29/10/2017

Resenha: Férias! - Marian Keyes

Título original: Rachel's Holiday
Gênero: Romance/Chick-lit
Páginas: 546
Editora: BestBolso
Classificação: 5/5
Comprar: Saraiva
Em Férias!, segundo volume da série As Irmãs Walsh, da irlandesa Marian Keyes, conhecemos a história de Rachel, tão cômica e dramática quanto à de Claire, de Melancia. Tal como sua irmã, Rachel precisou chegar ao fundo do poço para descobrir o amor-próprio e finalmente amadurecer e o seu percurso não foi nada fácil, mas rende boas gargalhadas ao leitor graças à sua espontaneidade e hilaridade.

As protagonistas de Marian Keyes passam muito longe da perfeição e retratam o universo feminino com todos os seus dramas e situações complexas e, claro, com um bom tempero de comédia e irreverência. Rachel personaliza bem essas características e passa por maus bocados, levando um tempo considerável para se reerguer.

Após perder o emprego em Nova York, terminar com o namorado, Luke Costello e ter uma overdose quase fatal, ela é obrigada pela família a se internar em uma clínica para dependentes químicos na Irlanda. Entretanto, Rachel pensa que está indo passar uma temporada em um spa repleto de famosos e entra em parafuso ao saber que está em uma clínica de reabilitação. Ela se recusa a admitir que tem sérios problemas e acha que o rótulo de toxicômana passa muito longe dela, afinal ela não é magra o suficiente para ser considerada uma viciada em drogas. Sua jornada é intensa e árdua e ela passará por muita coisa para finalmente conseguir reconhecer os seus erros e tentar reconquistar as pessoas que ama...

Férias! aborda um tema pesado e infelizmente muito real em nosso cotidiano de uma forma leve e cômica. A autora explora o universo dos dependentes químicos, relatando suas causas, traumas e vícios de maneira contundente e concisa, mostrando todas as suas oscilações e reações. Rachel é uma personagem que mergulha no fundo do poço e que leva muito tempo para chegar à margem e admitir pra si mesma que precisa de ajuda e suporte, passando por altos e baixos a todo instante. Narrado em primeira pessoa pela protagonista - o que conferiu para a trama um panorama bem vívido acerca do que passa um viciado em drogas - o enredo de Marian Keyes mescla drama com comédia sem soar piegas.

Rachel perde tudo para as drogas e não tem a mínima noção disso. Ela começa a faltar no trabalho até que perde o emprego, se afoga em dívidas, é abandonada pelo homem que ama e pelos amigos e mesmo assim não se enxerga como uma viciada. Para ela, tudo não passa de um hobby, de uma distração sem maiores danos, mesmo presenciando tudo que importa verdadeiramente em sua vida escorrendo entre seus dedos. A determinação de sua família  em interná-la se mostra a sua tábua de salvação e mesmo não percebendo quão grave é a sua situação, ela é auxiliada por profissionais qualificados e que possuem um método bem abrangente e incisivo. E, tal como acontece com muitos viciados, a recuperação de Rachel não é nada fácil e ela tem várias e várias recaídas, até que consegue enxergar uma luz no final do túnel e se manter de pé. Eu gostei da Rachel, mas não me afeiçoei à ela tanto quanto com Claire e acho que foi justamente por ela ser um pouco egoísta e extremamente cabeça dura. Ela tem um namorado espetacular e que a ama muito e amigos maravilhosos, mas abre mão de tudo pelo vício nas drogas, que começa inocentemente com comprimidos de Valium até evoluir para narcóticos mais fortes e pesados. Várias mãos são estendidas em sua direção e ela ignora todas elas, não pensando em um centésimo de segundo que seja que precisa de ajuda. E sim, mesmo me irritando com o comportamento modo zumbi de Rachel, não tem como ignorar que ela é o retrato quase que palpável de uma pessoa viciada e mergulhada no mundo das drogas.

Luke é o namorado dos sonhos de toda a mulher. Ele é bonito, sexy, carinhoso e extremamente romântico e vai do céu ao inferno para ajudar Rachel, mas ela o ignora em praticamente todas as situações. A ruptura entre eles - por mais dolorida que seja para os dois - acaba se mostrando uma bênção e a válvula propulsora para que Rachel inicie seu tratamento e tente de uma vez por todas se libertar.

Resumidamente, Férias! nos traz um romance divertido, irreverente e com uma temática interessante, válida e que serve de alerta para os dias atuais. Rachel é uma personagem engraçada e hilária, mas confesso que a sua demora em aceitar a sua real situação me irritou consideravelmente. Felizmente, depois de muitas recaídas e crises de vitimismo, ela conseguiu amadurecer e aprender a se amar novamente. A capa do livro é bem descolada e nos traz uma mala aberta acompanhada por um drinque e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

Confira a resenha do volume anterior da série As Irmãs Walsh:

►MELANCIA


9 comentários:

  1. Oie Nessa =)

    Nunca li nada da Marian Keyes, acredita? Apesar das boas resenhas que leio dos livros dela, não sinto aquela curiosidade de conhecer as histórias da autora.

    Fico feliz em saber que a leitura foi proveitosa para você ^^

    Beijos e uma ótima semana;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  2. Oii Nessa

    Ainda não tive a oportunidade de conferir nada da Marian Keyes. Realmente as histórias dela parecem ser bem divertidas, ideais pra relaxar. Também percebo que seus personagens são mais maduros que em outros livros, os conflitos são diferentes, o que torna tudo diferente e bem mais interessante.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa, tudo bem?
    Não sabia que o tema desse livro era tão pesado! Achei super interessante. E gostei do que você disse sobre a autora trabalhar bem o universo e a realidade feminina.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, eu adoro Férias é um dos emus preferidos da autora, eu achei genial a gente acompanhar Rachel e ela achando que era uma vitima, até cair a ficha dela. Que bom que vc recomenda, é um boa leitura mesmo!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. a trama parece ser bem legal e Marian trata de temas relevantes, mas eu não consigo me ligar as tramas da autora
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Que resenha mais completa Nessa, adorei conhecer esse livro!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa,
    Eu adoro esse livro.
    A protagonista é super diferente e temática séria abordada de uma forma divertida.
    Adorei a dica, uma das melhores obras da Marian.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa
    Você até me faz ficar com vontade de ler os livros desta autora, mas desde que tentei ler Melancia e não rolou, nunca mais tentei ler nada dela. Mas quem sabe um dia, é uma premissa que me agrada.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá Nessa,

    Acho que já mencionei aqui no seu blog que tenho muita vontade de ler algum livro da autora, sempre que leio as resenhas dos livros dela fico curioso pois todas são positivas....abraço.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir