07/09/2017

Resenha: Melancia - Marian Keys

Título original: Watermelon
Gênero: Romance/ Chick-lit
Páginas: 488
Editora: BestBolso
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Melancia, primeiro volume da série As Irmãs Walsh, da irlandesa Marian Keyes, nos traz um romance cômico, irreverente e que traduz o cotidiano feminino com um misto de drama e graça. A protagonista principal da trama, Claire Walsh, mantém o bom humor mesmo nos momentos mais adversos e derrama sua vida nas páginas do livro, com todas as suas frustrações, anseios, dores e esperanças.

Claire é uma garçonete de 29 anos que é abandonada pelo marido, James, logo após dar à luz a filha do casal. O marido confessa que mantém um caso amoroso de seis meses com uma vizinha que também é casada e decide ir morar junto com a sua amante. Claire enfrenta maus bocados e, de coração partido, decide sair de Londres e voltar para a casa dos pais na Irlanda.

Nas terras irlandesas, Claire passa por uma depressão profunda regada à bebedeiras e muito choro. Ela não se conforma com o seu corpo flácido e com quilos a mais, que se assemelha a uma "melancia" e entra em colapso ao perceber que o seu "canal de nascimento" está dez vezes mais largo. Ao lado da família excêntrica, formada por uma mãe viciada em novelas, um pai à beira de um ataque de nervos e das duas irmãs, Anna - amante do ocultismo - e Helen, uma verdadeira heartbreaker, Claire passa por muitas dores e provações até que acorda para a realidade e decide ser uma mulher melhor - tanto pra ela mesma quanto para sua filha Kate.

Depois de avaliar os pontos positivos e negativos do seu casamento de três anos com James, Claire vai redescobrindo o amor próprio e buscando dia após dia ser uma pessoa melhor. Quando Helen chega em casa acompanhada do seu belo e sexy colega de faculdade, Adam, Claire se sente fortemente atraída pelo rapaz, mas reluta devido a diferença de idade e por pensar que ele pode ser namorado de sua irmã. Adam é um verdadeiro gentleman, além de irresistivelmente sedutor e contribui e muito para a transformação de Claire e seu auto-aceitamento. Porém, quando tudo finalmente está caminhando nos trilhos, James ressurge novamente, disposto a reatar o matrimônio e culpando a ex-esposa por todas as suas atitudes, inclusive por tê-lo jogado nos braços de outra mulher. O que ele não imaginava era a bela da surpresa que Claire havia preparado para ele...

"Se não pudesse enfrentar minha própria vida, não poderia esperar que alguma outra pessoa fosse capaz de fazer isso em meu lugar."

Melancia segue uma linha tênue entre o amor e o ódio e percebi que o livro despertou opiniões bem contraditórias tanto quanto ao seu conteúdo quanto ao que concerne ao comportamento da protagonista da trama. Felizmente, me diverti demais com o enredo de Marian Keyes e entendi claramente a mensagem que a autora quis passar em seu romance, rolando até mesmo uma identificação com alguns aspectos da história. Claire, a princípio, é uma mulher sem um pingo de amor próprio, embriagada, dilacerada pela dor e absurdamente fútil, mas, mesmo que em cargas menores e não repletas de todos esses ingredientes, que mulher que um dia não se sentiu assim? Seja ao olhar para o espelho ou para o estado atual de sua vida, ou ao levar um pontapé na bunda de um homem que julgava amar demais? Marian Keyes não quis entronizar o comportamento da protagonista como ético e justificável, mas traçou um perfil de muitas espécimes do sexo feminino que sentem o chão desabar sob os seus pés após uma transformação abrupta em suas vidas e que, cegas pela dor, acabam tomando direções erradas e irresponsáveis no meio do caminho. Entretanto, acompanhar o amadurecimento de Claire frente às provações e também às oportunidades com as quais ela é presenteada se mostrou muito gratificante. Narrado em primeira pessoa por Claire de uma forma espontânea, íntima e incrivelmente engraçada e irônica, o livro me proporcionou uma deliciosa leitura e teve um desfecho final - mesmo que clichê -, extremamente amável.

"Se você deixar de ter alguém ou alguma coisa, sente sua perda e, depois, passado algum tempo, preenche o buraco que ficou em sua vida, a ausência, aos poucos, fica cada vez menor e, afinal, desaparece. Há um sentido na dor. Há um motivo e uma direção para ela."

Sim, teve momentos que eu queria esbofetear a Claire e esfregar a realidade na cara dela, porém compreendo que pessoas cegas pela dor e depressivas não conseguem enxergar o que realmente ocorrem ao seu redor. Entretanto, quando James ressurge em sua vida e vomita um monte de asneira sobre como Claire foi culpada pelo rompimento dos dois e ela assiste aquilo de forma passiva e remoendo os absurdos proferidos por ele em seu interior, eu fiquei extremamente irritada, afinal ela tinha o Adam em sua vida e de longe sabia o quanto o ex estava errado e sendo abusivo com ela e mesmo assim engoliu tudo calada. Felizmente, Claire tomou a atitude mais acertada e preparou uma bela de uma surpresa para o infeliz do James, que me agradou bastante. Me apaixonei pelo Adam e enfatizo que ele é o homem dos sonhos de toda mulher, com a sua graça, charme, romantismo e beleza. As irmãs Walsh também são divertidíssimas, especialmente Helen, conhecida por arrasar corações e dona de diálogos afiados e verdadeiros.

Resumidamente, Melancia é um livro cômico e divertido sobre uma mulher que desceu ao submundo da dor e viu tudo desmoronar ao seu redor e retornou a superfície com confiança, determinação e amando cada vez mais a si mesma. Sim, opinião é algo muito pessoal e intransferível, mas por mais que o livro tenha desabonado muitos leitores, o chick-lit mais aclamado de Marian Keyes conseguiu me agradar e se mostrou uma leitura incrivelmente divertida, irreverente e válida. A capa nos traz a gravura de uma melancia - sintetizando o corpo da Claire após a gravidez - e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo, com certeza!

10 comentários:

  1. Oi! Eu abandonei esse livro e parando para ponderar hoje, acredito que tenha lido no momento errado e na idade errada. Pois não consegui me conectar com nenhum personagem, espero reler qualquer outro dia, pois a história nunca é escrita em vão, tem que te causar algum sentimento, nem que seja o ódio. Fico feliz por você ter gostado. Me fez ver que devemos sempre dá uma segunda chance. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa eu adoro Melancia! Achei que a Marian Keyes foi prolixa em alguns momentos, mas nada que me perturbasse, a história é bem engraçada e tb entendi a mensagem que a autora quis passar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. eu nãos ei se foi na época que eu li e não consegui me envolver com a trama, mas a achei tão arrastada que não li mais nada da keys
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Quando eu comprei esse livro, devia ter uns 12/13 anos. E eu juro que tentei lê-lo, umas 3 ou 4 vezes, mas a leitura simplesmente não fluía. Então, eu desisti e o troquei em um sebo. Depois de ler sua resenha, fiquei me perguntando se não deveria ter insistido mais na leitura (ou se talvez devesse lê-lo agora, que tenho 20 anos hahahah).
    Beijos,
    Meise Renata.
    viciadas-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa,
    Ai to com esse livro pra ler há vidas, só enrolo. Minha prima adora essa série haha
    Eu acho que também ia querer dar umas sacudidas na Claire.
    Ah, Irlanda ♥. Amei sua resenha!

    tenha um ótimo final de semana.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa
    Faz bastante tempo que eu tentei ler este livro e não deu, não fluiu. Acho que devo tentar de novo. Adorei saber sua opinião.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu sempre paquerei os livros dessa série, mas sei lá...sempre deixo para depois pq sempre acho que não vou gostar tanto.
    Beijos
    5 O'clock Tea

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa,
    li esse livro há muito tempo atrás, mas eu acho Férias melhor, viu?
    Não sei... Melancia não me pegou como o segundo livro da série.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa, tudo bem?
    Adorei a resenha!
    Já vi muitos comentários contraditórios sobre esse livro, então não sei se leria. Mas gostei de conhecer sua opinião.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  10. Olá Nessa, tudo bem?

    Tem muita vontade de ler esse livro e conhecer a escrita da autora, parabéns pela resenha...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir