12/10/2017

Resenha: Sushi - Marian Keyes

Título original: Sushi for Beginners
Gênero: Romance/Chick-Lit
Páginas: 560
Editora: BestBolso
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Sushi, da irlandesa Marian Keyes, nos traz a história de três mulheres distintas que acabam tendo suas vidas interligadas em algum momento, resultando em grandes confusões e trapalhadas. Escrito de modo bem detalhado, o enredo oscila entre momentos de agitação e calmaria e proporciona um bom entretenimento sobre o panorama moderno e o universo feminino.

O romance gira em torno de três personagens: a editora Lisa Edwards, sua assistente Ashling Kennedy e a dona de casa Clodagh e nos proporciona uma atmosfera divertida e envolvente. Lisa é uma mulher ambiciosa e incrivelmente sofisticada, que trata seus funcionários com bastante aspereza e se encontra profundamente mal-humorada desde que foi transferida para Dublin ao invés de Nova York. Ashling, sua assistente, é uma pisciana sonhadora e sensível e um pouco ansiosa, que está cansada de sua vida solitária e decide abrir as comportas de seu coração para o humorista Marcus Valentine. Já Clodagh tem a vida que muitas mulheres almejam, tal como ser casada com um marido bonito, ter dois filhos encantadores e uma casa situada no melhor bairro da cidade, mas nada disso lhe satisfaz. Três mulheres diferentes, mas com algo em comum: a eterna busca pela felicidade.


Sushi é uma trama divertida e bem articulada sobre o panorama feminino e todas as suas delícias e dissabores. Com personagens divertidas e multifacetadas e que representam bem o conceito da mulher contemporânea, o livro se mostrou um bom entretenimento e uma leitura bem descolada, apesar de não ter alcançado o mesmo patamar de Melancia. É inegável que Marian Keyes escreve super bem e que consegue nos absorver para dentro de suas histórias, entretanto achei que neste livro a autora se tornou um pouco prolixa, mesmo tendo acertado com maestria no desfecho final. Narrado em terceira pessoa, de uma forma bem cômica e detalhada, Sushi conseguiu me agradar e me fazer dar boas gargalhadas dentro do ônibus, mesmo tendo alguns momentos monótonos.

Lisa é uma mulher independente e segura de si. Em prol da carreira, ela abriu mão até mesmo de seu casamento e pouco a pouco vai se dando conta do que perdeu. No trabalho, ela é uma verdadeira megera e é super dura com os seus funcionários, os explorando o máximo possível. Entretanto, gostei de acompanhar o amadurecimento dela bem como os insights da personagem, que são certeiros e concisos. Não é necessário um fator externo para que Lisa enxergue que ela precisa mudar e sim uma autorreflexão para dentro de si mesma, que acontece paulatinamente.

Ashling foi uma das minhas personagens favoritas e acredito que a afeição se deva por termos muito em comum. Ela é sensível, sonhadora e bastante prática, tanto que é conhecida no trabalho como a "senhorita quebra-galho". No entanto, ela não aguenta mais sua vida solitária e decide se abrir para o amor, mesmo com todos as suas incertezas. E ela vibra, se apaixona e também sangra e tem suas amargas decepções, mas no final alcança a felicidade que sempre almejou. Com uma infância difícil e e um amadurecimento precoce, ela se tornou um ser humano de grande coração, no entanto com alguns traumas e receios.

Em contrapartida, Clodagh foi a personagem que eu mais detestei no enredo de Marian Keyes. Ela é egoísta, invejosa e usurpadora e não faz nada para melhorar sua vida. Não tem amor pelos filhos, pelo marido e muito menos por si própria, além de arrastar a velha ladainha de vítima e coitadinha por quase todo o enredo. Porém, na hora de magoar e ferir as pessoas em detrimento de si mesma, ela não pensa duas vezes e tal como uma cascavel, dá um bote atrás do outro. Ao contrário das demais personagens, ela é a única na trama que não evolui e que permanece na mesma vidinha estagnada de sempre.

Resumidamente, Sushi foi um livro que conseguiu me agradar e que esmiuçou vários estereótipos femininos com graça, leveza e uma dose acentuada de humor. Sim, em alguns momentos a autora foi um tanto prolixa e até mesmo encheu linguiça, mas o resultado final foi bem satisfatório e conseguiu me divertir bastante. As personagens foram bem construídas e têm personalidades bastante distintas, o que tornou a trama atrativa e um tanto expansiva no que concerne ao universo feminino. A capa é bem fofinha e nos traz a gravura de um sushi - um quitute que é bem consumido no livro durante o vai-e-vem dos personagens - e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

9 comentários:

  1. os livros da Mariah não me conquistam, eles me deixam com aquela leitura arrastada :/
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Menina, eu confesso que tenho trauma dessa autora. Li Melancia e nunca mais quer saber de outro livro dela. Eu queria ler esse Sushi, daí fiquei sabendo que tinha uns livros antes dele, então fui querer ler na ordem. Resultado: peguei tanta raiva que acabei me desfazendo de todos os livros da autora que eu tinha aqui, rsrs...
    Mas que bom que esse livro te agradou. Eu deveria ter começado por esse aí, hehe.

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  3. Oi Nessa
    Eu tentei ler só o livro Melancia desta autora e nunca mais me interessei por nada, mas tenho curiosidade.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa,
    Infelizmente o jeito da Marian escrever não funciona comigo, eu tentei ler Melancia mas acabei desistindo, achei muito enrolado. Minha cunhada ama essa escritora e tem toda coleção dela,porém comigo não funcionou. Que bom que você gostou.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa, não é emu preferido da Marian Keyes, mas ela é o máximo sempre. Mesmo sendo prolixa eu adoro hehehehe

    Bjs, Mi
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa!
    Eu tenho uma amiga que adora os livros dessa série (principalmente Melancia), mas eu nunca li nenhum.
    Pena que esse tão foi tão bom quanto o outro e que teve momentos de monotonia, mas ele tipo de leitura que nos arranca gargalhadas vale muito, né? Mesmo que tenha algumas escorregadas.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    Não deixe de participar da Promoção de Aniversário do blog, serão 23 prêmios para 12 vencedores.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa!
    Li Sushi há alguns anos e foi uma experiência muito agradável. Como você disse, é uma leitura leve, que cumpre bem o papel de nos entreter.
    Lembro de também ter odiado a Clodagh! Sinceramente, será que alguém gosta dessa personagem?! kkkkk
    Beijos!

    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa,
    Eu preciso continuar a ler essa série da Marian, mas até agora eu gostei mais de Férias, foi totalmente surpreendente e ousado, mas de uma maneira divertida, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa, tudo bem?
    Gostei da premissa e do livro ser protagonizado por 3 mulheres bem distintas. Nunca li nada da autora, mas leria essa obra.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir