16/12/2017

Resenha: Armadilha - Melanie Raabe

Título original: Die Falle
Gênero: Suspense alemão
Páginas: 304
Editora: Jangada
Classificação: 5/5
Comprar: Submarino
O livro Armadilha - vencedor do Stuttgarter Krimipreis, prêmio de Melhor Suspense Policial de Estreia - da alemã Melanie Raabe, nos traz um thriller policial cheio de facetas e surpresas. Com personagens dissimulados e instigantes, o enredo mantém a adrenalina do começo ao fim e nos revela um desfecho estarrecedor.

A escritora best-seller Linda Conrads vive reclusa em sua casa à beira de um lago, nos arredores de Munique. Ela sofre de depressão profunda há 12 anos, desde que sua irmã caçula, Anna, foi brutalmente assassinada. O assassino nunca foi pego, mas Linda o viu de relance abandonando a cena do crime.


Tudo muda de figura quando, anos depois, ela reconhece o rosto do assassino pela TV. Seu nome é Victor Lenzen e ele é um brilhante jornalista internacional, premiado por inúmeros trabalhos no Afeganistão e no Oriente Médio. Linda sabe que ninguém irá acreditar nela, caso ela venha a acusá-lo e, com o objetivo de elucidar os fatos, decide escrever um romance policial baseado no assassinato de sua irmã.

Depois de um hiato de doze anos, ela concorda em conceder uma entrevista para à imprensa, desde que o jornalista responsável seja Victor Lenzen. A partir daí, se inicia um embate perturbador, onde nada é o que parece ser, mostrando que a verdade pode ser mais enganosa e unilateral do que imaginamos...

Armadilha é um thriller psicológico envolvente e intrincado, permeado pelos labirintos mais sombrios da mente humana. Seus personagens foram bem elaborados e dissecados na história, o que tornou a trama ainda mais ampla e, por alguns momentos, até mesmo aterrorizante. Narrado em primeira e terceira pessoa por Linda e contando com fragmentos do romance fictício da protagonista, Irmãs de Sangue, o enredo foi muito bem escrito, além de ter um ritmo acelerado e ser repleto de reviravoltas, tensão e terror psicológico.

Após o assassinato da irmã, Linda se isolou de tudo e de todos. Vivendo reclusa em um casarão, ela se culpa pelo ocorrido de diversas maneiras, tanto por ter chegado tarde demais para ajudar Anna, quanto por não ter conseguido ajudar a polícia a prender o assassino. A sua ideia de escrever um suspense policial baseado em sua própria tragédia pessoal e de conceder uma entrevista exclusiva para o suposto culpado, se mostrou uma jogada audaciosa e também perigosa. A depressão abalou Linda severamente por todos esses anos e é visível para o leitor o quanto ela está emocionalmente esgotada e perturbada. Entretanto, quando ela abre as portas de sua casa para Victor Lenzen, nos deparamos com uma mulher forte, afrontosa e disposta a tudo para arrancar uma confissão do "assassino". A instabilidade emocional de Linda foi um dos temperos da trama, além de ter sido o fio condutor do clímax que jorra pelo enredo.

Victor Lenzen é um premiado jornalista, dono de uma carreira brilhante no exterior. Seus trabalhos são de cunho humanitário e social e mostram que ele é um homem bem resolvido e que não tem medo de ficar frente a frente com o perigo. Durante a entrevista, suas perguntas são bem articuladas e incisivas, o que não só afrontam Linda, como também a instigam a levar o jogo adiante. O personagem tem um sex-appeal envolvente e ele vai pulverizando o seu charme para a escritora ponderadamente, até que chega a um ponto que não sabemos quem pretende emboscar quem.

Em síntese, Armadilha é um quebra-cabeças intrigante, onde vilão e vítima se mesclam em um jogo de terror psicológico aterrorizante e obscuro. O suspense da estreante Melanie Raabe é entremeado por muitas camadas e leva o leitor por um verdadeiro jogo de dados, onde ora estamos perto da verdade; ora voltamos extremamente confundidos ao ponto de partida. A capa do livro é tão misteriosa quanto o seu teor, nos trazendo a imagem nublada de uma singela casa à beira do lago e a diagramação está ótima, com fonte em bom tamanho e revisão de qualidade. Recomendo ☺

11 comentários:

  1. Oi, Nessa, tudo bem?
    Eu gosto muito de livros com Thriller psicológico.
    Sempre me surpreende a forma que é capaz de nos deixar anestesiados e curiosos.
    Fiquei bem interessada por ele. Vou anotar para solicitar de parceria.

    Abraços,
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa!
    Suspense alemão? UAU!
    Você diversifica cada vez mais as leituras, adoro isso.
    Nunca me passaria pela cabeça ler algo assim, confesso, mas gostei da sua dica, totalmente diferente!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi! Nossa que história. A personagem foi muito corajosa em se aproximar do suposto assassino. Porém quando é para vingar alguém da família vale tudo. Gostei do enredo, instiga o leitor a terminar a leitura. Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa, tudo bem?
    Amo thrillers <3 E adorei a sua dica!
    Salvei no Skoob pra não esquecer. :)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa
    Faz tempo que não leio o gênero, apesar de curtir muito. Gostei da trama.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiii Nessa

    Esses thrillers europeus andam fazendo cada vez mais sucesso, a ambientação é sempre magnifica e as tramas muito bem planejadas. Com certeza vai pra listinha

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa, parece uma trama bem interessante! Não sou tão fã de terror psicológico, mas fiquei intrigada com os personagens!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Caramba! Ainda não conhecia esse livro, gosto muito do gênero, consigo fazer textos baseados no comportamento das pessoas e esse aparenta deixar uma bela ressaca hein rsrs amei sua resenha viu, me deixou beeeeem ansiosa pra ler, minha lista tá enorme mas já coloquei ele no topo e espero ler em breve!

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa, sua linda, tudo bem?
    Eu já li o livro e adorei! O forte é não sabermos se podemos confiar na mente dela. Fiquei super nervosa lendo. Recomendo para todos. Adorei a resenha!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Nessa!
    Não conhecia o livro, mas adorei a dica. Parece um ótimo suspense.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
  11. Olá Nessa,

    Parabéns pela resenha, não conhecia o livro e fiquei bem curioso em relação a história, dia anotada...bjs.

    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir