11/11/2016

Resenha: Uma Canção de Ninar - Sarah Dessen

Título original: This Lullaby
Gênero: Romance/Young Adult
Páginas: 352
Editora: Seguinte
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Uma Canção de Ninar, da autora best-seller Sarah Dessen, nos traz um romance cativante e singelo sobre o amor e suas delícias e dores. Com personagens bem descolados e dinâmicos e um enredo bem-humorado e norteado por música, a trama é bastante envolvente e nos apresenta uma garota responsável e centrada que teme o amor devido ao histórico nada favorável de sua família.

Remy terminou o colégio e está curtindo suas últimas férias antes de ingressar na Universidade de Stanford, que fica há mais de cinco quilômetros de sua casa. Mas o verão da jovem não será nada tranquilo, afinal ela está organizando o quinto casamento de sua mãe, a renomada escritora Barbara Starr com o dono de uma concessionária, Don Davis.

Durante uma visita ao Don Davis Motors para acertar os últimos detalhes do casamento com seu futuro padrasto, Remy conhece Dexter. Na verdade, Dexter esbarra nela, alegando sentir uma profunda conexão entre eles como se fosse algo sacramentado pelo destino.

Remy acha o garoto muito inconveniente e não acredita que os romances sejam verdadeiramente como descritos nas histórias de sua mãe. Sempre que a jovem começa a namorar alguém, faz de tudo para que o relacionamento dure poucas semanas e sempre identifica o momento certo de colocar um ponto final na relação: logo após a paixão inicial, antes que o envolvimento emocional se aprofunde.

Dexter é um garoto persistente e não vai desistir assim tão fácil dela. Depois de muita insistência por parte dele, os dois acabam se aproximando e Remy decide lhe dar uma chance. Por mais estranho e incrível que pareça, os defeitos de Dexter -  que tanto causavam repulsa em Remy no passado - acabam não lhe irritando tanto como o esperado e em pouco tempo ela se vê envolvida na rotina da banda Truth Squad, na qual o jovem é vocalista.

Em meio a talheres de plástico, copos descartáveis, churrascos estorricados, um cachorro fofo chamado Macaco e músicas que fazem uma verdadeira ode à batata, Remy se pergunta pela primeira vez em sua vida se vale a pena depositar fé e esperança no amor...

Uma Canção de Ninar se mostrou um romance terno e suave, com várias referências contemporâneas e uma visão ampla sobre o amor. O amor é abordado na trama de Sarah Dessen em suas mais diversas facetas: aquela que nos traz regozijo para a alma; aquela nos machuca e causa dor e mágoa e, acima de tudo, na forma forte e intensa que nutrimos por nós mesmos, ou seja, o amor próprio. Com personagens jovens e dotados de uma bagagem emocional a ser levada em consideração e uma narrativa em primeira pessoa feita por Remy em um ritmo convidativo, envolvente e bastante fluído, o livro entrou para o rol dos meus queridinhos da autora,

Remy é uma jovem forte, responsável e dona de si. Traumatizada por ter sido abandonada ainda criança pelo pai - um músico riponga que nunca conheceu, mas que lhe escreveu uma música que se tornou uma espécie de viral ao redor do mundo - e pelos inúmeros casamentos de sua mãe terminados em divórcio, ela não acredita no amor. E por ser incrédula a respeito, a jovem faz de tudo para proteger seu coração, como encurtar seus relacionamentos antes que eles se tornem sérios demais e ter como regra jamais se envolver com um músico. Apesar da pouca idade, Remy é muito mais madura e centrada do que sua mãe, que depende da garota para praticamente tudo, desde a organização de um casamento como até mesmo a lista de compras do supermercado. A protagonista possui qualidades que eu admiro bastante e entendo perfeitamente o seu entrave perante o amor, pois devido a uma experiência traumática do passado e ao histórico nada promissor de sua progenitora, ela criou uma espécie de redoma ao redor de si para não se machucar. Quando passamos por uma desilusão, automaticamente nos tornamos mais seletivos e criteriosos em nossos relacionamentos e acredito que a autora tenha construído a personagem se baseando em pessoas que já tiveram o seu coração partido ou acompanharam algo que tenha sido doloroso e frustrante. Seu romance com Dexter trouxe toda uma magia para a trama, pois o jovem é espirituoso, faz piada de tudo e pouco a pouco vai derrubando todas as barreiras erguidas por Remy.

"Enquanto o resto do mundo seguia alheio, tomando o café, lendo o caderno de esportes e pegando as roupas na lavanderia, eu me inclinava para frente e beijava Dexter, fazendo uma escolha que mudaria tudo. Talvez em algum lugar houvesse uma reverberação, um salto, uma pequena mudança no universo, quase despercebida. Não senti naquela hora. Senti apenas que ele retribuía o beijo, me levando para a luz do sol enquanto eu me perdia no gosto de sua boca e sentia o mundo seguir seu rumo, como sempre havia feito, à nossa volta."

Dexter é um garoto descolado, bem-humorado e que luta por aquilo que quer e acredita. Sua persistência e criatividade foram o que fizeram com que ele ganhasse a atenção e simpatia de Remy e pouco a pouco conquistasse seu coração. Ele abandonou um futuro meticulosamente traçado por sua família para seguir a carreira de músico e mesmo sem conseguir uma gravadora, ama o que faz e se diverte demais ao lado dos demais membros da Truth Squad. Mesmo tendo uma experiência semelhante a de Remy, ele acredita piamente no amor e faz de tudo para mudar a visão deturpada que Remy tem sobre esse sentimento. Eu amei o romance dos dois e apesar do casal ser bem diferente entre si, a química entre eles é notável e os dois se conectam tal como se fossem peças de um mesmo quebra-cabeças.

"Eu sabia que não havia garantias. Não tinha como saber o que viria a seguir para mim, ou para ele, ou para qualquer um. Algumas coisas não duravam para sempre, mas outras, sim. Como uma boa música, ou um bom livro, ou uma boa lembrança que se pode pegar e desdobrar nos piores momentos, segurando pelos cantos e olhando bem de perto, esperando reconhecer a pessoa que se vê ali."

Em síntese, Uma Canção de Ninar se mostrou um romance envolvente e belo, que enaltece o poder do amor e a importância de darmos uma segunda chance, não só para os outros como também para nós mesmos. A autora soube desenvolver uma trama juvenil rica, com maestria e coesão, além de nos arrebatar para dentro da história de Dexter e Remy. Tal como os protagonistas, os demais personagens da trama também se destacam por suas excentricidades, principalmente as melhores amigas de Remy - Chloe, Jess e Lissa - que são garotas bem irreverentes e unidas entre si. A capa do livro é muito bonita e nos traz uma garota pulando na cama elástica, ilustrando um dos passatempos de Remy e de suas amigas e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

16 comentários:

  1. Oi Nessa
    Eu ainda não li nada desta autora e sou curiosa para conhecer, sempre vejo bons comentários. Fiquei com vontade de ler este.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nunca li nada dessa autora, mas lembre leio ótimos comentários! A curiosidade é natural até
      http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. Parece ser um bom livro. Não sei se leria no momento, mas quem sabe depois. A autora parece escrever muito bem. OS personagens devem ser bem construídos. Esse trauma da protagonista acho que iria mexer comigo. Só de ler sua resenha fiquei com pena dela.
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa,
    Já vi muitos elogios a autora e desde então tenho vontade de conferir um de seus livros.
    O que me chamou atenção na sua resenha é como o amor é abordado no livro.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,
    Eu preciso ler algo da Sarah.
    São tantos elogios e tantos livros lançados que já estou me perdendo.
    Vou colocar na lista como uma prioridade.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa! Eu ainda não li nada dessa autora, mas adoro um romance terno e suave, gostei da premissa! Parece ser um ótimo livro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi, Nessa!
    A escrita da Sarah é muito boa, sempre cheia de reflexões!
    Parabéns pela resenha!

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Eu adoro pessoas que insistem, não desistem da outra, pelo comportamento dela, ele poderia ter aceito o não e ter ido embora. Mas ele persistir, demonstra, em minha opinião, a força do que sente por ela. Tem como não se apaixonar por alguém assim??? Amei o livro os Bons segredos da autora e virei fã. Estou louca para ler esse livro. Adorei sua resenha!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oie,
    não conhecia o livro, mas adorei a premissa.

    bjos
    <a href="http://blog.vanessasueroz.com.br>Blog Vanessa Sueroz</a>

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem? Esse livro parece ser demais, vejo muitas pessoas falando bem dele. Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nessa.
    Acho que eu iria curtir essa leitura. A Remy parece ser uma personagem bem forte. Gosto de protagonistas assim.
    Beijos!
    http://ymaia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Deve ser um livro super leve de se ler! Gostei do enredo. E realmente... é das segundas chances que vem os arrependimentos mais sinceros!

    Bjinhos,
    ❥ AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Vanessa, tudo bem?
    Ohn, o enredo parece bem fofinho! Gosto de romances que aquecem o coração.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  13. Oie Nessa =)

    Comprei esse livro na bienal, mas ainda não consegui ler ele. Li algumas resenhas negativas o que fez com que as minhas expectativas em relação a leitura diminuíssem um pouco.

    Mas ainda sim estou bem curiosa para conhecer essa história.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
  14. Oi, adoro romances. Sua resenha ficou ótima e bem explicada. Me interessei pela história. Beijos ♥️

    Novidade no blog!!!
    Click Literário

    ResponderExcluir
  15. Olá Nessa,

    Esse livro já está na minha lista e a trama é bem interessante, espero ter a oportunidade de lê-lo um dia, parabéns pela resenha...abraço.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir