11/07/2017

Resenha: Steampunk Poe - Edgar Allan Poe

Título original: Steampunk Poe
Gênero: Contos de terror
Páginas: 248
Editora: ID
Classificação: 4/5
Comprar: Saraiva
O livro Steampunk Poe, do aclamado escritor Edgar Allan Poe, nos traz sete contos de sua autoria ricamente ilustrados por Zdenko Basic e Manuel Sumberac. Conhecemos A Máscara da Morte Rubra, O Coração Delator, A Queda da Casa de Usher, Os Assassinatos da Rua Morgue, O Embuste do Balão, Os Óculos e O Método do Doutor Tarr e do Professor Fether e ainda duas versões do poema O Corvo, traduzidas por Machado de Assis e Fernando Pessoa. Tal como é de se supor em um livro de contos, alguns textos acabaram me agradando mais do que outros e apesar de ter sido minha primeira experiência com a escrita de Poe, fiquei apaixonada por seu jeito peculiar e totalmente soturno.

Logo no início do livro, temos uma breve biografia do autor, que nos fala da sua relação atribulada com o pai adotivo, bem como do seu casamento com sua prima Virginia Clem e da sua morte tão misteriosa e taciturna quanto a trama tecida em suas histórias. Os contos iniciais A Máscara da Morte Rubra e O Coração Delator se mostraram o supra sumo do livro e nos apresentaram com riqueza de detalhes todo o espírito sombrio e gótico do autor.


Em A Máscara da Morte Rubra - que conta com um texto recheado de ricos detalhes arquitetônicos e uma verdadeira paleta de cores, Poe nos mostra que ninguém está imune à morte e ao terror, independente de sua classe social ou do quanto tente erguer cercas ao seu redor para a própria proteção.

"Mesmo nos corações dos mais indiferentes, existem cordas sensíveis que não podem ser tocadas sem causar emoção. Mesmo nas almas irremediavelmente perdidas, para as quais a vida e a morte são mera galhofa, existem coisas que não podem ser motivo de deboche."

Já em O Coração Delator, temos um dos contos mais misteriosos do livro, com um narrador completamente insano e que relata os seus atos de uma forma quase que filosófica. Repleto de simbolismo e com um forte apreço pelos olhos humanos, achei o desfecho final extremamente arrepiante e contundente e apreciei acompanhar como a culpa aferroa um ser humano até o final de sua existência.

"É impossível dizer como a ideia me surgiu no cérebro. Uma vez concebida, porém, ela me perseguiu dia e noite."

Os demais contos possuem uma peculiaridade única, tal como Os Assassinatos da Rua Morgue, que nos apresenta um thriller policial de primeira linha e que com certeza serviu de inspiração para muitos autores do gênero. Entretanto, achei a narrativa de O Embuste do Balão um pouco mecânica e rasa e o enredo de Os Óculos, apesar de levemente cômico, não muito expressivo e envolvente. Entretanto, o poema O Corvo ganhou meu coração e se mostrou um dos trabalhos mais primorosos e elegantes de Poe, com um toque gótico majestoso e muito bem arquitetado.

Resumidamente, Steampunk Poe nos traz o casamento dos contos sombrios de Edgar Allan Poe com as belíssimas ilustrações steampunk de Zdenko Basic e Manuel Sumberac, repletas de cores e expressividade e com uma leve semelhança ao trabalho do consagrado diretor Tim Burton. Os textos de Poe são reproduzidos de forma integral e contam uma tradução primorosa, além de ser acompanhada por notas de rodapé bem explicativas. A capa é bem atraente e bonita, polvilhada por engrenagens e com um corvo na parte central e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo.

9 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Não li nada do autor ainda, mas sei que ele é muito bem comentado... Adorei a dica, com certeza vou ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oie!

    Meninaa, esse escritor é massa! Adoro ele, apesar de escrever tudo com ar meio sombrio shaush Conheci-o porque é o autor preferido do Tim Burton e eu gosto do trabalho do diretor. Legal você ter curtido! Beijos,

    www.estranhoscomoeu.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa, só essa capa é o suficiente pra chamar a atenção!
    Ah, sim, quando se tem uma coletânea de contos assim realmente terá uns que te agradarão mais do que outros. Que bom que no geral foi uma boa leitura!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa! recentemente eu li O gato Preto do Poe e adorei, fiquei com vontade de ler outros contos do autor! Adorei essa indicação, vou colocar na minha lista de leituras!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oie Nessa =)

    Poe é o autor favorito de quem curte terror, mas como eu sou medrosa assumida nunca li nada dele.

    Acho todas as edições dos livros dele lindas, mas só olho a capas rs...

    Fico feliz que você tenha aproveitado bem a leitura ;)

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  6. Olá Nessa tudo bem??

    Esse é mais um livro que fico conhecendo aqui, não sabia que o autor escrevia esse gênero, a capa é muito legal e claro que vai para a minha lista de desejados.

    Abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi! Já vi várias pessoas falarem sobre o autor e tenho certa curiosidade para ler algo dele. E realmente conto é difícil de gostar de todos, mas que bom que alguns te agradou. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  8. oi, apesar dos bons comentários e da sua indicação eu confesso que não foi um livro que me despertou aquela ansiedade em ler, não é um enredo que me atraia

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. tava de olho há um tempão nesse livro, fiquei ansioso pra ler sua opinião sobre a queda da casa de usher, mas cê não falou tanto dele quanto dos outros contos haha é um dos meus contos favoritos do poe, junto do poço e o pêndulo. amo steampunk, mas acho que esse livro é um mais do mesmo, já tenho muitas coletâneas do poe e agora aquela da darkside me chama mais a atenção. mas que bom que você curtiu sua primeira experiência com o mestre!

    Abração!
    pipocaradioativa.com.br

    ResponderExcluir