19/08/2017

Resenha: Sra. Poe - Lynn Cullen

Título original: Mrs. Poe
Gênero: Ficção histórica
Páginas: 400
Editora: Bertrand
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Sra. Poe, da inglesa Lynn Cullen, nos traz a história do aclamado autor Edgar Allan Poe, mesclando ficção com fatos biográficos do maior gênio literário do século XIX. Detalhando com afinco o seu casamento com Virginia Poe e o triângulo amoroso vivido entre ele e a poetisa Frances Osgood, o livro se mostrou uma obra magnânima, inebriante e de extremo valor e apreço para quem é fã do trabalho de Poe.

Na Nova York de 1845, cidade permeada de imigrantes e com ruas iluminadas a gás onde o dinheiro e a oportunidade caminham lado a lado com a pobreza e o crime, o aclamado conto "O Corvo", de Edgar Allan Poe, se torna um verdadeiro prestígio no universo literário e alcança todos os moldes da perfeição e um sucesso avassalador do qual a poetisa Frances Osgood sempre almejou alcançar. Criando sozinha duas filhas após a amarga traição de seu marido - o pintor Samuel Osgood-, Frances acaba tendo a chance de conhecer Poe durante um sarau literário e acredita que isso será uma espécie de passaporte para alavancar a sua carreira. Mesmo não sendo grande fã dos escritos de Poe, ela se sente atraída por sua presença misteriosa e encantadora e por saber que ele aprecia e admira o seu trabalho.

O que começa com uma sutil admiração acaba se transformando em flerte e sedução até se tornar um romance proibido. A cada encontro clandestino entre os dois, Frances se descobre cada vez mais apaixonada pelo complexo e incrivelmente encantador autor. Entretanto, quando Virginia - a frágil e doente esposa de Poe - insiste em se tornar amiga de Frances, os amantes acabam vivendo um relacionamento tão lúgubre e tortuoso quanto um dos contos do aclamado escritor. De forma intrínseca e misteriosa, os destinos de Frances e Virginia acabam se entrelaçando e ela descobre dos piores modos possíveis que enganar a Sra Poe parece ser tão impossível quanto ludibriar a própria morte...

Sra. Poe é uma história gótica de paixão e vivacidade inspirada na vida e nas obras de Edgar Allan Poe e Frances Osgood, com toques de tragédia, dor e amor. Com uma trama rica e incrivelmente refinada, Lynn Cullen consegue nos transportar para a Nova York do século XIX e nos agraciar com um romance avassalador e de cortar o coração. Não aprecio histórias que de certa forma forma exaltem a infidelidade, entretanto o romance vivido entre Osgood e Poe é de uma pureza e intensidade que sensibiliza a alma e conta com diversos elementos e fatos que nos fazem torcer pelo amor shakespeariano do casal. Narrado em primeira pessoa por Frances Osgood - de um modo visceral e quase que palpável - o enredo é apaixonante, refinado e incrivelmente encantador.

Por trás da figura gótica e extremamente complexa de Edgar Allan Poe, se encontra um homem repleto de anseios e desejos. Um homem inteligente, talentoso, taciturno e que ama sem medidas e com cada fibra de seu ser. Como já relatado em diversas biografias, Poe era um garoto órfão que foi adotado informalmente por Francis Allan e John Allan e que sempre teve um relacionamento turbulento com o padrasto, um dos motivos que o fizeram fugir de casa e se alistar no exército. Alguns anos após ser dispensado das forças armadas, ele se casou com sua prima Virginia Poe, de apenas 13 anos de idade e desde então passou a escrever, se tornando um sucesso em 1945 com o seu aclamado poema "O Corvo". Muitos historiadores acreditam que seja pura balela o seu relacionamento com a poetisa Frances Osgood, mas existe uma sincronia quase que perfeita entre o trabalho dos dois autores, sem contar a infinidade de cartas e poemas trocados entre eles e que serviram de base para Lynn Cullen compor a sua obra. Virginia, tal como retratada na trama, é uma personagem infantil e mimada e os acontecimentos nos levam a crer que Poe se casou com ela por outros motivos não oriundos do amor. Entretanto, ela possui uma faceta misteriosa por trás da imagem frágil e delicada que ostenta e essa característica se tornou um dos pontos mais interessantes do livro.

