10/12/2017

Resenha: Não Deixe o Sol Brilhar em Mim - Evandro Raiz Ribeiro

Edição: 1
Ano: 2011
Gênero: Ficção sobrenatural
Páginas: 316
Editora: Dracaena
Classificação: 4/5
Comprar: Livraria Cultura
O livro Não Deixe o Sol Brilhar em Mim, do pernambucano Evandro Raiz Ribeiro, nos traz uma história interessante sobre vampiros, bem como suas principais características. Mesclando sobrenatural com barbáries puramente humanas, o enredo foi muito bem orquestrado e ainda traz um romance que reflete com bastante ênfase o primeiro amor.

Dennis é um garoto que acabou de se mudar para a casa dos tios após o falecimento dos pais e que é cruelmente maltratado pela tia. Além de passar por muitos infortúnios nas mãos de Gertrudes, o jovem também é perseguido na escola por alguns garotos mais velhos e vivencia cenas de bullying nas mãos deles.

De uma hora para outra, sua vida mudou drasticamente e o presente nunca lhe pareceu ser tão sem sentido. Entretanto, ele conhece Valquíria, uma reclusa e misteriosa garota da vizinhança e logo os dois acabam nutrindo uma firme e sólida amizade. E essa amizade acaba evoluindo para algo mais, suprindo os desejos da adolescência e da paixão e preenchendo o vazio existencial que habita cada um deles. Concomitantemente a isso, os algozes que perseguem Dennis começam a ser atacados violentamente e uma obscura verdade vem à tona: Valquíria é uma vampira e ela precisa de sangue para sobreviver...

Não Deixe o Sol Brilhar em Mim nos traz uma história de vampiros bem diferente do convencional e com influências marcantes de Bram Stoker e Anne Rice. Por mais que os protagonistas sejam adolescentes e acabem vivendo um romance nesse interlúdio, o tema do vampirismo é explorado de modo singular e não é regado por água com açúcar, como acontece com outros enredos do gênero. Narrado em terceira pessoa - o que nos concede uma visão panorâmica da trama - o livro de Evandro Raiz Ribeiro se mostrou bastante interessante e envolvente.

Dennis é um garoto órfão que acompanha o seu mundo desmoronar totalmente. Com a morte dos pais, ele acaba indo morar com os tios e sofre absurdamente nas mãos de Gertrudes, que faz questão de elucidar o quanto o menino é um peso e um estorvo em sua vida. Pra piorar a situação, os colegas da escola não dão um minuto de sossego para Dennis e cometem uma série de violência física e psicológica contra o jovem, que se sente cada vez mais perseguido e menosprezado. Entretanto, o destino o coloca frente a frente com a soturna e solitária Valquíria e uma onda de afeto e companheirismo toma conta do casal. Apesar de notar que Valquíria é um tanto quanto misteriosa e que esconde muitos segredos, Dennis se deixa mergulhar e inebriar cada vez mais pela sua presença. O que eu admirei em Dennis é que apesar de sofrer inúmeros infortúnios, ele não perde tempo se lamentando e busca lutar para ter melhorias de vida. Apesar de não ter achado o seu romance com Valquíria tão bem elaborado, gostei da química do casal e do conforto que um proporciona para o outro.

Acompanhar Valquíria na trama foi bem energizante e instigante, principalmente no que concerne na história de vida da personagem. Sua trajetória foi bem orquestrada e conseguiu me prender a atenção do início ao fim. O que eu achei extremamente interessante foi a ambiguidade feita entre o sobrenatural e o terror meramente humano e como fica claro por A+B qual das raças é a mais cruel, fria e calculista. Como disse anteriormente, o romance dos protagonistas não conseguiu tocar tanto o meu coração quanto eu gostaria, mas se mostrou belo e catártico.

Em síntese, Não Deixe o Sol Brilhar em Mim nos apresentou uma história sobre vampiros bem original e articulada e com um desfecho um tanto agradável quanto surpreendente. Os personagens - apesar da tenra idade - têm objetivos e planos bem definidos, o que agregou valor à trama e a tornou curiosa e instigante. A capa é simples e nos traz uma garota em vestes escuras fugindo da claridade e a diagramação está razoável, com fonte em bom tamanho e poucos erros ortográficos. Recomendo.

13 comentários:

  1. Oi Nessa, tudo bem?
    Gosto da temática de vampiros, especialmente quando a abordagem não é na fórmula saturada. Esse enredo me lembrou Deixa Ela Entrar.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa, amo histórias com vampiros e amo Bram Stocker, pelo que li da resenha o livro tem tudo para me agradar! <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Bem interessante, ainda não conhecia

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Nessa! Sou apaixonada por histórias de vampiros, e adoro Bram Stocker e Anne Rice. Tenho certeza que esse é um livro bem interessante para os amantes do gênero! Gostei da dica e da resenha!

    Beijos

    Vivian
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
  5. Olá Nessa, tudo bem?

    Esse é um livro que vejo nas redes sociais mas ainda não tinha lido nenhuma resenha, confesso que não gosto da capa, mas pela sua resenha gostaria de ler...abraço.

    https://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiii Nessa

    Dos seres sobrenaturais da literatura, vampiros e lobisomens são os que menos curto, admito. Já tentei ler os livros de algumas séries e não gostei muito de nenhum (nem a tal Academia de Vampiros tão super elogiada)... Esse que vc resenhou achei interessante justamente por ser mais original, trazer pontos novos ao tema. Fiquei curiosa em saber como o autor inovou e fico feliz em saber que ele achou esse espaco pra sair do "mais do mesmo" de sempre quando se trata de livros de vampiros.
    A capa é linda!!!!

    Beijos


    De repente, no último livro

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa
    Li este livro faz bastante tempo, tenho até uma foto com ele e eu era mais novinha eheheheh.
    Lembro que eu adorei a história, eu estava na fase de ler vampiros, agora faz tempo que não leio nada do tipo. Mas é uma boa história.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Vanessa,
    Não conhecia o livro, mas gosto de tramas com vampiros e da forma como cada autor retrata esse ser sobrenatural. Ótima resenha!!


    *bye*
    Marla
    http://loucaporromances.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oi Nessa,
    Nossa lembro desse livro mais ou menos da época que abri o blog, bem época do boom dos vampiros mesmo. Ainda leio sobre e narrativas sobre eles são sempre bem vindas.

    tenha uma ótima quarta =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  10. Oi, Nessa!
    Me lembro como se fosse hoje o lançamento desse livro! Hahaha
    Faz tempo que não leio nada sobre vampiros, essa leitura parece ser agradável.

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Vanessa! Sua resenha já me fez viajar.... Menina eu morro de medo de vampiros e tenho a imaginação fértil igual ao fantástico mundo de Bob, já pensou eu lendo esse livro????? Rsrsrsrs Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Oi Nessa, tudo bem?
    Ainda não conhecia esse livro, valeu pela dica!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  13. Ameeeeei essa história! Gente, nunca tinha visto uma história sobrenatural que não acaba caindo pelo menos um pouco em clichê e essa me chamou atenção. Super irei conferir para ter minhas próprias impressões!

    http://www.leitorasvorazes.com.br/

    ResponderExcluir