03/07/2016

Resenha: Só o Amor pode Curar - Clara Benício

Edição: 1
Ano: 2015
Gênero: Romance
Páginas: 496
Editora: Jangada
Classificação: 4/5
Comprar: Submarino
O livro Só o Amor pode Curar, da cearense Clara Benício, nos traz um romance singelo e delicado, repleto de percalços e provações. Tratando de alguns tabus da nossa sociedade, como a diferença de idade em um relacionamento, a história foi muito bem escrita e possui bastante fluidez em sua narrativa, mas acredito que poderia ter sido um pouco mais enxugada. Em alguns momentos, a trama acabou se tornando moderadamente arrastada, principalmente no que concerne a separação de Bia e Léo. O excesso de drama na história de amor dos protagonistas acabou dando aquele ar de "novela mexicana" ao enredo e tornando o romance um pouco que carregado, apesar de toda a sua beleza.

Depois de sofrer um grave acidente na região serrana de Petropólis, Bia adquire o dom especial de enxergar a aura das pessoas e suas dissonâncias e passa a encarar a vida de uma nova forma, com muito mais intensidade e paixão. Casada com Rodrigo, um homem digno e envolvente, porém de temperamento difícil e contando com o apoio de Rapha, seu melhor amigo, ela leva uma vida tranquila, mas em alguns quesitos ainda incompleta. Como professora apaixonada de literatura, ela estende seu amor pelos livros ao trabalho voluntário que realiza no hospital em que seu irmão, Charles, trabalha, lendo trechos de obras conhecidas para os pacientes.


Em um dia qualquer em um antiquário de Taubaté, Bia conhece um jovem estudante de jornalismo e música com uma aura vivaz e que, assim como ela, nutre uma forte paixão por livros antigos. Léo faz o coração da professora de literatura bater mais forte e a conexão entre os dois é extremamente especial, como se eles já se conhecessem há décadas. O que começou como uma simples amizade acaba se tornando um amor extasiante e arrebatador, que irá mudar o destino dos dois para sempre. Apaixonados, porém impossibilitados de viverem este amor, Bia e Léo enfrentam muitos dilemas e dificuldades e são colocados à prova  pelo destino: ou seguem o seu caminho separadamente ou atendem ao verdadeiro apelo de suas almas...

Só o Amor pode Curar nos traz uma história bonita e bem arquitetada sobre o amor, mostrando toda a sua força e sagacidade. Rompendo as barreiras do tempo, dentre outros obstáculos, o romance de Bia e Léo possui uma estrutura belíssima, mas alguns pontos um pouco divergentes. O fato dos protagonistas já serem comprometidos com outras pessoas me causou uma certa estranheza, mesmo com os dois tentando agir da forma mais politicamente correta possível e achei que o excesso de drama, além de estender a história mais do que devido, trouxe uma conotação um tanto quanto novelesca ao enredo. Narrado em primeira pessoa por Bia, de forma bem descritiva e clara, o livro se mostrou muito bom, apesar de ter pecado em alguns detalhes.

Bia é uma pessoa muito caridosa e de terno coração. Depois do acidente que a deixou gravemente ferida e que acabou ceifando a vida de seu pai, ela passou a valorizar ainda mais cada momento, além de ter recebido o dom de enxergar a aura das pessoas. Isso lhe traz tanto alegria quanto descontentamento, em face das diversas nuances que presencia com esse poder extrassensorial. O encontro dela com Léo foi realmente mágico e conforme a história vai se desdobrando e sendo revelada ao leitor, percebemos como o destino dos dois já havia se cruzado há muito tempo. Admirei bastante a protagonista por ser uma pessoa extremamente família e amiga e por ter aberto o jogo com Rodrigo, seu marido, antes de tudo acontecer. O que acabou tirando um pouco do seu viço foi a sua fragilidade e conformismo perante a situação, apesar de seu forte amor por Léo.

"E aquele beijo, de tão esperado, tão desejado, chegou até a ser doloroso, tamanho era o prazer. E nunca, jamais, havia experimentado algo assim, tão completo, tão infinito, e certamento eterno. Era como se fôssemos um ser único, almas iguais, separadas, mas que naquele momento se reencontravam e, por fim, se completavam. Não havia necessidade de preencher o tempo com palavras; falávamos em silêncio."

Léo, por sua vez, é uma pessoa muito amorosa e carinhosa e aquele tipo de ser humano que se doa em prol do outro sem visar benefício algum. O amor entre ele e Bia não pode ser vivenciado plenamente devido a uma promessa que o rapaz fez no passado e por ser um homem honrado e de palavra, ele se nega a trair os seus princípios. Achei que ele tratou com uma devoção desenfreada essa promessa e que poderia ter aberto o coração e conversado com os envolvidos logo de início, ao invés de ir protelando seu sofrimento e se tornado quase um mártir ao longo da história. Por mais que ele tenha me encantado com o seu carisma, achei que faltou um pouco de fibra no moço para ir de encontro direto a sua felicidade.

Em síntese, Só o Amor pode Curar, se mostrou um livro muito bom e um romance bem emocionante, principalmente para quem curte o gênero. Por mais que eu tenha apreciado a obra de Clara Benício, achei que a autora poderia ter cortado muita coisa do livro e. assim, ter tornado a história mais redondinha e alinhada, principalmente no que se refere a carga dramática do enredo. A capa é bonita e simples e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

13 comentários:

  1. Oi Nessa,
    não conhecia o livro, mas adorei a resenha e a premissa.
    Acho que vou gostar da leitura

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  2. eu amei a capa rsrsrs sobre a trama em si, achei bacana a proposta da autora e realmente quem curte vai se encantar e espero que esse excesso de situações que você pontua acabe sendo superado pelas sensações da leitura em si
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, tudo bem?
    Parece um livro bem tocante e emocionante, mas a premissa não instigou a minha curiosidade.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa!
    Eu gostei dessa trama, mas realmente é bem dramático. Acredito que deveria ter menos drama nessa história, rs.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nessa!
    Ainda não conhecia o livro, mas para que é fã do gênero o livro parece ser ótimo!

    Beijos,
    Elidiane - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Que pena que o livro não agradou tanto assim. Pelo perfil e caráter dos personagens e pelo próprio enredo tinha tido ara ser um livro excelente. Confesso que por esse motivo fiquei desanimada. Independentemente disso, sua resenha ficou ótima Nessa.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oie Nessa =)

    Não conhecia o livro e nem a autora, mas pela premissa e sua resenha a história me pareceu ser bem emocionante. Adoro livros que tocam o nosso coração e pelo visto esse é o caso aqui.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa
    Eu ainda não tinha visto este livro, tem um enredo interessante e parece ser bom. Adorei saber suas ressalvas e o que achou do livro.

    Beijos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Amo livros de romance, então acho que esse livro seria perfeito para mim! Gostei muito da sua resenha e fiquei doida para ler essa estória.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Oii nessa ♥
    Eu adorei a capa e o título puxou bastante minha atenção ! Me transpareceu ser uma história bem prazerosa, e espero ler em breve.
    Bjos !!!

    ResponderExcluir
  11. OI!!
    A resenha conseguiu me convencer que o livro é muito bom! Adoro livros românticos, desses bem melosos mesmo! Gosto desses encontros do destino,tipo amor a primeira vista... quero muito ler!

    ResponderExcluir
  12. Fiquei com vontade de conhecer a Bia e o Léo!! O moço é meio devagar, mas pelo menos é um homem de palavra!! E que bom que a Bia foi sincera com Rodrigo, seu marido!! O livro é bem grandinho, quase quinhentas páginas!! Es pero que eles consigam ficar juntos apesar dos contratempos na vida deles!!

    ResponderExcluir
  13. to amando nao parp de ler e lindo vai alem da imaginaçao e vou confessar nao so fan de ler mais esse livro to amando de verdade

    ResponderExcluir