16/10/2016

Resenha: A Rainha Normanda - Patricia Bracewell

Título original: Shadow of the crown
Gênero: Romance histórico
Páginas: 400
Editora: Arqueiro
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro A Rainha Normanda, de Patricia Bracewell, nos traz um romance estupendo sobre Emma da Normandia, uma mulher forte, resiliente e que lutou bravamente para encontrar seu lugar no mundo. Tecido com riqueza de detalhes e nos apresentando uma cadeia de intrigas políticas, bem como uma busca cega pelo poder, a trama de Patricia Bracewell consegue nos transportar para a Inglaterra do início do século XI com todos os seus sabores e dissabores.

Em 1002, a jovem Emma da Normandia, com então 15 anos, atravessa o Mar Estreito para se casar. O homem escolhido para ser seu marido é Æthelred II, o poderoso rei da Inglaterra, bem mais velho do que a moça e já pai de vários filhos. Emma só consegue ver o seu noivo na porta da catedral, no dia da cerimônia.

De uma hora para outra, Emma se torna parte de uma corte traiçoeira, presa a um marido voluntarioso e bruto, que não confia nela em hipótese alguma. Além disso, a jovem rainha está cercada por enteados que ressentem sua presença e por uma poderosa rival, Elgiva, que cobiça tanto o seu marido quanto sua coroa.

Forte e determinada a vencer os seus adversários, Emma forja alianças com pessoas influentes dentro do reino e conquista a afeição do povo da Inglaterra. Mas, ao se apaixonar por um homem que não é seu marido em meio a uma batalha viking, acaba colocando sua posição e sua própria vida em risco.

Baseado em acontecimentos reais descritos na Crônica Anglo-Saxã, A Rainha Normanda nos conduz por um período fascinante e até então esquecido da história da Inglaterra, onde poder e amor proibido caminhavam lado a lado numa corte medieval. Escrito com brilhantismo e bastante ênfase, o romance de Patrícia Bracewell se mostrou uma história rica, magistral e com um contexto histórico esplêndido. Narrado em terceira pessoa, de forma bastante ampla e detalhada, o enredo nos surpreende por contar a história de uma heroína forte e determinada, que lutou com cada fibra de seu ser em prol de sua existência.

"Era um mundo povoado por homens e mulheres tramando por poder e promoções, e seu casamento tinha criado rancores em relação a ela que poderiam um dia lhe angariar muitos inimigos, dos quais ela mal poderia se defender."

Emma deixa a Dinamarca com apenas 15 anos para se juntar a um rei extremamente poderoso e temperamental. A jovem chega à Inglaterra com duas missões distintas: ser informante para o seu irmão, Richard, e dar ao rei um herdeiro homem. Desta forma, Emma poderá aumentar a influência de sua família na corte e garantir o seu próprio poder, mas tais tarefas não se mostram nada fáceis para a jovem rainha, afinal, o rei Æthelred é um homem bastante desconfiado e ela não consegue engravidar tão fácil quanto se poderia supor. O rei Æthelred menospreza Emma o tempo inteiro, além de agir com brutalidade para com a rainha, tornando sua vivência na corte quase um martírio. Emma é forte e segue à risca o conselho de seu irmão Richard, de que ela deve fazer o rei respeitá-la como rainha. Ela firma alianças com pessoas influentes dentro do reino e pouco a pouco vai conquistando o carisma do povo da Inglaterra, por mais que tenha que lhe dar com as agruras do marido, a desconfiança dos enteados e com a ameaça de uma amante usurpadora. Porém, ao seu apaixonar verdadeiramente, a rainha acaba colocando não só sua coroa, como também sua própria vida em risco. A rainha Emma de Normandia se mostrou uma personagem marcante, memorável e uma verdadeira guerreira. A jovem é inteligente, perspicaz e em prol de seus objetivos, é capaz de inúmeros sacrifícios, o que acabou lhe sagrando uma heroína inesquecível.


"Teve a impressão de que havia chegado a uma época em que o amor não tinha lugar. Que era algo a ser apagado, queimado e descartado, deixando espaço apenas para o ódio, o medo, e na melhor das hipóteses, uma fria aliança ocasional."

Os demais personagens da trama também foram muito bem trabalhados e realçados dentro da história. O rei Æthelred é um homem atormentado pelo remorso e cercado de fantasmas, o que acaba fomentando sua desconfiança. O rei é bastante temperamental e voluntarioso e com isso toma medidas cruéis e extremamente mesquinhas. Athelstan, o seu filho mais velho, é um exímio e ardiloso guerreiro e se mostra preparado para ser seu futuro sucessor, apesar de seguir em uma estrada que acabará o levando a ruína, Elgiva, a amante do rei, é uma mulher ambiciosa e capaz de tudo em prol de seus objetivos, não poupando esforços para isso.

Em suma, A Rainha Normanda é um romance norteado por rivalidades políticas, escândalos e disputas entre a nobreza, o clero e a realeza. Em meio à batalhas vikings sangrentas e cruéis e artimanhas em busca de poder, surge um amor impossível que colocará em risco muitas vidas e selará o destino de outras tantas, tornando a trama incrivelmente arrebatadora e épica. A capa é incrivelmente bonita e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺


13 comentários:

  1. Eu adoro esses livros que nos trazem personagens fortes e com personalidade, a trama me chamou muito a atenção.
    Art of life and books.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nessa!
    Eu amo a capa desse livro, e estou ansiosa para lê-lo, amo romances desse gênero!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amgas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie,
    nossa, já vi este livro por ai e sempre tive curiosidade e não tinha visto a resenha.
    Curti bastante a resenha

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    Sorteio Amor Roxo

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,

    Gosto de livros assim, e se tem todo esse jogo de intrigas, vikings, quando você falou do rei Æthelred lembrei de um seriado que estreiou na Fall season de 2015, se chama The Last Kingdom e gostei muito.

    Beijos Mila
    Daily of Books

    ResponderExcluir
  5. Oi, Nessa
    Parece ser um livro eletrizante. Interessante essa dose de romance no meio de tantas batalhas. Uma mistura que se o autor souber fazer (como neste caso), a leitura flui perfeitamente. Adorei.
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Faz tempinho que eu li este livro, eu até curti a leitura sabe, mas não chegou a me conquistar.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Nossa!!!!! Que história extraordinária!!! Não gostaria de estar no lugar dela, aquela época era muito difícil para as mulheres. Eu sei que o rei provavelmente casou com ela por política, mas se era tão desconfiado assim, e se tinha a intenção de tornar a vida dela um inferno, porque casou com outra? Como romãntica que sou, estou torcendo para que ela fique com o homem por quem se apaixonou, mas sei que será um amor impossível, pelas circunstancias. Você me deixou louca para ler o livro. Adorei sua resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. oi Nessa, é um trabalho lindo e com certeza um enredo que levará para viagens nórdicas!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oii Nessa

    Amei! Justamente porque A Rainha Normanda nãao é um simples romance, mas tem batalhas, um cenário de intrigas, traição e segredos, e tudo isso junto me encanta. Com certeza vou querer ler esse livro.

    Beijos

    unbloglitteraire.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  10. Oie, Nessa!
    eu já li esse livro e gostei bastante da trama, não vejo a hora de ler o segundo livro. Tomara que a editora não demore muit para publicar.
    Bjks!

    ResponderExcluir
  11. Oie Nessa =)

    Esse livro me deixou curiosa desde o lançamento, mas ai li umas resenhas tão negativas dele que acabei desanimando da leitura.

    Porém, depois de ler a sua fiquei novamente animada em dar uma chance a história. Algo me diz que vou gostar ^^

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  12. Oi Nessa,
    Vi essa capa desse livro há alguns meses atrás em uma livraria aqui na cidade e achei interessante, lendo sua resenha gostei da história por envolver toda epoca medieval e vikings. Gosto de contextos assim, assisti a esses dias o filme da "Duquesa" muito bom. Espero poder ler também.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2016/10/explicacoes.html

    ResponderExcluir
  13. Olá Nessa.

    Li e resenhei esse livro no blog, me surpreendeu, gostei demais e com certeza vale muito a leitura....ótima resenha....abraço.


    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir