30/03/2016

Resenha: Uma Longa Viagem - Eric Lomax

Título original: The railway man
Gênero: Autobiografia/Segunda Guerra Mundial
Páginas: 272
Editora: Planeta
Classificação: 4/5
Comprar: Submarino
O livro Uma Longa Viagem, do autor Eric Lomax, nos traz uma história profunda e, acima de tudo, um relato verdadeiro e quase que palpável da Segunda Guerra Mundial. Diferente de muitos livros do assunto, que dão ênfase para o nazismo, bem como para Hitler e seu exército, aqui temos uma visão de outros países que também foram afetados - diretamente ou indiretamente - por este conflito tenebroso e sem precedentes. O que mais impressiona durante a leitura é a coragem e a força de Eric em meio a tanta dor e tortura e como ele se tornou um homem grande e íntegro, mesmo com tantos traumas e cicatrizes profundas. Confesso que senti falta de conhecer um pouco mais sobre o  algoz que Eric reencontra cinco décadas depois e achei que os capítulos que nos apresentaram esta faceta da história poderiam ter sido um pouco mais estendidos e desenvolvidos dentro da trama.

Desde jovem, Eric sempre foi apaixonado por ferrovias e rádios e nutria um prazer imensurável por tudo que fosse relacionado a eles. Durante a eclosão da Segunda Guerra Mundial, ele se voluntaria para lutar a favor de seu país. Porém, em 1942, a base em que ele servia, situada em Cingapura, é atacada pelos japoneses e Eric e seus colegas se tornam verdadeiros prisioneiros. Ele e seus companheiros são obrigados a trabalhar arduamente na construção da atual "Ferrovia da Morte", que ligaria a Tailândia à Birmânia e que custou a vida de mais de 250 mil homens devido ao trabalho exaustivo e forçado.

Eric, apesar de todas as barbáries e penas enfrentadas, sobreviveu e nos relata sua história em pormenores. Torturado de forma fria e covarde e agredido violentamente, ele resistiu, mas não sem traumas e sem nutrir um desejo de vingança contra um de seus algozes japoneses, mais especificamente o tradutor do grupo. Porém, 50 anos depois, ele descobre que este homem ainda está vivo e tem a oportunidade de reencontrá-lo, reabrindo antigas feridas e mágoas...

Uma Longa Viagem se mostrou uma excelente autobiografia, escrita de forma visceral e densa, além de fazer uma abordagem sucinta sobre o período da Segunda Guerra Mundial. Como disse anteriormente, Lomax nos mostra o quanto a guerra afetou outros diversos países e de forma breve nos relata também detalhes sobre o ataque à base de Pearl Harbor e o bombardeio contra o encouraçado Arizona, que ceifou mais de mil vidas. Narrado em primeira pessoa por Lomax e nos trazendo um enredo forte e ricamente detalhado, o livro impressiona por se tratar do relato pungente de um dos sobreviventes de tamanha barbárie e crueldade.

Eric sempre foi um jovem sonhador e idealista e extremamente aficionado por ferrovias e equipamentos eletrônicos. Recém-saído da Revolução Industrial, ele resolve se alistar voluntariamente na Segunda Guerra Mundial, a fim de usar sua inteligência em favor de seu país. O que ele jamais poderia ter imaginado era que se tornaria refém dos japoneses e obrigado a trabalhar na construção de uma ferrovia que mais tarde seria conhecida como "Ferrovia da Morte", além de ser torturado e agredido ao extremo por seus algozes. Seu relato é forte, excruciante e choca por se tratar de um testemunho real de alguém que foi brutalizado e barbarizado friamente. Lomax foi um grande homem, pois além de suportar tudo o que suportou, se mostrou um exemplo de sobrevivência, resignação e perdão. Seu testemunho é impactante, tocante e também encorajador.

Em síntese, Uma Longa Viagem se mostrou uma história incrível sobre perseverança, coragem, sobrevivência e perdão. O relato de Lomax é visceral e nos choca em vários momentos devido a sua profundidade, além de exaltar com afinco a grandeza desse homem corajoso e forte. Minha única ressalva ficou por conta dos capítulos finais da trama, visto que achei que o reencontro com o tradutor japonês que tanto o barbarizou merecia mais algumas páginas e esclarecimentos, mas respeito a postura do autor em detrimento de tudo o que lhe ocorreu e acredito que tenha sido uma opção sua não se estender tanto nesta parte. Em 2013, foi feita uma adaptação cinematográfica da obra com Colin Firth e Nicole Kidman nos papéis principais e que, infelizmente, estreou nos cinemas após a morte de Eric Lomax, aos 93 anos. A capa do livro nos traz o pôster do filme e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das pequenas ressalvas, não deixo de recomendar o livro.

Confira o trailer do filme de Uma Longa Viagem:



12 comentários:

  1. OMG não acredito como eu não conhecia esse livro?
    Sou fascinada por retratos da segunda guerra e nunca tinha visto um livro que aborda outros países. Incrível, com certeza lerei assim que possível.

    ❥Blog:Gordices Literárias

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Vanessa,

    Não conhecia esse livro e adorei a premissa, adoro livro relacionados a guerra, ótima resenha.


    Beijos.


    deslumbreacessorios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Vanessa,

    eu já fui muito interessada em saber mais sobre a segunda guerra, hoje não mais, acredito que devido a faculdade, mas acho que esse livro é uma ótima indicação para que eu volte a me inteirar no assunto. Pensei que seria enfadonho pelo gênero biográfico, mas como você disse que tem intensidade e muita coisa interessante, acho que vou colocar na lista de leitura. :))

    Beijinhos, Iza | 5 coisas que todo leitor pensa na livraria

    ResponderExcluir
  4. Nessa, gosto de livros que retratem a segunda guerra em todas as vertentes, então claro que estou bem curiosa!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa
    Te confesso que não sou de ler biografias ou autobiografias, mas este é bem interessante e fiquei com vontade de assistir ao filme.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa =)

    Como eu nunca tinha ouvido falar desse livro e do filme o.O. Adoro histórias que se passam na segunda guerra e pela sua resenha essa deve ser além de interessante bem envolvente e bonita.
    Mais um para lista!

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  7. Estava navegando pela a blogosfera e descobri o seu cantinho. Adorei! SOu apaixonado por histórias que se passam durante a Segunda Guerra, mesmo não abordando o nazismo sabemos ela impactou na vida de muitas pessoas.

    Ótima indicação

    Beijos

    Beto

    blogcoisastriviais.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Eu gosto muito de história então, tudo relacionado às guerras que já vivemos eu costumo ler. Eu já li um texto sobre a Ferrovia da Morte, mas nada que se compare a um livro como esse. Nossa, posso imaginar o impacto que ele irá causar com um texto visceral desse. Vou colocar na minha lista com certeza e vou procurar o filme também. Adorei sua resenha!!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa!
    Eu gostei bastante quando li esse livro, achei bem diferente do que estou acostumada, e passou uma mensagem muito bonita e reflexiva. Vale a pena.
    Bjks!
    Histórias Sem Fim

    ResponderExcluir
  10. Leitura intensa!!! Na verdade eu não sabia que era um livro também, imaginava ser só o filme! Parece muito bom :D

    ❣ Blog ❣ www.amigadelicada.com ❥

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?! Gostei bastante do seu blog, parabéns pela dedicação ^-^
    Amo livros ambientados nessa época e não conhecia esse! Premissa fantástica, sua resenha me deixou curioso. Quero muito ler ;)
    Abraços do Dan!
    bookdan.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Nessa,

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, a sinopse me chamou a atenção e apesar das ressalvas vou querer ler...abraço.

    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir