05/09/2016

Resenha: Moriarty - Anthony Horowitz

Título original: Moriarty
Gênero: Suspense policial
Páginas: 350
Editora: Record
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Moriarty, do inglês Anthony Horowitz, nos traz uma trama intrincada e repleta de conspirações na Londres da Era Vitoriana. Após a morte do aclamado investigador Sherlock Holmes e de seu arqui-inimigo Moriarty nas cataratas de Reichenbach, fatos macabros passam a acontecer e como agradecimento pelos serviços prestados pelo saudoso detetive, a Scotland Yard decide enviar um dos seus maiores inspetores para investigar tais fatos, o que acaba desencadeando uma série de eventos. Confesso que não cheguei a ler nenhum dos livros de Arthur Conan Doyle e que conheço a enigmática figura de Sherlock Holmes por meio de filmes e do próprio cunho popular do personagem, porém gostei do segmento abordado pelo autor Anthony Horowitz e da forma como ele conseguiu envolver o leitor em sua trama e deslumbrá-lo por meio de paisagens bem descritas e levemente góticas.

Ao que tudo indica, Sherlock Holmes e seu grande inimigo,o professor Moriarty, morreram em meio a um confronto nas cataratas de Reichenbach sem deixar testemunhas. Como forma de agradecimento ao trabalho pomposo e preciso do famoso detetive, a Scotland Yard decide enviar Athelney Jones - um dos seus maiores inspetores e fã assíduo do trabalho e das técnicas utilizadas por Holmes -  para a pitoresca cidade de Meiringen. O que o inspetor Jones não imaginava era que lá encontraria o detetive norte-americano Frederick Chase, que lhe apresenta um novo caso.


Antes do fatal confronto com seu rival, Moriarty estava prestes a se encontrar com um dos grandes gênios do crime do outro lado do Atlântico, uma figura tão misteriosa e enigmática quanto o próprio professor. Porém, com a morte de Moriarty, o caminho se encontra livre para que este criminoso possa ampliar sua rede de negócios e resta a Chase e Jones desvendar sua verdadeira identidade antes que seja tarde demais.

Moriarty nos traz uma trama policial repleta de adrenalina, suspense, mistério, terror e conspirações. Escrito de modo bastante peculiar e rico em detalhes, a trama é extremamente convidativa, fazendo com que o leitor mergulhe pouco a pouco em suas páginas e se veja inebriado pela história e pelo seu descortinar. Narrado em primeira pessoa pelo detetive Frederick Chase, de forma bastante descritiva e envolvente, o livro se mostrou um prato cheio para quem aprecia um bom suspense policial, sobretudo para os fãs do aclamado personagem Sherlock Holmes.

"Os grandes julgamentos dependem de coisas pequenas."

Com personagens que trazem em si uma astúcia semelhante à de Sherlock Holmes e que, tal como o detetive, utilizam-se de técnicas como método científico e lógica dedutiva, a trama se mostrou uma visita glamourosa ao mundo criado por Sir Arthur Conan Doyle. Altherney Jones testa seus limites a todo instante e fica visível ao longo da história o quanto o inspetor tenta se superar a cada instante, como se precisasse provar algo para si próprio e até mesmo para alguém. Já Frederick Chase não chega a ser tão enérgico, mas é um exímio observador e suas conclusões são dotadas de precisão e sabedoria. A dupla passa por inúmeros perigos ao tentar desvendar a identidade do novo gênio do crime que assola Londres e uma das cenas mais brutais da trama é quando os dois são torturados dentro de um frigorífico.

"É nos menores e mais insignificantes detalhes que a verdade pode ser encontrada."

Em síntese, Moriarty nos traz uma história alucinante e situada no mesmo mundo de Sherlock Holmes, com um clima de mistério e suspense instigante. A caracterização da trama foi muito bem trabalhada por Anthony Horowitz e o ritmo do enredo é de tirar o fôlego, mediante os inúmeros perigos enfrentados pelos protagonistas. A capa do livro é simples e a diagramação está bem caprichada, com fonte em bom tamanho, revisão de qualidade e ilustrações da Londres Vitoriana nas sobrecapas. Recomendo ☺

9 comentários:

  1. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Quando você disse que no livro Sherlock Holmes e o professor Moriarty já estavam mortos, acreditei que não gostaria, pois é arriscado escrever uma história do universo deles, sem eles. Mas pelo visto teremos o mesmo clima e personagens cativantes a sua maneira. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Resenha maravilhosa amei amei a dica do livro, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa,
    não conhecia o livro, mas já me apaixonei pela capa: linda!!
    adorei a premissa do livro

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia o livro também, seu blog é muito lindo.
    Parabéns e muito SUCESSO ♥
    Te convido para conhecer meu blog
    Beijos da Mandy
    floordemandacaru.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Eita, que capa é essa? Que coisa mais linda! Não conhecia o livro, mas pela sua resenha, ele me pareceu bom. Adorei!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Nunca li nada do Sherlock, mas assisti a série e adorei. Este livro parece trazer de volta a este mundo, fiquei curiosaa pela trama.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. oi Nessa, você ja deve ter percebido que eu não sou muito chegada em propostas mais regadas de suspense, mas tenho que admitir que fiquei com um fraco pela trama
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nessa!
    Ainda não conhecia o livro, porém se é repleto de mistérios já se torna interessante!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, não conhecia o livro. Quero muito ler os livros de Sherlock Holmes, se eu gostar creio que leio esse também. Parabéns pela resenha! ♥️

    Blog Literário 2

    ResponderExcluir