20/12/2016

Resenha: Três Dias para Sempre - Janda Montenegro

Edição: 1
Ano: 2015
Gênero: Romance
Páginas: 272
Editora: Novo Conceito
Classificação: 3/5
Comprar: Submarino
O livro Três Dias para Sempre, da carioca Janda Montenegro, nos traz um romance de verão que se passa na "cidade maravilhosa" em meio a todo o calor e clima convidativo da região. Infelizmente não consegui me afeiçoar com os personagens da trama e achei os pensamentos da protagonista bastante contraditórios e por vezes infantis. O mocinho também não conseguiu me cativar e o seu jeito bem jovial de ser acabou revelando uma personalidade imatura e volúvel.

Line mora sozinha no Rio de Janeiro, ainda tentando se recompor após ter sido abandonada no altar pelo noivo. Sem um emprego que lhe dê prazer e amigos que a divirtam, a jovem não tem coragem de voltar para sua cidade natal na Bahia depois de tudo o que aconteceu e assiste os dias irem passando lentamente enquanto decide o rumo que tomará sua vida.

Durante uma viagem de ônibus, ela acaba conhecendo o brasiliense Téo, que está na cidade como turista aproveitando o verão carioca. Depois de alguns olhares trocados e de se falarem por mensagens de texto no celular, os dois acabam engatando a típica paixão de verão.

Para Line, tal envolvimento poderia apenas ser uma distração para as noites quentes cariocas, passeando por barzinhos e aproveitando o aconchego do apartamento onde Téo está hospedado. Porém, seu coração machucado e demasiadamente carente se envolve com muita facilidade nesta história de amor e ela promete para si mesma não deixar Téo ir embora sem antes saber o quanto ele mudou sua vida...

Três Dias para Sempre não foge muito dos tradicionais romances de verão que figuram pelo mercado, nos trazendo uma história incrustada por recomeços, badalações, sol e praia. Apesar de ser uma leitura leve e descontraída, não consegui sentir apatia pelos personagens e por suas infantilidades, principalmente no que concerne a Line. Narrado em terceira pessoa, de forma ampla e dinâmica, a escrita do livro foi muito bem elaborada e possui um ritmo contagiante, mas os protagonistas poderiam ter sido um pouco mais desenvolvidos e centrados.

Inicialmente, pensei que fosse gostar muito da Line. Ela passou por uma terrível decepção amorosa, sendo abandonada pelo noivo do dia do casamento e tendo que trabalhar como transfer no hotel em que passaria a sua então lua-de-mel para sobreviver. Por mais que ela esteja sozinha no Rio de Janeiro, se nega a voltar para sua cidade natal no interior da Bahia, pois não quer decepcionar seus pais com tudo o que aconteceu e nem ser vítima de falatórios pelo fato do seu casamento não ter se realizado. Analisando esse histórico, pensei: "Essa personagem vai se mostrar uma mulher extremamente forte e vai dar a volta por cima" e infelizmente eu não poderia estar mais enganada. Quando conhece Téo, Line se ilude de forma paranoica com o brasiliense, romantizando cada instante entre eles e traçando planos mentais para o futuro dos dois, sendo que tudo não passa de uma mera paixão de verão e o jovem demonstra isso com veracidade. Mesmo tendo passado por uma situação difícil, é notável que Line não aprendeu nada com seus erros de outrora e se ilude facilmente, além de ter um comportamento bem infantil e inseguro, buscando aceitação dos outros para quase tudo. Em um dos momentos da trama, quando Téo avisa que irá embora pois se encontra sem dinheiro, a jovem se oferece até mesmo para sustentá-lo e lhe oferece moradia, roupa lavada e grana, contanto que ele passe mais alguns dias com ela e tal situação mostrou o quanto a personagem é alguém dependente e intrinsecamente frágil.

Logo se vê que Téo não quer nada sério e sim curtir suas férias o máximo que puder. Não tem romantismo na forma como ele se aproxima de Line, simplesmente perguntando se a garota vai fazer o seu verão nas terras cariocas valer a pena e nada mais. Ele não revela planos para o futuro e parece mais empolgado em curtir o seu skate do que em embarcar em um relacionamento sério. Apesar do seu jeito bem infantil e um pouco irresponsável de ser, ele não ilude Line em nenhum momento, fazendo com que a moça fantasie única e isoladamente sua paixão de verão.

Em suma, Três Dias para Sempre se mostrou uma história leve e uma leitura típica para aqueles dias mais ensolarados. Apesar de não ter simpatizado com os personagens e ter esperado bem mais deles, gostei bastante da narrativa da Janda Montenegro e de sua flexibilidade na escrita, por mais que tenha achado o final do livro bem vago e inconclusivo. A capa é bem descolada, trazendo o calçadão de Copacabana e algumas fotos que ilustram os pontos turísticos do Rio de Janeiro, bem como dos momentos vividos entre o casal da trama e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho, revisão de qualidade e ilustrações do Cristo Redentor no começo de cada página e o ladrilho da calçada de Copacabana em seus rodapés. Apesar das pequenas ressalvas, não deixo de recomendar.

12 comentários:

  1. Oie,
    li este livro há algum tempo, mas confesso que não curti muito.
    Gostei da resenha

    bjos
    Blog Vanessa Sueroz
    3 livros por 20 reais

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem? Já tinha visto esse livro por aí, mas não sabia sobre o que se tratava. Adorei a resenha e já quero ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  3. oi Nessa, o livro figura na minha lista de desejados faz um tempinho, mas com a sua sincera resenha estou com um pé atrás!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, tudo bem?

    Parece ser um livro leve e gostoso de ler, mas acho que não vou curtir o Teo e nem a Line rsrsrsrsrs mas ainda assim parece ser uma boa história!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Olha, em um verão aí já me envolvi com um Téo da vida kkkkk ótima resenha!

    Bjinhos,
    ❥AmigaDelicada.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre esse romance, mas tinha me deparado com ele por aí algumas meses, sua resenha honestamente não me motivou a conhecer essa história, fica difícil aturar uma leitura quando os personagens não nos cativa...

    Beijos
    Dani Cruz
    www.blogemcomum.com.br

    ResponderExcluir
  7. que chato voc~e não ter gostado muito dos personagens principais, acho que o que me faz amar o livro são os protagonistas, quando falham neles, me decepciono :/
    www.byanak.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oie Nessa =)

    Esse é um dos casos que desisti de um livro depois de ler tantas resenhas negativas dele =(

    A história não ser muito envolvente é algo que consigo relevar, mas os personagens principais não convencerem ou não serem cativantes é bem complicado.

    Beijos e um Feliz Natal para você e sua família!

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ps: Vi que você está lendo A Linguagem das Flores *-* esse livro é muito amor! Espero que goste =D

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nessa!
    É, por causa de personagens assim, que eu confesso que fujo um pouco desse gênero chick-lit de romances de verão/férias. Não consigo me prender muito nessas histórias de paixões repentinas e ainda mais quando elas são criadas e cultivadas apenas por um dos lados! É uma pena que a autora não tenha construído personalidades melhores para os protagonistas :/ Mas a capa é linda mesmo! Beijinhos, Beatriz.

    O Diário de uma Escritora Iniciante

    ResponderExcluir
  10. Nossa, eu também não gostaria dos personagens, não curti muito:/ Não conhecia o livro, mas adorei saber a sua opinião <3 beijão
    www.blogbelezamake.com

    ResponderExcluir
  11. Oie! Não conheço o livro, mas ja ouvi falar da escritora, mas acredito que seria um livro que eu não leria por hora! E mil desculpas pelo sumiço, esse ano foi bem complicado, mas prometo que ano que vem volto 100%
    Bjss! Aqui a explicação do meu sumiço! kkkk
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2016/12/defina-2016-com-uma-palavra.html

    ResponderExcluir
  12. Oie, eu estava com esse livro e acabei que nem li, doei para outra pessoa.... pelo que você não me arrependo de não ter lido rsrs

    bjs

    www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir