreveu ele é muito mais intenso do que eu esperava. Fico imaginando que ferida é essa da personagem. Via para o topo da lista de desejados!!!!! Que você tenha um maravilhoso 2016!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie Nessa =)

    Não conhecia esse livro, e de cabeça não me recordo de ter visto a capa dele em algum lugar. Mas pela sua resenha a história me pareceu bem interessante. Desanimei um pouco ao saber que se trata de uma série, mas gosto muito de narrativas com esse tipo de carga dramática acho que vou dar uma chance ^^

    Beijos e Feliz Ano Novo!
    ;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  4. oi flor, eu tinha essa impressão também, mas percebi que tem uma carga dramática que muito me agrada!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa!
    Estou com esse livro em casa, mas ainda não consegui iniciar a leitura. Outras pessoas comentaram comigo que é um ótimo livro, e a sua resenha confirmou isso \o/
    Nessa, um ótimo 2016!
    Bjks!
    http://www.historias-semfim.com/

    ResponderExcluir
  6. Adoro new adult, principalmente se tiver uma carga emocional forte... espero ter a oportunidade de ler!

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  7. Me pareceu que a palavra que descreve esse livro é intensidade. Gostei muito, mais pelo que você escreveu!

    Beijão!!

    exploradoradelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa!
    A quote sobre todo mundo ter cicatrizes mexeu comigo e fiquei mais interessada ainda.

    Beijos,
    Epílogos e Finais

    ResponderExcluir
  9. Olá Nessa,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, parece bem interessante e a capa é muito bonita, dica anotada....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir