11/04/2017

Resenha: Fingindo - Cora Carmack

Título original: Faking it
Gênero: Romance/New Adult
Páginas: 336
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
Em Fingindo, segundo volume da trilogia Losing It, de Cora Carmack, conhecemos Max e Cade, um casal improvável e completamente diferente um do outro que finge um relacionamento para agradar os pais da moça e acabam se apaixonando perdidamente. Seguindo a mesma tendência do livro anterior - com uma narrativa leve, suave e em alguns momentos, até mesmo cômica - e mantendo a dose certa de sensualidade, Fingindo conseguiu me conquistar e me entreter do início ao fim.

Dona de cabelos vermelhos estonteantes e esbanjando várias tatuagens pelo corpo, Max leva o estilo de vida que os seus pais mais abominam e desprezam. E o pior de tudo é que eles nem imaginam que a filha seja desse jeito.

A jovem entra em parafuso quando seus pais a visitam na faculdade e insistem em conhecer o seu namorado - um rapaz meio gótico/punk que fisicamente é muito semelhante à Max. A solução que a moça encontra para não ser desmascarada é abordar um jovem ator desconhecido na lanchonete e pedir que ele finja ser seu namorado. Para Cade, a proposta não poderia ter vindo em hora melhor, afinal, ele sempre esperou pelo momento em que acabaria com a sua imagem de bom moço, que até hoje só atrapalhou sua vida e seus relacionamentos.

Nesse inocente faz de conta com hora marcada para terminar, tudo pode acontecer e quando menos se espera surge um casal sedutor, autêntico e divertido, que passará por muitas provações e momentos de felicidade juntos.

Fingindo se mostrou uma ótima continuação para Perdendo-me e nos apresentou uma história divertida, romântica  e focada nos relacionamentos familiares. Acompanhar a paixão entre Cade e Max crescer pouco a pouco apesar das enormes diferenças entre o casal foi bem gratificante e por muitas vezes cômico. Enquanto Cade é a ponderação em pessoa, Max é uma verdadeira explosão e de certa forma tais peculiaridades se tornam um elo importante entre os dois, como se um completasse o outro. Narrado em primeira pessoa por Cade e Max sob pontos de vista alternados, o livro conseguiu me surpreender positivamente e se mostrou uma excelente leitura.

Cade é o melhor amigo de Bliss no volume anterior, além de ser perdidamente apaixonado pela moça. Com o noivado dela, ele fica completamente consternado e assim que surge a oportunidade de se tornar namorado de mentirinha de Max, não hesita por um minuto que seja, afinal, o que ele mais quer é deixar a sua imagem de bom moço para trás. Ele proporciona toda a calmaria e paz que Max necessita, apesar de em alguns momentos não ter sido enérgico o suficiente para lidar com determinadas situações. Gostei de acompanhar o desenvolvimento do personagem durante a trama, sobretudo o seu amadurecimento.

"Ela riu e eu quis pegá-la em meus braços, deitá-la no sofá e mapear cada pedacinho de sua pele com a minha boca. Queria saborear todas as tatuagens e saber o significado que tinham para ela. Queria descobrir os segredos que estavam por trás da sua expressão defensiva."

Max é apaixonada pela música e quando está no palco cantando com sua banda, tudo se transforma ao seu redor, como se a moça alcançasse uma espécie de nirvana. Vinda de uma filha bem conservadora e repleta de traumas, a jovem tenta ocultar dos pais sua verdadeira personalidade, sobretudo seu espírito livre e aventureiro. Cade se torna uma espécie de ponto de equilíbrio para ela; alguém que consegue fincar os seus pés no chão e trazê-la para a realidade. Acompanhar o passado da personagem foi um pouco angustiante, mas nos fez compreendê-la melhor e entender a sua ânsia por intensidade e liberdade.

"Ele estava tão perto, mas tão longe, e quanto mais ele permanecia ali, mais irregular minha respiração ficava."

Em suma, Fingindo é um livro divertido, com um belo romance de fundo e que aborda os relacionamentos familiares com maestria e precisão. Apesar da sinopse insinuar um certo apelo sexual, o livro vai muito além disso - tal como o seu volume anterior - e nos mostra um panorama cômico, repleto de descobertas, sacrifícios e amor. A capa segue o mesmo padrão da anterior e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

Confira a resenha anterior da trilogia Losing It:

►PERDENDO-ME

9 comentários:

  1. Oi Nessa
    Tenho curiosidade sobre esta série, o enredo é bom, mas ainda não consegui encaixar nas minhas leituras.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi! Gosto de histórias assim, onde começa em fingimento e depois se torna um romance. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  3. esse foi o meu preferido da série Nessa, a trama de Cora me conquistou logo no começo
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Uma amiga me recomendou tanto esse série que eu me entreguei e adorei!!! Já li o primeiro e esse, só falta o último. Eu gostei tanto dos dois casais que confesso que não sei dizer qual é o meu livro preferido. Adorei sua resenha!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Vanessa,
    Gostei da sua resenha o livro parece ser bem interessante, então acredito que irei gostar de acompanhar o desenrolar da história de Max e Cade.

    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa,
    Não tinha ideia de que essa série abordava os relacionamentos familiares. Realmente, a capa dá uma impressão errada.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa,
    Gostei da dica, sempre fico curiosa com o gênero e ainda envolve música. O casal parece ser legal. Espero ler em breve.

    P.S.: Obrigada pela força lá no blog :D

    tenha um ótimo feriado =D
    Nana - Canto Cultzíneo
    Siga o novo Twitter, o @ObsessionValley será desativado em breve

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, tudo bem?
    Já vi bons comentários sobre essa série! Que bom que você curtiu a leitura. Talvez no futuro eu confira essa história.
    Beijos,

    Priscilla
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa! Eu só li este da autora e gostei! o casal é muito bom e ainda pretendo ler os outros da série!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir