07/06/2017

Resenha: Achados & Perdidos - Brooke Davis

Título original: Lost & Found
Gênero: Romance
Páginas: 252
Editora: Record
Classificação: 3/5
Comprar: Saraiva
O livro Achados & Perdidos, da australiana Brooke Davis, nos traz uma história interessante e bem figurativa, que relaciona a infância com a velhice com uma abordagem clara e repleta de elementos. Além de ser o romance de estreia da autora, o livro fez parte de seu doutorado na Curtin University e se tornou um best-seller, com os direitos de publicação vendidos para 26 países. Apesar da forte aclamação pela mídia especializada, infelizmente a história não me envolveu tanto quanto eu gostaria.

Millie Bird é uma garotinha de 7 anos curiosa e muito inteligente. Apesar da pouca idade, ela já tem conhecimento sobre muitas coisas, inclusive sobre a morte, utilizando um caderno intitulado Um Livro das Coisas Mortas onde descreve tudo que já não existe mais, com uma parte em que consta o seu próprio pai. Millie também sabe que as pessoas simplesmente vão embora, tal como sua mãe o fez, ao deixá-la em uma loja de departamentos e prometer voltar...

Millie só não está triste porque se deparou com Karl, O Digitador, que possui o estranho hábito de escrever as palavras no ar enquanto fala. Ele perdeu o grande amor de sua vida e acabou de fugir da casa de repouso em que foi internado pelo filho. Juntos, os dois fazem muitas estripulias ao lado de Manny, o manequim da loja em que Millie foi esquecida e que se tornou o melhor amigo deles. Tem também a Agatha, uma senhora que fala sozinha e que viveu reclusa e trancada dentro da própria casa após a morte do marido, mas que resolve colocar os pés na rua para ajudar Millie a reencontrar a mãe. Juntos, esse trio improvável formado por uma adorável garotinha, um velhinho aventureiro e uma senhora rabugenta partem em uma jornada de auto-descobrimento, confusões e muitos ensinamentos.

Achados & Perdidos nos trouxe uma premissa repleta de aventuras e a julgar pela sua sinopse, prometia ser um livro emocionante e inteligente, porém confesso que não localizei tais atributos no livro de estreia de Brooke Davis. A história escrita pela autora é interessante e gostei do modo como ela descreveu a perenidade e o esvanecimento da vida, mas achei que em alguns momentos ela forçou um pouco a barra. Narrado em terceira pessoa com capítulos que salientam individualmente seus personagens, o enredo se iniciou de forma promissora, mas acabou perdendo o ritmo e, em muitos momentos, mostrando cenas destonantes e confusas.

Millie foi a única personagem que conseguiu me agradar. Com um senso de curiosidade aguçado e uma inteligência peculiar, a garotinha tem uma forma própria de absorver os pontos cruciais da vida, além de manter acesa a esperança em si e ao redor dos que a cercam. Karl se mostrou bastante inconstante e creio que a autora traçou essa sua personalidade com o intuito de ilustrar sua senilidade, mas algumas atitudes do personagem se mostraram esdruxulas e até mesmo um pouco intragáveis. Já Agatha foi uma protagonista bem insossa, apesar de suas parcas cenas de heroísmo na trama, porém me surpreendeu significativamente no desfecho final.

Em síntese, Achados & Perdidos é um livro bom e interessante e que traz uma analogia bacana entre a infância e a velhice, porém confesso que eu esperava muito mais da obra. Não me senti envolvida com o enredo de Brooke Davis e nem consegui encontrar as lágrimas e os risos que a história prometia e sim apenas alguns ensinamentos acerca da vida, porém nada muito profundo. A capa é bem fofinha e nos traz a gravura de uma garotinha com o corpo coberto de palavras e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Apesar das ressalvas, não deixo de recomendar.

9 comentários:

  1. Oooi!

    Já tinha visto esse livro por aí e me interessei nele, mas é a primeira resenha que leio e não foi muito positiva. Acho que vou dar mais uma garimpada pra ver se ele é do estilo que eu posso gostar, do estilo que me interessaria. Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  2. Oie Nessa =)

    Já vi a capa desse livro na livraria, mas a sua é a primeira resenha que leio dele. A premissa parece ser bem tocante, e fiquei bastante curiosa para conferir essa história inteligente e emocionante.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  3. Oi! Eu já vi fotos do livro e não é uma história que me chamou a atenção. Só penso na menina, se consegue reencontrar a mãe. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa! Confesso que lendo a sinopse e algumas resenhas eu achava que vc iria se emocionar com esse livro, que pena que não te envolveu tanto, mas parece ser uma boa leitura de todas as formas.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa
    O enredo é bem interessante e me pareceu uma leitura reflexiva, gostei.

    Bjs
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Vanessa,
    Uma pena o livro não ser tudo aquilo que você esperava, mas ainda sim o livro parece interessante e fiquei curiosa para conhecê-lo. Dica anotada!!

    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Eu confesso que o livro não me atraiu não, por não ser o meu estilo. Uma pena que não foi tudo o que vc esperava, mas que bom que, pelo menos, deu pra vc se distrair um pouquinho!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa,
    Uma pena que o livro perca o ritmo, confesso que livros em terceira pessoa também não são os meus favoritos.
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. oi Nessa, que pena que o livro não tenha sido tudo e mais um pouco que você esperava, uma verdadeira pena, eu gostei muito do enredo da autora, mas pela sua critica não sei se arriscaria por agora a leitura
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir