08/07/2017

Resenha: As Vidas Impossíveis de Greta Wells - Andrew Sean Greer

Título original: The impossible lives of Greta Wells
Gênero: Romance
Páginas: 256
Editora: Jangada
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro As Vidas Impossíveis de Greta Wells, do autor Andrew Sean Greer, nos traz um romance interessante e inteligente que nos remete a viagens no tempo e que nos apresenta personagens metódicos e bem construídos. Intercalando três décadas distintas entre si e tecido com uma sensibilidade surpreendente, o livro se mostrou eletrizante, além de ter um apanhado psicológico magistral.

Em 1985, Greta Wells, uma fotógrafa de Nova York, mergulha em profunda depressão após o falecimento de seu irmão gêmeo, Fêlix e com a descoberta da traição de seu namorado, Nathan, que culminou com o rompimento do casal. Para aliviar a dor que está sentindo, ela se submete a um tratamento psicológico radical que consiste em eletrochoques e, para sua surpresa descobre que a cada sessão é transportada para épocas diferentes.


Ao longo do exótico tratamento, Greta tem sua consciência alternada entre seu próprio tempo e aos anos de 1918 e 1941, onde possui personalidades e estilos de vida totalmente diferentes entre si. Em 1918, ela trai o marido Nathan com Leo, um rapaz mais jovem e que se torna um amante inesquecível. Já em 1941, Greta é uma mãe e esposa extremamente devotada. Embora sejam separadas por três décadas, as vidas de Greta trazem algumas semelhanças, como escolhas difíceis e tensões familiares e cada uma delas tem os seus próprios sabores e dissabores. Através de seus perfis alternativos, Greta analisa o seu eu atual e descobre que os seus alter-egos são totalmente imprevisíveis e espontâneos. Conforme suas idas e vindas ao passado vão se tornando mais frequentes, Greta começa a discorrer sobre suas vidas, buscando mudanças e melhorias e sua mente fervilha, sobretudo com a possibilidade de habitar apenas um destes mundos.

As Vidas Impossíveis de Greta Wells consegue nos transportar para dentro do trio de vidas de sua protagonista, onde sentimos todos os seus conflitos internos, anseios, desejos e esperanças, com um leve toque de romance trágico e magia atemporal. Greta é uma personagem forte e marcante e o fato de sua descrição ser intrinsecamente humana no enredo - enaltecendo tanto suas qualidades quanto seus defeitos - só a tornaram ainda mais interessante e vivaz. Narrado em primeira pessoa pela protagonista de forma densa e envolvente, o enredo se mostrou um belo achado da literatura moderna e teve os seus direitos de filmagem adquiridos pela diva do pop, Madonna.

"O impossível acontece pelo menos uma vez para cada um de nós."

Greta é uma personagem complexa e envolvente e foi retratada das entranhas da dor até mesmo ao frenesi. Ela não se acomoda as situações que lhe são impostas e busca infinitamente melhorias para si e para todos que ama. Seu romance com Leo em 1918 tem ares shakespearianos e isso conseguiu me encantar de um modo cativante. Já em 1941, tudo parece estar dentro do conforme, mas a ausência de algumas pessoas queridas e o estopim da guerra acabam massacrando o coração da protagonista. Tal alternância entre os períodos e épocas tornaram a personagem intrigante e incrivelmente peculiar, qualidade esta que eu admiro bastante em um bom livro.

"O amor que pensávamos que nos tinha matado afinal não nos matou, e o sonho que tivemos para nós mesmos mudou em algum ponto, como um planeta para qual nossa nave tinha sido enviada; só temos de levantar a cabeça e nos endireitar, ir em frente mais uma vez e começar o dia."

Entremeando os anos de 1985, 1941 e 1918, acompanhamos a eclosão de duas guerras, a descoberta da AIDS e as lutas pelos direitos dos homossexuais e das mulheres, o que tornou o enredo ainda mais rico e interessante. Todos os fatos que permeiam a trama, bem como a construção da protagonista, são delineados de forma bastante sensível e delicada pelo autor, mostrando que Andrew Sean Greer conseguiu capturar a alma feminina com maestria e exatidão.

Em síntese, As Vidas Impossíveis de Greta Wells é um livro inteligente e excêntrico, com personagens bem construídos e um enredo envolvente e eletrizante. Abordar viagens no tempo sempre é um tema muito interessante, mas quando ele envereda pelos ramos da psicologia, sobretudo no que concerne a depressão - considerado um dos males do século - e mesclando fatos históricos de determinadas épocas, tornam o seu embasamento ainda mais amplo e arrebatador. Como eu disse antes, os direitos do livro foram comprados pela cantora Madonna e há rumores de que a personagem principal será representada no cinema pela atriz Emma Roberts. A capa do livro é bem condizente com o enredo - apesar da protagonista ter os cabelos vermelhos - e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

9 comentários:

  1. oi flor, apesar da sua excelente critica o enredo central não chamou muito a minha atenção
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    Não conhecia a obra, mas a Madonna vai produzir?
    Vou querer conferir em breve!
    Adorei a dica.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa,
    Ah, gostei da proposta e ainda mais que a Madonna ta de olho na produção. Tomara que aconteça e tomara que eu consiga ler tb haha

    tenha uma ótima semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa
    Acho que nunca tinha visto este livro, mas gostei da premissa dele, parece ser bem interessante. Gosto desta questão de viagem no tempo.
    Fiquei curiosa pela adaptação.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa! Achei bem interessante a premissa, acho que nunca li nada parecido com viagens no tempo e psicologia. Parece bem original e já fiquei animada com a possibilidade de adaptação!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa, tudo bem?
    Adorei a resenha!
    Não conhecia o livro, mas achei incrível poder ver tantas possibilidades na vida da protagonista.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, td bem?
    Ainda não conhecia esse livro, mas adorei a sua resenha!!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanessa,
    Gosto de tramas que retratem viagens no tempo, e a forma escolhida pelo autor se mostrou muito interessante e criativa. Vou querer conferir a adaptação. Ótima resenha!!


    *bye*
    Marla
    https://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Nessa,

    Mais um livro que fio conhecendo aqui, a capa é impactante e a premissa também, mas não sei se leria no momento....abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir