25/04/2016

Resenha: A Assinatura de Todas as Coisas - Elizabeth Gilbert

Título original: The signature of all things
Gênero: Romance histórico
Páginas: 520
Editora: Alfaguara
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro A Assinatura de Todas as Coisas, da autora best-seller Elizabeth Gilbert, nos traz um romance histórico mesclado por desejo, ambição e amor, com uma protagonista à frente de seu tempo e sedenta por conhecimento. A autora alcançou sucesso mundial com seu livro de não-ficção "Comer, Rezar, Amar", que tratava-se de uma espécie de autobiografia e que inclusive virou filme com a Julia Roberts no papel principal e confesso que foi uma grata surpresa conhecer um romance tão soberbo e delicado de sua autoria, com uma escrita primorosa e rica em detalhes.

Alma Whittaker nasceu na virada dos anos 1800, nos Estados Unidos. Filha de um botânico conceituado e ambicioso, Henry Whittaker - que construiu sua fortuna na Filadélfia com o suor do próprio rosto -, Alma sempre foi uma criança curiosa e inquietante. Criada com rigor pela mãe Beatrix, de origem holandesa, a jovem acabou compartilhando da mesma devoção que o pai e se dedicou ao mundo das ciências naturais com afinco, principalmente no que concerne a botânica de musgos.

Porém, mesmo vindo de uma família abastada e sendo uma jovem inteligente e instigante, é visível que falta algo na vida de Alma. Solitária, reservada e desiludida no amor, Alma conhece Ambrose Pyke, um jovem desenhista de orquídeas que, assim como ela, é fascinado pelo mundo ao seu redor e todas as suas vertentes. Dá-se então início a um relacionamento intricado e trágico, que a levará até o outro lado do mundo em busca dos segredos de Ambrose e que também lhe proporcionará uma verdadeira e íntima jornada sobre sua própria natureza...

A Assinatura de Todas as Coisas se mostrou um dos trabalhos mais sublimes e primorosos de Elizabeth Gilbert. Para compor sua trama, é notável o quanto a autora mergulhou fundo no tema e trouxe com minuciosidade de detalhes um enredo envolvente e arrebatador, magistralmente trabalhado. Conhecemos a história de uma mulher determinada não só a descobrir os segredos do amor, como também do mundo que a envolve, percorrendo uma jornada que a leva dos Estados Unidos para os mares do Pacífico Sul, onde irá desvendar coisas íntimas sobre si mesma e se ver no meio de uma das maiores descobertas do século. Narrado em terceira pessoa, de forma rica e detalhada, o livro nos apresenta um leque de personagens idealistas, que vão desde a missionários, abolicionistas e sonhadores excêntricos.

"Existe um limite de tempo para manter seus entusiamos trancafiados no coração antes de almejar dividi-los com um alma afim."

O romance se inicia nos contando a história de Henry Whittaker, um jovem ambicioso e curioso, vindo de uma família humilde da Inglaterra, que se torna um dos homens mais ricos da Filadélfia no século XIX. Sua riqueza se erigiu da sua paixão pelo mundo natural e de sua busca incessante por conhecimento, características estas herdadas por sua filha Alma. Alma é uma mulher forte e impetuosa, que faz de tudo para realizar os seus intentos, tantos os mais obscuros quanto os mais simples. Sua aparência nunca foi das melhores e ela sempre foi desprezada por todos ao seu redor devido a sua ausência de beleza, enquanto sua irmã adotiva, Prudence, a possuía em toda a sua plenitude. Mesmo sendo uma espécie de "patinho feio", o pai sempre a teve em grande custo, pois venerava sua inteligência e o fato de se enxergar dia após dia na própria filha.

Alma passa por muitas descobertas e uma das que mais a marcam é acerca do amor. Não só o amor do homem pela mulher, mas o amor fraternal. O amor que faz uma pessoa arriscar a vida para salvar a outra, protelar seus sonhos em virtude de alguém e até mesmo se sacrificar pelo bem-estar de sua família e daqueles que lhe são queridos. Em meio a tantas descobertas pelo mundo científico e natural, ela busca com cada fibra de seu ser as respostas para alguém se abnegar em vista de outrem e de se sacrificar com um sorriso no rosto. Sua jornada é emocionante, árdua e repleta de surpresas, sendo um dos ápices do livro.

"Às vezes a beleza precisa de uma pitada de omissão para nascer da forma devida."

Em síntese, A Assinatura de Todas as Coisas é uma obra mágica e cativante, repleta de sentimentos, descobertas e surpresas. Mais do que um romance, se mostrou uma verdadeira jornada de autodescoberta, reflexão e intimidade. A capa é tão singela quanto o seu enredo e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺


7 comentários:

  1. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Só pela forma como a autora retrata o amor dá vontade de ler esse livro, parece ser uma história com sentimentos e reflexões profundos. Espero gostar, mas confesso que vi o filme Comer, Rezar e Amar e não consegui me envolver. Tomara que a narrativa da autora consiga me conquistar. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    não conhecia o livro e confesso que pela capa não esperava uma história dessas.
    Gostei da resenha

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu sou uma romântica incondicional.
    Assim como a Vanessa, a capa também não me chamou a atenção!
    Obrigada por nos esclarecer com a resenha.
    Me interessei pela leitura!

    bjoO

    Blog Breshopping da Dany
    SORTEIOS Breshopping da Dany SORTEIOS
    Instagram: @breshopping_da_dany
    Twitter: @brechodanylins

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, eu só conhecia o trabalho dela por "comer, rezar e amar", mas que bom que ela com a mesma sensibilidade conseguiu agradar

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Vanessa, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, achei bem interessante e fiquei com curiosidade, a capa também é muito bonita, ótima resenha.

    Beijos.


    deslumbreacessorios.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Uauu
    Parece ser tão bom esse livro, o amor é tão lindo, e a forma como é citado nesse livro pela metade que li ai na sua resenha, fiquei com muita vontade de ler ele *-*

    Beijos
    http://blogdathaiara.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa!
    Que vontade deu de ler essa história! A Alma me parece fugir dos clichês de moçoilas delicadas, suspirantes e belas dos romances de época mais tradicionais. Só isso aliado do a inteligência e força que a personagem parece ter já me atraiu muito.
    Parabéns pela excelente resenha! Beijos!
    Lua.

    http://luahmelo.blogspot.com

    ResponderExcluir