"A loucura é como uma gota de tinta na água. A pessoa afetada pela loucura espalha suas garras maliciosas até todos ao redor ficarem matizados de negro. Logo já não é possível saber quem é louco e quem não é."

Frances Osgood é uma mulher forte e que luta dia após dia para sustentar suas filhas. Abandonada pelo marido - que sempre colecionou uma infinidade de relacionamentos extraconjugais - e vivendo de favor na casa de uma amiga, ela sonha em se tornar uma grande escritora e batalha para ter seus escritos publicados ao redor do mundo. À primeira vista, ela menospreza o trabalho de Poe, sobretudo o seu aclamado conto "O Corvo", mas quando conhece o autor durante um evento literário e passa a se sentir cada vez mais inebriada por sua presença, nasce dentro de si uma paixão forte e avassaladora que a tornam vulnerável e cada vez mais tomada pelo desejo. O amor proibido entre eles aprimorou os seus talentos e trabalhos, além de tornar a vida de ambos mais colorida e gratificante, mas infelizmente teve um final lúgubre e de dilacerar o coração.

"Afortunada a pessoa que consegue extrair mel da flor da vida, cuja raiz e cada uma das pétalas é puro fel."

Em síntese, Sra. Poe é um livro vívido, inteligente e primoroso, daqueles que fazem com o que leitor anseie para que seja real. Incrivelmente atmosférica e magnífica, a história descrita em suas páginas é sedutora e tangível, além de nos trazer ricos detalhes sobre a vida de Poe e sobre a confecção de alguns de seus contos, como "O Gato Preto", O Retrato Oval", "William Wilson", dentre outros. A capa do livro é belíssima e nos traz o retrato emoldurado de Frances Osgood e a diagramação está ótima, com fonte em bom trabalho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

12 comentários:

  1. pelo descrito a trama é bem interessante, Nessa! não o conhecia
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa!
    Eu já li esse livro, tive um problema com a escrita dele, mas a premissa e desenvolvimento foram muito bons.
    Algo classudo né?
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa,
    Pela sua resenha a proposta do livro parece interessante, gosto quando os autores mesclam ficção e realidade.

    *bye*
    Marla Almeida
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, tudo bem?
    A história parece ser riquíssima, mas infelizmente não faz meu tipo. Não sou muito fã de livros biográficos, ou que misturem esses elementos à ficção.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Gostei da resenha, ainda não conhecia a obra!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Eu já vi este livro por aí e a temática dele me chama muita atenção, apesar de ainda não ter lido nenhum livro do Poe, mas quero muito.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá! Nossa, que livro interessante, hein?! Não conhecia e fiquei impressionada de verdade.
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogpsot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, tudo bem? Eu só li O gato Preto do Allan Poe, mas fiquei bem interessada na história e na escrita da autora. Parece ter uma boa trama e li poucas histórias góticas, preciso ampliar meus conhecimentos hehehe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa,
    Primeira resenha que leio sobre o livro e adorei a proposta. Algumas das obras do autor ainda não conheço, mas a ideia do livro me deixou atraída.

    tenha uma ótima semana =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Olá :)
    Confesso que pela capa não leria. Mas com sua ótima resenha, posso confiar que ele é realmente ótimo!
    Obrigada pela sua sinceridade.

    www.chaeamor.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Nessa
    Amei a capa do livro, mega linda! Ainda não conhecia, mas gostei bastante da dica
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nessa!
    Minha amiga leu esse livro, e gostou bastante, parece ser uma leitura bem envolvente.

    Beijos!
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir