06/05/2016

Resenha: A Vida Como Ela Era - Susan Beth Pfeffer

Título original: Life as we knew it
Gênero: Distopia
Páginas: 378
Editora: Bertrand
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro A Vida Como Ela Era, de Susan Beth Pfeffer, nos traz uma distopia interessante e muito bem escrita. Diferente das demais do gênero por ter um realismo bem aguçado e personagens verossímeis, a obra possui uma narrativa extremamente fluída e uma protagonista forte e corajosa.

Quando Miranda começa a escrever em seu diário, sua vida não é muito diferente das demais garotas de 16 anos, sendo focada na família, escola, amigos e garotos. As principais preocupações da jovem se resumem aos seus trabalhos do colégio, que tem como tema um meteoro que está à caminho da Lua.


Ela não entende o porquê de tanto alvoroço em relação a isso, já que os próprios cientistas afirmaram que a colisão será pequena. Porém, mesmo assim, ela acredita que isso não deixa de ser um evento interessante e se prepara para observá-lo através do telescópio no quintal de sua casa. O que Miranda não imaginava era em como os cientistas estavam enganados...

Para a surpresa de todos, o impacto do meteoro com a Lua é bem mais forte do que imaginavam e afeta de forma catastrófica o clima da Terra. Terremotos, tsunamis e até mesmo vulcões eclodem por todo o planeta. Em 24 horas, milhões de pessoas estão mortas e outras milhares virão a falecer com a Lua fora de órbita. Os supermercados ficam sem comida, a energia elétrica praticamente se extingue e a água se torna artigo de luxo, fazendo com que Miranda e sua família lutem pela sobrevivência com unhas e dentes...

A Vida Como Ela Era nos traz uma história de persistência e coragem. Com personagens fortes e guerreiros e que prezam a família com cada fibra de seu ser, o livro se destaca por sua dinâmica e precisão. Mais do que uma sucessão de fatos assustadores e quase que inimagináveis, o enredo nos mostra que o mais importante, acima de tudo, é manter a esperança. Narrado em primeira pessoa por Miranda sob a forma de diário - o que só tornou a trama ainda mais profunda e visceral - o enredo se mostra eletrizante e, em algumas passagens, até mesmo emocionante.

Miranda é uma personagem extremamente forte e que suporta situações quase que absurdas com perseverança e coragem. Mesmo ainda sendo uma garota de 16 anos que vive em constantes conflitos com a mãe, ela se transforma em uma jovem valente, corajosa e dotada de responsabilidade. Ao contrário de outras personagens que vivem um "mimimi eterno" antes de tomar qualquer atitude, Miranda se sobressai e arregaça as mangas quase que de imediato, se mostrando uma exímia guerreira. Seu zelo com a família também é surpreendente e a ligação que ela possui com a mãe e com os irmãos, principalmente após o caos se instaurar, se mostrou de uma grandeza profunda.

"Nem mesmo sei por que estou escrevendo, a não ser para me sentir bem e porque, talvez, amanhã eu morra. E, se isso acontecer, e alguém encontrar meu diário, quero que saiba o que houve."

A Vida Como Ela Era nos traz um enredo eletrizante que utiliza catástrofes já existentes em nosso planeta, concedendo realismo e até mesmo um toque de medo à trama de Susan Beth Pfeffer. A escrita da autora é magnânima e, além de conseguir nos situar perfeitamente na história, delineia com afinco as facetas de seus personagens. dando ainda mais brilho e polimento à obra. A capa do livro é muito bonita e a imagem da lua foi confeccionada em uma bela textura áspera e a diagramação está bastante caprichada, com fonte em bom tamanho e ilustrações no começo de cada capítulo. Recomendo ☺

3 comentários:

  1. oi Nessa, que bom que a trama tem esses pontos altos tão interessantes, particularmente não seria um livro que em primeiro momento eu daria tanta atenção
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, tudo bem?
    Bem interessante a trama do livro, trazendo uma abordagem diferente da maioria das distopias. Gostei da dica.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa,

    Não conhecia o livro e fiquei curiosa com a premissa do livro.
    Adorei sua resenha, vou add na minha lista.
    Beijos!

    Cintia
    http://devaneiosdeumacindy.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir